O que aprender com o discurso do novo presidente do BNDES?

Olá, Speaker! Tudo bem?

A nossa conversa de hoje é sobre um assunto muito especial: o discurso de posse do Gustavo Montezano, no dia 16 de julho, como novo presidente do BNDES. O Gustavo Montezano é o presidente mais jovem da história do BNDES e é cliente da The Speaker!

Tive o prazer de acompanhá-lo na preparação do discurso, que foi realmente brilhante. Tanto é assim, que sua fala emocionou aqueles que o ouviram e arrancou elogios do Presidente da República, Jair Bolsonaro, e do Presidente da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

Mas, afinal, o que fez com que o discurso do Gustavo fosse tão inspirador? O que aprender com ele? É o que veremos aqui. Confira!

Quais os segredos do discurso do Gustavo Montezano?

O discurso do Gustavo aconteceu no dia 16 de julho, durante o evento no Palácio do Planalto. Suas palavras foram interrompidas diversas vezes por aplausos do público presente, mas a preparação começou bem antes, quando nos reunimos no dia anterior para que ele estivesse pronto nesse momento único em sua trajetória profissional.

Às 9h30 da manhã do dia anterior à posse, cheguei ao escritório do Gustavo. Ele me disse, em linhas gerais, o que pretendia dizer em seu discurso. Usando, então, a metodologia exclusiva aqui da The Speaker, fizemos um pequeno roteiro para a sua fala, colocando no papel tudo o que precisava ser dito, organizando, assim, o raciocínio que guiaria a sua fala no dia seguinte. Depois disso, o Gustavo já descartou o seu antigo rascunho “bullet points”, passando a adotar a estrutura que fizemos juntos.

Em seguida, foi o momento de praticar o discurso, em pé e em voz alta, pela primeira vez. O foco, nesta etapa da preparação do Gustavo, era no conteúdo da sua fala, sem entrarmos na análise de sua postura, empostação vocal e outros aspectos da linguagem não-verbal. Foram muitos ensaios até chegarmos ao storytelling final, aquele que ele usou no dia da posse.

O conteúdo já estava pronto, então passamos para a linguagem não-verbal. Quais eram os trechos e palavras que teriam mais ênfase? Quais expressões usar em determinados trechos? E os gestos, como utilizá-los para demonstrar mais carisma e simpatia? Por horas a fio, trabalhamos nessas definições, até que – exaustos – chegamos à versão ideal do nosso trabalho: um discurso com conteúdo perfeito e performance impecável.

No dia 16, fizemos um último ensaio antes de ir para o Palácio do Planalto, com uma bateria de exercícios de aquecimento de voz, respiração e um exercício final de concentração. No evento, as pessoas da plateia excediam o número de cadeiras disponíveis e a imprensa estava ansiosa para escutar o “mais jovem presidente do BNDES”.

Quando o discurso começou, eu me senti apreensiva. Logo depois do primeiro trecho mais emotivo, o público aplaudiu e eu respirei aliviada. “Meu Deus, me esqueci de prepará-lo para lidar com os aplausos!!”. Ainda assim, Gustavo lidou com os aplausos de forma magistral, demonstrando segurança e consciência do que precisava ser feito.

Em momentos como esse, estar consciente é o que define amadores e profissionais. O discurso do Gustavo foi brilhante, o que me enche de orgulho!

E o que podemos aprender com esse discurso?

Sem dúvidas, uma das lições que ficam do discurso do Gustavo é a importância da preparação. Como eu disse ali em cima, a sua fala aconteceu no dia 16 de julho, mas a preparação e o treino prévios a esse dia foram essenciais.

Outro item importantíssimo e que merece ser destacado é a necessidade de romper com a falsa ideia de que PREPARO (e prática) significa perder a espontaneidade. E, de forma similar, que FALAR DE IMPROVISO é estar despreparado para subir ao palco e discursar.

Definitivamente, a prática prévia a uma situação de exposição de fala, como a do Gustavo, não coloca em xeque a espontaneidade. Ao contrário, faz com que o comunicador ganhe confiança e se familiarize com o conteúdo para uma performance muito melhor.

Enquanto muitos ainda insistem em negar a importância do desenvolvimento das habilidades de oratória, outros, como o Gustavo, já entenderam que se comunicar bem é ter um grande poder nas mãos!

Parabéns, Gustavo, por sua conquista! Foi uma honra fazer parte desse capítulo da sua história!

 

 

Fonte:

 

The Speaker

  • separator

Fonte: TERRA

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: