fbpx

Novo estudo científico aponta que o magnésio de escalada em pó é neutralizador eficaz da COVID-19

Por causa de muitas pessoas possuírem síndrome de Dunning-Kruger, a qual faz com que indivíduos de baixo conhecimento a respeito de um assunto opinem baseado no título de um artigo como este, é importante deixar claro: Existe uma verdade única, intangível e absoluta?

Muitas das verdades e condutas adotadas no passado revelaram-se com o tempo em inverdades. Portanto, caro leitor (a), antes de sair esbravejando um estudo científico como verdade absoluta, procure entender que existe diferença entre estudo científico e comprovação científica.

Especialmente para os negacionistas da ciência, os quais pensam que sabem mais de saúde do que pesquisadores, médicos e profissionais da saúde, é recomendado a leitura deste artigo com ceticismo. Por outro lado, se faz parte dos terraplanistas do universo outdoor, que possuem o hábito de ficar ofendendo de maneira rasa em grupos de WhatsApp, este artigo não é indicado para você.

Magnésio em pó

O Carbonato de Magnésio, conhecido popularmente como magnésio em pó, é largamente utilizado em ginástica olímpica, ginástica funcional, Crossfit e escalada. O Carbonato de magnésio é um produto amplamente vendido e usado no mundo da escalada. A sua propriedade principal é secar as mãos para evitar o suor.

Durante o confinamento por causa da COVID-19, as pessoas que usam largamente o produto não pararam de se perguntar por quanto tempo o vírus sobreviveria em agarras de escalada, racks de CrossFit, aparelhos de ginástica, mosquetões e cordas.

O primeiro alívio (publicado em primeira mão pela Revista Blog de Escalada para a América Latina) foi a confirmação de que o magnésio líquido (produto dissolvido no álcool) funcionava como um antisséptico contra a COVID-19. Agora, um outro estudo não publicado de uma universidade britânica traz boas notícias sobre o efeito magnésio em pó contra bactérias e vírus.

O estudo científico aponta o pH como um elemento anti-COVID-19. Segundo o estudo, 90% das partículas infecciosas dissiparam-se em um minuto após entrarem em contato com o magnésio de escalada.

Pesquisadores da De Montfort University Leicester, na Inglaterra, descobriram que é improvável que o carbonato de magnésio transmita COVID-19 ou vírus semelhantes. A conclusão foi feita em o artigo publicado pela universidade, conduzido pela virologista Dra. Maitreyi Shivkumar, a microbiologista Dra. Katie Laird e a pesquisadora de pós-doutorado Dra. Lucy Owen.

Para o experimento, a equipe de pesquisadores polvilhou superfícies de plástico com Carbonato de Magnésio, carbonato de cálcio ou uma mistura dos dois. Logo depois, adicionou gotículas de um coronavírus modelo, HCoV-OC43.

A partir disso, mediram quantas partículas infecciosas permaneceram em intervalos regulares ao longo de uma hora. Dentro de um minuto após entrar em contato com o pó, 99% das partículas infecciosas foram desativadas. O HCoV-OC43 foi usado no lugar do SARS-CoV-2 (o vírus que causa o COVID-19) porque tem uma estrutura e padrão de sobrevivência semelhantes.

A pesquisa está em processo de conclusão e a equipe espera publicar um artigo revisado por pares até o final do ano.

Formado em Engenharia Civil e Ciências da Computação, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha, Argentina e Chile. Já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Chile, Espanha, Uruguai, Paraguai, Holanda, Alemanha, México e Canadá. Realizou o Caminho de Santiago, percorrendo seus 777 km em 28 dias. Em 2018 foi o único latino-americano a cobrir a estreia da escalada nos Jogos Olímpicos da Juventude e tornou-se o primeiro cronista esportivo sobre escalada do Jornal esportivo Lance! e Rádio Poliesportiva.

!function(f,b,e,v,n,t,s){if(f.fbq)return;n=f.fbq=function(){n.callMethod?
n.callMethod.apply(n,arguments):n.queue.push(arguments)};if(!f._fbq)f._fbq=n;
n.push=n;n.loaded=!0;n.version=’2.0′;n.queue=[];t=b.createElement(e);t.async=!0;
t.src=v;s=b.getElementsByTagName(e)[0];s.parentNode.insertBefore(t,s)}(window,
document,’script’,’https://connect.facebook.net/en_US/fbevents.js’);
(function(d, s, id) {
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) return;
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src = “https://connect.facebook.net/en_US/all.js#xfbml=1”;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Fonte: R7

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!