O espírito colaborativo torna a Renner uma das favoritas entre os jovens

A Lojas Renner ficou entre as 42 Melhores Empresas para Começar a Carreira em 2018, segundo pesquisa da Você S/A

Por Bárbara Nór, da Você S/A

access_time

6 ago 2019, 15h08 – Publicado em 6 ago 2019, 15h00

Este texto faz parte do anuário VOCÊ S/A – As Melhores Empresas para Começar a Carreira 2018, publicado em dezembro de 2018 (ed. 247), com informações levantadas entre os meses de junho e setembro do ano passado. 

Porto Alegre – Para os jovens da fabricante de roupas Lojas Renner, um dos destaques ali é a atenção da empresa com o que eles sentem e pensam. O contato com os gestores é próximo e há reuniões semanais de feedback e de discussão de metas.

A ideia não é apenas repassar informações e objetivos da empresa, mas também dar oportunidade para o profissional expor suas necessidades. “Se alguém não está bem, o gestor dá abertura para conversar”, conta um funcionário. O mesmo vale para o diálogo entre os próprios empregados.

É comum as equipes se ajudarem no dia a dia nas lojas, trocando com frequência de posição. Essa experiência, eles afirmam, traz muito aprendizado, tanto profissional quanto pessoal. Eles elogiam ainda as oportunidades de crescimento por meio do plano de carreira e das vagas internas, que permitem migrar e se desenvolver em outros cargos dentro das lojas e até trocar de área.

Os jovens que trabalham na sede administrativa têm oportunidade de lidar com metodologias inovadoras, como design thinking e laboratórios de ideias, além da chance de participar de cafés com a diretoria, quando há conversas informais e roda de perguntas entre as pessoas sorteadas e um executivo convidado. lojasrenner.com.br


PONTOS POSITIVOS

Nas lojas, os colaboradores elogiam a proximidade com os líderes e a abertura para dar ideias e sugestões. A sustentabilidade, que vem recebendo investimentos, também é ponto de destaque para os jovens.


PONTOS A MELHORAR

Os funcionários pedem ônibus fretado para levar quem trabalha nas lojas em regiões menos acessíveis. Eles também afirmam que poderia haver mais aproximação entre as equipes de cidades diferentes.

Fonte: EXAME – VOCÊ S/A

Deixe uma resposta