Odebrecht deve R$ 96 milhões a Marcelo e Emílio

(Cicero Rodrigues/ World Economic Forum )

Marcelo e Emílio Odebrecht, acionistas do grupo e condenados na Operação Lava Jato, estão entre os credores da Odebrecht dentro da recuperação judicial.

Segundo a lista de credores da empresa, Marcelo – condenado a 19 anos de detenção e que hoje está em prisão domiciliar – tem R$ 16,2 milhões de créditos a receber da empresa. O valor de Emílio Odebrecht é de R$ 80 milhões. 

O cunhado de Marcelo, Maurício Ferro, que também é réu da Lava Jato, detém um montante de mais de R$ 8 milhões. Os valores atribuídos a Newton Souza, ex-presidente do grupo, chegam a R$ 280 milhões e envolvem a recompra de ações do grupo, segundo o processo. Outros condenados no escândalo de corrupção também estão entre os credores.

Na lista, os escritórios de advocacia estão em maior número ao lado dos grandes bancos. Embora o valor seja bem menor, a variedade de escritório é grande – o que explica a complexidade do grupo diante dos reflexos causados pela operação da Polícia Federal. O declínio do império Odebrecht começou em 2015 quando Marcelo Odebrecht foi preso. De lá para cá, o grupo tem sofrido um revés atrás do outro.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: INFOMONEY

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: