fbpx

Novo técnico do Corinthians tem cinco rebaixamentos na carreira – Prisma

Vagner Mancini foi contratado para tirar o Corinthians do rebaixamento. Mas trabalhou Vitória, Botafogo, Sport, Ceará e Guarani, quando caíram



São Paulo, Brasil


Fazia oito anos que o Corinthians não estava na zona do rebaixamento.


Foi no início de 2012.


Foram necessárias 310 rodadas do Brasileiro para a volta do sentimento amargo.


Andrés Sanchez era o presidente em 2007, quando o clube foi rebaixado.


Ele até recebeu cusparada no rosto de um membro de torcida organizada corintiana.


O elenco atual do clube é fraco.


Por conta das dificuldades financeiras que o clube enfrenta, por conta do estádio. A venda dos naming rights não foi suficiente para estancar a crise.


O medo de rebaixamento é grande e a pressão sobre o novo treinador Vagner Mancini também.


E nos 21 anos de carreira como treinador, ele não soube lidar com essa equação perigosa.


Time fraco e rebaixamento.


Teve participação direta na queda para a Segunda Divisão de cinco equipes.


Vitória, em 2018, Botafogo, 2014, Sport 2012, Ceará 2011, Guarani 2010.


Ele só assume as quedas com o Guarani e Botafogo.


Apenas considera equipes que trabalhou da primeira à última rodadas. 


Mas Mancini sabe que foram cinco.


Em compensação, salvou o Cruzeiro em 2011 e o Vitória, em 2017, clube que rebaixaria no ano seguinte.


Andrés explicou a escolha de Mancini para comandar o Corinthians.


“Ele não é um técnico defensivo, nem ofensivo, ele mescla, conhece bastante o trabalho em São Paulo e no Brasil.


“Se ganhar, vocês (jornalistas) vão falar bem, se perder vocês vão falar que a escolha foi errada.


“Infelizmente é assim que se faz no Brasil.”


Mancini assume o Corinthians hoje.


Vai trabalhar já na quarta-feira, contra o Athletico, na Arena da Baixada.


Com um elenco fraco.


E muito pressionado.


Características perigosas de clubes no seu currículo…

Fonte: R7

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais