fbpx

No Facebook, propaganda política vai precisar de autorização para circular no País

A empresa anunciou nesta quarta-feira, 24, novas regras para a circulação de conteúdo político na sua rede social, para tornar mais transparentes a origem e o objetivo do material

  • separator

O Facebook anunciou nesta quarta-feira, 24, que os anúncios políticos publicados na rede social aqui no Brasil deverão passar por uma autorização e serem rotulados com uma etiqueta que identifica a categoria da publicação. Os usuários já podem solicitar as autorizações desse tipo de anúncio e, a partir de agosto deste ano, aquelas que não atenderem aos requisitos não serão aprovadas.

Segundo a empresa, essa é uma iniciativa para garantir a transparência de conteúdos políticos que são publicados no Facebook. A empresa adotou estratégia semelhante nos Estados Unidos recentemente, e já havia anunciado que poderia estender para outros países algum tipo de controle sobre material eleitoral.

Nas publicações submetidas ao processo de autorização, devem estar presentes as etiquetas “pago por” ou “propaganda eleitoral” para esclarecer a origem do conteúdo e o usuário deve informar dados de identificação como telefone, e-mail e CPF, além de comprovar residência no Brasil.

Ainda, segundo o Facebook, um anúncio será considerado de conteúdo político quando for feito ou encomendado por algum candidato ou ex-candidato para um cargo público, a uma figura política ou a algum partido. Também serão considerados os posts sobre eleição, referendos ou campanhas de incentivo ao voto e eleitorais.

Depois de autorizadas, os anúncios serão marcados com um “i”, de informação, no topo da publicação, e ficarão disponíveis na Biblioteca de Anúncios do Facebook por sete anos.

Veja também:

Veja como funciona a Bixby, assistente de voz da Samsung

Estadão

  • separator

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!