No Twitter, Eduardo Bolsonaro faz críticas a Deltan Dallagnol

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) publicou neste domingo, 25, tweets em que sugere que o procurador da República Deltan Dallagnol esteja ligado a grupos de esquerda e a organizações não-governamentais (ONGs). O parlamentar compartilhou um vídeo em que o escritor Olavo de Carvalho afirma que o combate à corrupção está sendo utilizado para “restaurar a fama e o prestígio moralizante da esquerda”.

“Vejam o que o senhor Deltan está fazendo com o dinheiro da Petrobrás, está levantando as ONGs de esquerda para um novo assalto ao poder”, diz Olavo no vídeo compartilhado por Eduardo Bolsonaro. A referência é ao projeto do fundo da Operação Lava Jato que receberia parte da multa de R$ 2,5 bilhões da Petrobrás em ações nos Estados Unidos.

Olavo comentava outro vídeo, do youtuber Lilo, que questionava o fato de o comitê gestor da coalizão Unidos contra a Corrupção ser formado por organizações como o Instituto Ethos e o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral. Na visão de Lilo e Olavo, as duas instituições defendem pautas associadas à esquerda.

“O Lilo fez um vídeo mostrando uma breve pesquisa sobre o Deltan Dallagnol. São conexões com ONGs e grupos de esquerda, não se trata da opinião do Lilo, são fatos. Agora Olavo explica o porquê disso tudo, veja que curioso”, escreveu Eduardo.

Mais tarde, Eduardo compartilhou outro vídeo, publicado pela deputada federal Bia Kicis (PSL-DF), de uma entrevista de Deltan ao jornal Gazeta do Povo. Na entrevista, o procurador respondeu que o presidente Jair Bolsonaro se apropriou da pauta anticorrupção e lamenta que a esquerda não defenda o mesmo tema. “Nós vimos que ele se apropriou dessa pauta e é uma pena que outros segmentos e candidatos à Presidência não tenham buscado essa pauta de forma tão firme”, disse.

Nos atos em apoio ao governo deste domingo, 25, parte dos manifestantes pediu que Deltan Dallagnol seja escolhido como novo procurador-geral da República. O chefe da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba vem sendo alvo de questionamentos após divulgação pelo site The Intercept Brasil e de outros jornais de mensagens trocadas entre ele e o ministro da Justiça, Sérgio Moro, então juiz da 13ª Vara Federal de Curitiba.

Deltan ainda não comentou, em suas redes sociais, as críticas de Eduardo Bolsonaro.

  • separator

Fonte: PORTAL TERRA – NOTÍCIAS

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: