Não perca tempo! Concursos para Perito Criminal: 227 vagas já autorizadas

Perito Criminal Oficial realizando exame de local de crime.

Concursos para Perito Criminal estão em alta. Esse ano já tivemos para Polícia Científica do Pará e Polícia Civil do Espírito Santo. Além disso, já estão autorizadas 227 vagas para os estados do Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul e Amazonas, com editais iminentes. Os governadores de Alagoas e do Ceará também confirmaram editais para esse ano. Ainda são esperados concursos para os estados de São Paulo, Bahia e Paraíba, no próximo ano. Os salários iniciais podem ultrapassar os 16 mil reais. Se planeje, execute um bom plano de estudo continuado e garanta uma dessas vagas.

Os Peritos Criminais Oficiais são os responsáveis por analisar a autenticidade de documentos; encontrar, analisar e interpretar os vestígios materiais de cenas de crime e acidentes; examinar drogas apreendidas e amostras biológicas, identificando as substâncias presentes; proceder exames de confronto genético; avaliar a eficiência de armas de fogo e realizar o confronto balístico entre armas e projéteis balísticos; extrair informações contidas, em dispositivos de informática; dentre várias outras atribuições cujos resultados, traduzidos em laudos periciais, auxiliarão na investigação criminal e na persecução penal como um todo.

Se você tem nível superior e é um admirador da atuação dos Peritos Criminais, então considere se tornar um. O ano de 2019 e os seguintes serão cheios de oportunidades em concursos para Perito Criminal. Nesse artigo trago uma coleção de informações úteis para quem deseja se preparar para essas oportunidades, tais como pré-requisitos para os cargos, previsões de editais, disciplinas cobradas, estatísticas e, é claro, estratégias para sua preparação.

Para quem ainda não me conhece, sou o Prof. Diego Souza e, assim como muitos de vocês, também sonhava em ser Perito Criminal. Sonho alcançado com aprovação em 2º lugar para Perito Criminal/Química da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), em setembro de 2017, concretizado com a nomeação em dezembro do mesmo ano. Como temos muito o que discutir aqui hoje, vamos ao que interessa: informações sobre concursos para Perito Criminal.

Quem pode concorrer em concursos para Perito Criminal?

Talvez seja a primeira pergunta que muitos fazem. Afinal você precisa saber se a sua formação é adequada para concorrer ao cargo de Perito Criminal. De início, é necessário saber que, para ocupar o cargo de Perito Criminal Oficial, é exigido nível superior. Veja o que traz a Lei 12.030 de 2009:

Art. 5o  Observado o
disposto na legislação específica de cada ente a que o perito se encontra
vinculado, são peritos de natureza criminal os peritos criminais, peritos
médico-legistas
e peritos
odontolegistas
com formação superior
específica
detalhada em regulamento, de acordo com a necessidade de cada
órgão e por área de atuação profissional.

Em geral, há uma tendência em se exigir algumas formações específicas, sobretudo formações mais científicas e/ou tecnológicas. No entanto, o concursos para Perito Criminal de alguns estados ainda aceitam nível superior em qualquer área de formação, a exemplo do estado da Bahia para os cargos “Perito Técnico de Polícia Civil” e “Perito Criminalístico”.

perito criminal formação superior formações específicas
Perito Criminal em laboratório forense.

Como não sei a sua formação superior, para facilitar a sua vida, listo, na tabela abaixo, os concursos já autorizados e os esperados para os próximos dois anos, com as respectivas formações de nível superior que são aceitas em cada estado. Os cursos mais amplamente aceitos são as engenharias, física, farmácia, química, biologia, odontologia, tecnologia da informação, contabilidade e medicina. Este último mais especificamente para o cargo de Perito Médico Legista. No entanto, existem particularidades. No estado de São Paulo, por exemplo, são aceitas formações superiores em Fonoaudiologia, Geografia, Medicina Veterinária, Museologia, Nutrição e Direito. Para o estado da Paraíba, são aceitos Geógrafos, Fonoaudiólogos e Psicólogos.

formações exigidas em concurso para perito criminal
Tabela – Formações exigidas para exercício do cargo de Perito Criminal.

Quais e para onde serão as próximas oportunidades?

Apresento na tabela abaixo um panorama sobre os concursos para Perito Criminal já autorizados e aqueles esperados para 2020, com as respectivas remunerações iniciais, baseado no contracheque do último Perito Criminal nomeado em cada instituição (créditos à @farmaconcurso). Sem dúvida, o edital mais iminente é o da PC-RJ. Um pouco mais a frente demonstrarei porque vale a pena estudar para PC-RJ mesmo que seu objetivo principal seja Perito Criminal em outra unidade da federação ou até mesmo Polícia Federal.

concursos para perito criminal autorizados e previstos para 2019
Tabela – Concursos para Perito Criminal autorizados e previstos.

Apresento abaixo algumas notícias recentes sobre os concursos listados acima para quem estiver interessado em maiores detalhes sobre a situação de cada um:

Concurso Polícia Civil RJ: SAIU a distribuição das 1.000 vagas do edital

Concurso Polícia Civil MS: autorizado certame com previsão de 170 vagas

Concurso PC AM: decreto oficializa número e distribuição das 424 vagas

Concurso PC AL: Governador reafirma certame para o segundo semestre

Concurso PEFOCE: governador anuncia que novo edital sai em breve

Concurso PC PB: Há 10 anos sem realizar concurso, Polícia Civil da Paraíba tem carência de servidores

Perícia criminal trabalha sem um terço de seu efetivo em SP

.

Quais disciplinas são cobradas em concursos para Perito Criminal?

As disciplinas do conhecimento básico comuns à maioria dos concursos periciais são: língua portuguesa, raciocínio lógico, informática, noções sobre os direitos administrativo, constitucional, penal e processual penal. As disciplinas do conhecimento específico variam um pouco mais, pois, em geral, a concorrência é por especialidade (formação). Por exemplo, são ofertadas vagas específicas para farmacêuticos que só os profissionais da área podem concorrer e o mesmo acontece para as demais especialidades. No entanto, em alguns estados, a exemplo de São Paulo e Bahia, o conhecimento específico é comum a várias especialidades, ou seja, profissionais com diferentes formações precisam estudar o mesmo conteúdo programático. Nesses casos, para equalizar as chances entre as diferentes formações, o conteúdo específico corresponde a um pouco de conteúdo de várias áreas do conhecimento.

Observe na tabela abaixo que grande parte do conhecimento básico é comum aos vários estados que podem lançar editais em breve. Isto significa que, mesmo que você não alcance a aprovação no primeiro deles, poderá aproveitar boa parte do conteúdo estudado para a próxima oportunidade de concurso para Perito Criminal. Essa é, na verdade, a orientação de vários professores e coachs: estude para os concursos de uma área para aumentar suas chances de aprovação. Nesse contexto, temos a área dos concursos periciais. Lembrem-se: dedicar-se para apenas um edital será muito arriscado.

área dos concursos periciais disciplinas cobradas
Quadro com disciplinas cobradas em concurso para Perito Criminal

Quais as etapas do concurso para Perito Criminal?

Concursos para Perito Criminal
são compostos normalmente das seguintes etapas:

  • Prova objetiva;
  • Prova discursiva;
  • Investigação social e criminal (sindicância de vida pregressa);
  • Avaliação médica;
  • Teste de aptidão física (TAF);
  • Prova de títulos; e
  • Curso de Formação (CF).

Todas as fases merecem atenção, pois, a exceção da prova de títulos que é apenas classificatória, em todas você poderá ser eliminado. Mesmo assim, chamo atenção para as duas primeiras: provas objetiva e discursiva, as quais serão as mais determinantes para sua aprovação. Muitos me chamarão de louco por estar supervalorizando essas duas etapas em detrimento das demais.

Alguns vão dizer “Professor, se eu não passar no TAF, não vou chegar ao Curso de Formação!”. É verdade, mas vamos deixar os números falarem um pouco. No penúltimo concurso da PF, 98,5% dos candidatos foram eliminados na prova objetiva. Sim! Número elevadíssimo, não é mesmo?

Para entender esse número é bem simples. Imagine a seguinte situação hipotética e factível em concursos periciais. Você está concorrendo para uma especialidade para qual estão previstas 3 vagas imediatas mais cadastro reserva e se inscreveram 1200 candidatos. Suponha ainda que serão corrigidas as redações dos candidatos correspondentes a 8 vezes o número de vagas imediatas, ou seja, 24 redações. Nesse caso, cerca de 1176 pessoas [que corresponde a 98% dos 1200 inscritos] não terão as discursivas corrigidas e estarão, portanto, eliminadas do certame.

Você, leitor perspicaz, já percebeu que a maior parte da sua energia inicial deverá ser gasta na preparação para a prova objetiva de Perito Criminal. Exato! Os dados dizem que você está corretíssimo… Suas chances dependerão de um bom domínio das diferentes matérias cobradas como conhecimentos específicos, português, raciocínio lógico, informática e os direitos constitucional, administrativo, penal e processual penal.

Não estou dizendo para você não se preocupar com as demais etapas, mas tenha em mente que a prova objetiva é a peneira mais fina. Depois dela, se você dedicar com afinco, terá boas chances de chegar ao Curso de Formação e, em seguida, tomar posse. Agora vamos falar da outra fase para qual precisa ter atenção redobrada.

Prova discursiva: uma fase que nem sempre recebe a devida atenção

preparação para prova discursiva para Perito Criminal
Preparação para provas discursivas de concursos para Perito Criminal.

No concurso para Perito Criminal da PF, cerca de 17% dos 1,2% que passaram na objetiva foram reprovados na prova discursiva. Esse índice é relativamente alto, pois a aprovação do candidato na discursiva independia do desempenho de seus concorrentes, sendo suficiente obter nota mínima de 6,5 pontos (50% da pontuação máxima). Além disso, é esperado que os candidatos aprovados na prova objetiva (menos que 2% dos candidatos mais bem preparados) possuam conhecimentos razoáveis dos conteúdos teóricos do edital, não é mesmo? Outro dado curioso é que alguns desses candidatos chegam a ZERAR a prova.

Uma vez compreendido que um bom desempenho na discursiva é esperado para os aprovados na objetiva, nos resta entender quais motivos podem ter levado à reprovação de 17,1% desses candidatos e o que você pode fazer para estar dentre os outros 82,9% aprovados nessa etapa. Infelizmente esses motivos não são extraíveis dos resultados publicados dos concursos, mas podemos destacar três principais motivos: fuga de tema, dificuldade de estruturação das ideias e tempo insuficiente para resolução das provas objetivas e discursivas em um mesmo período.

O meu intuito não é dar dicas de
como fazer uma boa prova discursiva, mas sim alertá-lo para o risco de
reprovação nessa etapa. Vários outros professores aqui do Estratégia, mais
gabaritados no assunto, podem lhe orientar na preparação para essa fase. Segue
algumas dicas mais gerais e iniciais:

  • estude por bons materiais;
  • adquira bons conhecimentos da parte específica do conteúdo programático;
  • escolha possíveis temas e pratique simulando a prova discursiva e cronometrando o tempo gasto;
  • envie suas questões discursivas respondidas para um professor corrigir;
  • no dia da prova, siga exatamente (de preferência na mesma ordem) os comandos da banca (tópicos listados pela banca que devem estar na sua resposta).

Muitos candidatos se queixam que seus recursos em provas discursivas quase nunca são aceitos ou quase não modificam a sua pontuação… será que essa afirmação tem fundamento? Nesse sentido, existe obviamente variações entre diferentes concursos e, principalmente, entre diferentes bancas organizadoras. Vamos novamente tomar como exemplo penúltimo concurso da PF, para o qual realizei levantamento estatístico.

A nota média geral na discursiva passou de 9,0 para 9,2 pontos após os recursos, o que corresponde a um aumento de apenas 2,5% na nota. No entanto, observar o aumento da pontuação média geral não é o mais adequado, já que muitos candidatos não apresentam recursos na prova discursiva. Se consideramos apenas os candidatos que tiveram sua pontuação modificada, a nota passou de 7,8 para 9,1 pontos, o que corresponde a um aumento médio de 17% ou 1,33 pontos. Esse aumento de pontuação médio pode ser decisivo para a convocação para o curso de formação. Acredito que, após a apresentação desses resultados, você esteja convicto de que vale muito a pena entrar com recurso na prova discursiva.

Claro que já terá investido um bom tempo e dinheiro caso seja aprovado na prova objetiva. Por isso, não arrisque! A minha dica é que procurem a assessoria de professores renomados no assunto para auxiliá-los na elaboração dos recursos, o que potencializará suas chances de aumentar a pontuação na discursiva.

Abro um parêntese rapidamente para contar minha experiência pessoal no assunto. No concurso de Perito Criminal da PCDF em 2016, eu não consegui finalizar a resolução da prova objetiva por dois motivos: sou um pouco lento, e valorizei a resolução das quatro questões discursivas que valiam 100 pontos. No resultado definitivo da objetiva eu constava como 25º colocado. Obtive 81,61 pontos no resultado preliminar da prova discursiva, passando para a 4ª posição e, após os recursos, minha nota subiu para 85,62, alcançando a 2ª posição. Na minha área, Química, o concurso ofertava 2 vagas imediatas e 6 cadastro reserva.

Estratégias de estudo – Concursos para Perito
Criminal

Se você almeja tornar-se Perito Criminal, considere fazer o concurso da PC-RJ cuja publicação do edital está muito próxima. Ter uma prova no horizonte pode ser um bom pontapé inicial para os estudos. Assim você irá acumular conhecimentos da parte básica e específica que serão úteis para as próximas oportunidades que aparecerão ainda esse ano. A ótima remuneração, acima de 10 mil reais e a possibilidade de se repetir o formato do último edital da PC-RJ, ou seja, não serem cobrados os direitos para o cargo de Perito Criminal, são ótimas notícias aos candidatos que começaram a estudar a pouco tempo.

Acredito que, em sua leitura até aqui, você já tenha extraído algumas informações importantes para seu planejamento. Agora quero repassar algumas dicas, estratégias e ferramentas ensinadas pelos nossos melhores Peritos, quando o assunto é preparação, nossos coaches.

Se você é um concurseiro iniciante, recomendo a leitura do seguinte artigo:

Como começar a estudar para Concurso Público: SEIS PASSOS

Para todos os concurseiros, independentemente do seu nível, recomendo o vídeo abaixo que é específico para área pericial e traz um panorama geral de como se preparar para esse concursos, apresentando dicas, ferramentas, matérias e sugestões para o seu planejamento de estudo.

Por fim, é sempre um estímulo ouvir o relato de outras pessoas sobre suas jornadas até a aprovação, sobretudo de pessoas que alcançaram o mesmo cargo que desejamos. Por isso, compartilho no link abaixo o relato muito interessante do Prof. Vinícius Lima, coach aqui do Estratégia, Perito Criminal e meu colega de trabalho na PCDF.

A saga até o sonhado (?) concurso de Perito Criminal

Vou ficando por aqui. Deixem seus comentários sobre qual concurso pretende prestar, para qual especialidade e quais informações adicionais gostaria de ler em nossos artigos sobre concursos para Perito Criminal. Deixo os links abaixo dos cursos completos (PDF + VÍDEO AULAS) para aqueles que pretendem concorrer a uma vaga de Perito Criminal na PCRJ.

.

Bons estudos!

Prof. Diego Souza

CURSOS PREPARATÓRIOS P/ PERITO CRIMINAL DA PCRJ

Busque em nosso site outros cursos preparatórios para Perito Criminal

ASSINATURA DA ÁREA POLICIAL – 1 ANO – BOLETO À VISTA COM 15% DE DESCONTO

PACOTE P/ PC-RJ (PERITO CRIMINAL – ENGENHEIRO CIVIL) COM VIDEOAULAS – 2019

PACOTE P/ PC-RJ (PERITO CRIMINAL – ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO/INFORMÁTICA) COM VIDEOAULAS – 2019

PACOTE P/ PC-RJ (PERITO CRIMINAL – CONTABILIDADE) COM VIDEOAULAS – 2019

FÍSICA P/ PC-RJ (PERITO CRIMINAL – FÍSICA) COM VIDEOAULAS – 2019

QUÍMICA P/ PC-RJ (PERITO CRIMINAL – ENGENHARIA QUÍMICA/QUÍMICA) – 2019

QUÍMICA P/ PC-RJ (PERITO CRIMINAL – FARMÁCIA) – 2019

Créditos:

Estratégia Concursos

Acesse o material completo!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: