fbpx

o árduo janeiro do Botafogo no Brasileiro

“Faltam ainda algumas rodadas que serão extremamente importantes para nossa sobrevivência na Série A”. O desabafo que o lateral-esquerdo Victor Luis fez em seu perfil no Instagram na última quinta-feira se encaixa perfeitamente em relação à série de jogos que o Botafogo terá já no primeiro mês de 2021. A urgência por voltar a vencer no Brasileiro-2020 esbarra em clássicos, confrontos diretos e adversários bem árduos, na maratona que exigirá também superação de desgastes físicos para driblar as turbulências.

Alvinegro fará clássicos diante do Fluminense e do Vasco, além de encarar rivais como Palmeiras e Santos (Vitor Silva/Botafogo)

Foto: Lance!

O primeiro obstáculo da equipe de Eduardo Barroca, no dia 6 de janeiro, passa por um grande desafio: a seca de vitórias no Nilton Santos. Sem vitórias como mandante desde 7 de outubro (quando bateu o Palmeiras por 2 a 1), o time da Estrela Solitária mede forças com um Athletico-PR em reação. Diante do Furacão, cabe à equipe driblar as armadilhas do time de Paulo Autuori (velho conhecido da torcida e dos jogadores) para se aprumar.

Ainda no Rio de Janeiro, no dia 10, o Botafogo vai a São Januário para fazer um clássico que se tornou instinto de sobrevivência. Tanto o Alvinegro quanto o Vasco convivem atualmente com o fantasma do Z4. Mais do que obter três pontos em um confronto direto, a superação em um clássico ajuda a dar moral para a sequência da equipe.

Principalmente porque o jogo seguinte ainda não tem um prognóstico definido. Afinal, o Botafogo encarará o Santos no dia 17, dias depois do time de Cuca decidir seu destino nas semifinais da Copa Libertadores, contra o Boca Juniors. O Peixe pode lançar um time misto ou voltar-se de vez para a reta final no Campeonato Brasileiro.

No dia 20, o Alvinegro volta suas atenções para uma equipe que tem se mostrado traiçoeira contra cariocas: o Atlético-GO. Já o dia 23 traz outro clássico para a maratona do mês da equipe comandada por Eduardo Barroca.

Será a vez de Fluminense e Botafogo se superarem em campo em busca da vitória. Um bom desempenho no “Clássico Vovô” tem chance de dar uma injeção de ânimo em especial para o último jogo do mês.

A equipe encarará no Allianz Parque o Palmeiras, que se revigorou nos últimos meses e está no G6. Por mais que conte com duas vitórias sobre rivais sobre equipes da parte de cima da classificação, casos do próprio Verdão e o Atlético-MG, ambas ocorreram no Nilton Santos e quando as equipes estavam ainda em montagem.

Passados tantos meses, o Botafogo tem de reencontrar seu caminho com as vitórias e, em meio a tantas idas e vindas, consolidar seu rumo na elite.

Veja também:

Os 20 momentos marcantes do Santos nesta década

Lance!

  • separator

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais