fbpx

Não houve tráfico de influêcia entre Moro e Zambelli, afirma Aras – Política

Divulgação/Assessoria de imprensa de Carla Zambelli

Zambelli é acusada por petistas de praticaf tráfico de influência

O arquivamento
da notícia-crime, apresentada por parlamentares do PT contra Carla Zambelli, deputada federal pelo PSL-SP, foi requerido pelo Procurador-Geral da República (PGR), Augusto Aras, informou o UOL. À PGR foi solicitada uma manifestação
sobre a troca de mensagens entre Zambelli e o ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro. O pedido é do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Celso de Mello.

Confira também: TSE julga ações que pedem cassação de Bolsonaro e Mourão na próxima semana

Augusto Aras escreveu que “em face do exposto, tendo sido esgotado o objeto do presente expediente, o Procurador-Geral da República manifesta-se pela extinção
da Petição”.

Zambelli, que é apoiadora do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é acusada
pelos petistas pela prática de tráfico de influência e de advocacia administrativa ao trocar mensagens com Moro.

A notícia-crime foi enviada
pelo PT ao STF em abril, alguns dias depois de Moro ter deixado o cargo federal. 

A base da denúncia são conversas no Whatsapp entre os dois, antes de Moro pedir o desligamento. Zambelli queria que ele apoiasse a troca na PF requisitada por Bolsonaro. 

A base da ação são conversas no aplicativo Whatsapp entre Moro e Zambelli antes da decisão do ministro. A deputada queria que Moro aceitasse
a troca na PF desejada por Bolsonaro.

A ação, porém, não pertence
ao inquérito que investiga a acusação do ex-ministro da Justiça contra Bolsonaro.

Fonte: Google News

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!