Não perca! – Presidente do órgão aguarda autorização do certame!

Olá concurseiros! O presidente do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), diz que segue aguardando autorização do Ministério da Economia para realizar o concurso tão esperado do instituto.

⇒ Confira todas as informações na página do concurso!

Presidente do INSS aguarda autorização

O presidente do INSS, Renato Rodrigues Vieira, comentou que segue aguardando a autorização do concurso no órgão. Vieira confirmou que o pedido para abrir uma nova seleção foi encaminhado ao Ministério da Economia.

Ainda segundo o presidente, o cenário é preocupante na autarquia. São 1 milhão de requerimentos de benefícios que chegam ao INSS mensalmente, sem que o instituto tenha efetivo suficiente para atender todas as demandas.

“O INSS atende de forma analógica no dia de hoje como atende nos últimos 20 anos. Se continuar atendendo de forma analógica, precisaremos não apenas recompor a força de trabalho, decorrente das aposentadorias, mas também dobrar e triplicar a força de trabalho do INSS. A população tem envelhecido, e cada vez mais, nós recebemos novos requerimentos. São cerca de 1 milhão todos os meses”, relatou Renato Rodrigues Vieira, presidente do INSS.

Nova-INSS

Mesmo reconhecendo que a falta de efetivo atrapalha os atendimentos, Renato defende outras soluções, sobretudo a digitalização dos serviços.

“Nós precisamos converter, migrar, a forma de atendimento analógico para digital no âmbito do INSS. Não podemos continuar fazendo da mesma forma que sempre fizemos, não é efetivo, não entrega resultados. O INSS passará a disponibilizar para todo a população 90, de todos os seus 96 serviços, de forma eletrônica, de forma digital. Seja pelo Meu INSS, seja pelo telefone 135”, comentou o presidente.

Renato Rodrigues, a exemplo do ministro da Economia, Paulo Guedes, acredita que com essa solução de digitalização os problemas de atendimento do órgão serão resolvidos.

“Com isso, ganhamos dinamismo no atendimento à população que nunca tivemos. E sem dúvidas, esse dinamismo, essa forma diferenciada de atender a população, vai fazer com que atendemos de forma mais eficiente e de forma muito mais rápida. Não tenho dúvidas que as medidas vão dar a resposta que esperamos”.

Para MPF e TCU digitalização não resolve problemas no INSS

A posição do presidente do INSS, não é compartilhada pelos órgãos de fiscalização do país. O MPF (Ministério Público Federal) e o TCU (Tribunal de Contas da União), argumentam exatamente o oposto. Para eles, apenas digitalizar os serviços sem reforçar o quadro de servidores não irá resolver os problemas de atendimento do INSS.

Segundo o TCU, que realizou auditoria no órgão no ano de 2013, há um risco de colapso caso a autarquia não realize concursos públicos regularmente. Desde o estudo realizado, o instituto teve apenas um concurso, o de 2015, que convocou 950 candidatos aprovados, porém somente até o mês de maio 3.602 aposentadorias foram registradas.

Nova-INSS

Por sua vez, o MPF recomendou o Ministério da Economia autorizar a realização do concurso e destacou ainda que digitalizar os serviços não solucionará os problemas do INSS. O órgão denunciou na recomendação que algumas medidas adotadas recentes para acabar com os problemas no atendimento de beneficiários não irão resolver o problema.

» Prepare-se para o concurso INSS + BÔNUS (GRÁTIS) «

Revelado pelo MPF, o Painel de Monitoramento do INSS aponta que mais de 2,1 milhões de pedidos para análise ainda estão pendentes. Segundo o Ministério Público Federal, mais da metade dos milhões de beneficiários da Previdência tem a composição de pessoas de baixa renda e com idade avançada. Circunstância que associada a uma presumível formação educacional deficiente, indicando que pouco ou nenhuma chance de tirar suficiente proveito desse mecanismo virtual, inclusive a do teleatendimento.



Fonte: Nova Concursos

Confira! – Presidente do órgão aguarda autorização do certame!



Baixar apostila

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: