fbpx

Nova York se recupera de blecaute

Exatamente no aniversário do grande apagão de 1977, parte da metrópole americana fica sem luz. Shows da Broadway foram cancelados, lojas fecharam e metrô foi afetado. Após mais de quatro horas, energia é restabelecida.Exatamente no aniversário do grande apagão de 1977, parte da metrópole americana fica sem luz. Shows da Broadway foram cancelados, lojas fecharam e metrô foi afetado. Após mais de quatro horas, energia é restabelecida.

Mais de 70 mil moradores ficaram sem energia em Nova York

Foto: DW / Deutsche Welle

A energia foi restabelecida em Manhattan, por volta da meia-noite deste sábado (13/07), após um corte de fornecimento em Nova York que durou cerca de quatro horas e que deixou 72 mil clientes sem luz, afetando a região oeste da cidade e pontos famosos como Times Square.

Exatamente no aniversário do grande blecaute entre, 13 e 14 de julho em 1977, as luzes se apagaram novamente em Nova York: há 42 anos, um apagão tomou conta da metrópole americana. Na época, saqueadores e incendiários aterrorizaram a cidade, mantendo a polícia ocupada.

Desta vez, prevaleceram outras histórias: como a falta de energia atingiu a Broadway pouco antes do início dos grandes shows de entretenimento, eles tiveram de ser cancelados. Vários artistas transferiram suas apresentações para a rua.

Também no Carnegie Hall, um concerto foi interrompido e o auditório foi esvaziado – então o coro continuou cantando ao ar livre do lado de fora. Um show da cantora Jennifer Lopez terminou abruptamente durante a quarta música.

Segundo a companhia de eletricidade da cidade, Com Edison, o blecaute se iniciou pouco antes das 19h (horário local, 20h em Brasília) e afetou o funcionamento do metrô, deixando muitos cidadãos presos em elevadores e até uma parte da movimentada Times Square ficou sem seus luminosos. Os semáforos também não funcionaram. Lojas foram fechadas.

A companhia Con Edison informou inicialmente que cerca de 42 mil clientes estavam sem eletricidade, número que posteriormente foi elevado para 72 mil, sobretudo do lado oeste de Manhattan.

O Departamento de Bombeiros escreveu no Twitter que a falha no fornecimento se estendeu da Rua 72 até o oeste da 40, e desde a Quinta Avenida até o rio Hudson.

Após mais de quatro horas de blecaute, a energia foi paulatinamente se recuperando e por volta da meia-noite a Con Edison informou pelo Twitter que o serviço estava normalizado.

A Câmara Municipal de Nova York havia informado num primeiro momento que foram afetadas principalmente as linhas de metrô A, C, F, D e M.

Posteriormente, a Autoridade Metropolitana de Transporte disse finalmente que todo o sistema foi “afetado” e que só havia um serviço limitado nas linhas 1, 2 e 3 no lado oeste; as linhas 4, 5 e 6 no lado leste; e a linha 7 entre Manhattan e Queens.

Sobre a origem do incidente, o Departamento de Bombeiros mencionou um incêndio de transformadores no oeste da Rua 64. Também havia “fumaça em vários prédios no lado oeste”, segundo os bombeiros.

CA/efe/ap/rtr/dw/

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube |

App | Instagram | Newsletter

Deutsche Welle
A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.

  • separator

Fonte: PORTAL TERRA – NOTÍCIAS

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!