fbpx

O que é o core e quais são os benefícios de exercitá-lo

No artigo a seguir, vamos discutir os benefícios de fazer prancha como um exercício para a melhora e o treinamento do core.

Porém, antes de nos aprofundarmos nesse tópico, é importante contextualizar e saber o que é o core, a fim de esclarecer o conceito e a sua relação com o desempenho esportivo e com a prevenção de lesões. Também veremos o objetivo principal da musculatura que compõe essa área ou região.

O que é o core?

Não é um termo presente nos livros tradicionais de anatomia, mas sim um conceito funcional que se refere ao conjunto de estruturas musculares e osteoarticulares da área central ou do núcleo do corpo.

É um conceito utilizado principalmente no âmbito esportivo. As estruturas que o compõem atuam em conjunto tanto na manutenção da estabilidade do tronco quanto na geração e transferência de forças. É o eixo gerador do movimento humano.

Portanto, se levarmos em conta a funcionalidade do conceito e a sua aplicação no âmbito esportivo, alguns autores o definem como:

“a capacidade de controlar a posição e o movimento do tronco na pelve, permitindo a produção, transferência, controle de força e movimento em direção aos elementos distais ou terminais das cadeias cinéticas desenvolvidas por uma atividade esportiva”.

O core é composto pelos músculos abdominais, lombares, pélvicos, glúteos e a musculatura profunda da coluna e do abdômen. O principal papel da musculatura do core é a sua função estabilizadora.

Exercício de prancha

O que é a prancha?

Antes de falar dos benefícios da prancha para os atletas, é importante saber a que tipo de atividade estamos nos referindo. No âmbito esportivo, estamos falando de um exercício cujo objetivo é o de melhorar e treinar o core.

Consiste em se levantar do chão formando uma ponte abdominal, apoiando as pontas dos pés e os antebraços, cotovelos ou mãos, de acordo com o nível da pessoa e da dificuldade que se queira implementar no exercício.

Benefícios da prancha para o fortalecimento do core

Levando em consideração e contrastando a visão de diferentes autores sobre o assunto, podemos listar os seguintes pontos como os benefícios trazidos pela prancha:

  • Alcançar a estabilidade central para favorecer a estabilidade dos membros inferiores e superiores, bem como transmitir força para esses membros com um determinado gesto esportivo.
  • Melhorar a coordenação, chamada coativação coordenada, que se reflete em uma maior ativação muscular, rigidez e estabilidade.
  • Otimizar o desempenho esportivo através do desenvolvimento das habilidades dos músculos que compõem a estrutura do tronco, principalmente a força, a resistência e a capacidade estabilizadora da estrutura.
  • Desenvolver a flexibilidade dos músculos envolvidos.
Exercício de prancha
  • Proporcionar benefícios quanto à prevenção de lesões. Por exemplo, permitindo o aumento do controle neuromuscular da região do tronco. Um déficit desse aspecto nessa região é considerado um fator de risco para uma lesão medular lombar.
  • Exercício importante para alcançar a estabilização ativa da coluna vertebral e para prevenir e tratar a síndrome da dor lombar. Portanto, o seu principal objetivo é desafiar e estimular a capacidade do sistema motor de estabilizar a região vertebral.

Finalmente, é importante destacar que esse exercício, assim como outros que podemos fazer para fortalecer a área média do corpo, é considerado adequado para trabalhar a estrutura do tronco porque tem a capacidade de envolver vários grupos musculares simultaneamente. Então, experimente e aproveite!

!function (f, b, e, v, n, t, s) {
if (f.fbq) return;
n = f.fbq = function () {
n.callMethod ?
n.callMethod.apply(n, arguments) : n.queue.push(arguments)
};
if (!f._fbq) f._fbq = n;
n.push = n;
n.loaded = !0;
n.version = ‘2.0’;
n.queue = [];
t = b.createElement(e);
t.async = !0;
t.src = v;
s = b.getElementsByTagName(e)[0];
s.parentNode.insertBefore(t, s)
}(window, document, ‘script’,
‘https://connect.facebook.net/en_US/fbevents.js’);
fbq(‘init’, ‘1677839712495774’);
fbq(‘track’, ‘PageView’);
fbq(“trackCustom”, “ViewMSContent”, {content_cat7: basePageAttr.category, content_tags: basePageAttr.tags})

Fonte: R7

Jornais Virtuais