fbpx

Opções de Copom: Selic deve subir 1,5 ponto mas há muito espaço para surpresas

José Cruz/Agência Brasil

(CONDADO DA FARIA LIMA) – O mercado de Opções de Copom aponta grande chance da Selic subir 1,5 ponto percentual na reunião de hoje (25 de outubro) do Copom (Comitê de Política Monetária), mas também mostra que há uma margem significativa para “surpresas”, com uma alta bem mais forte. Esse foi o tema do Coffee & Stocks desta quarta-feira.

Segundo os preços de fechamento do último pregão da B3, o contrato que precifica alta de 1,5 p.p. na Selic fechou a 49,00 – ou seja, o mercado coloca 49% de probabilidade deste cenário acontecer. Em seguida, aparece o contrato que prevê 2 p.p. de altas, que fechou a 23,00 (23% de chance). Vale destacar que os contratos que apontam alta de 2 pontos ou mais somam ao todo 36% de probabilidade de acontecer, sendo a opção que aponta alta de 3 pontos fechando a 3,09 no último pregão (ou seja, 3,09% de chance de acontecer). Todas as cotações estão na página da B3 – clique aqui para acessá-la.

Só lembrando que na última reunião, 45 dias atrás, a Selic subiu 1 ponto percentual, indo a 6,25% ao ano. A decisão de hoje será anunciada por volta das 18h30 (horário de Brasília).

Conversamos com Thiago Albano, head de todas as mesas macro institucionais da XP. Ele contou como foi o movimento do mercado durante estes 45 dias e por que havia uma “grande oportunidade” que foi aproveitada pelos investidores na semana retrasada, antes da piora do clima político e do anúncio que vai culminar no estouro do teto dos gastos.

Confira a entrevista completa no vídeo acima ou direto em nosso canal no Youtube (link aqui)

OPÇÕES DE COPOM: Como funciona?

Cada contrato indica a probabilidade do que o Copom fará com a Selic no dia da reunião (subir, cortar ou manter o juro) e todos esses contratos vencem no dia da respectiva reunião.

Os contratos são negociados entre R$ 0,01 e R$ 99,99, onde cada centavo indica a probabilidade deste evento acontecer. Exemplo: um contrato negociado a R$ 80,00 indica que há 80% de probabilidade daquele evento acontecer.

Logo no dia seguinte da reunião do Copom, o contrato que “acertou” o que aconteceu com a Selic passará a valer R$ 100,00, enquanto todos os outros contratos referentes àquela reunião virarão pó (ou zero reais).

Cada 1 unidade é negociada em lotes de 100 contratos. Usando os mesmos números do exemplo acima, se você comprar 1 unidade de uma opção de Copom que está valendo R$ 80,00, terá que desembolsar R$ 8.000 (R$ 80 por opção x 100 contratos).

Se o Copom fizer o que essa opção está precificando, ela passará a valer R$ 100,00 no dia seguinte da decisão – ou seja, seus R$ 8.000,00 virarão R$ 10.000,00 (a conta não considera os custos operacionais e o imposto de renda, que é de 15% sobre o lucro da operação). Caso aconteça qualquer outro cenário, todo seu capital investido virará pó – você perde R$ 8.000.

“CÓDIGO” DAS OPÇÕES DE COPOM NA B3

Cada contrato tem 13 letras e números na sua composição. Pegando como exemplo o contrato com maior probabilidade de ocorrer nesta semana, que é o de alta de 150 pontos-base: o código dele na B3 é CPMV21C101500, onde:

  • CPM = é o nome da opção, e nunca muda. Designa Copom.
  • V = mês da reunião de acordo com a linguagem da B3. As letras são as mesmas que as usadas nos contratos futuros (este caso, novembro).
  • 21 = ano da reunião.
  • C = tipo da reunião (C para ordinária, P para extraordinária). Como não temos uma reunião extraordinária desde 2002, o mais comum é vermos os contratos com a letra C.
  • 101500 =os 6 últimos números vão indicar qual é a “aposta” desta opção para a decisão do Copom. Os números partem de 100000 (cem mil), onde 100000 indica “manutenção da Selic”, e qualquer número acima ou abaixo disso sinaliza alta ou queda da Selic. No exemplo acima (101500), o contrato indica alta de 150 pontos-base.

A opção que sinaliza alta de 50 pontos-base teria no final 100500, enquanto um contrato que indica queda de 25 pbs teria no final 099750.

COMO COMPRAR ESTAS OPÇÕES?

Você pode comprar direto do home broker da sua corretora, mas como o mercado ainda está crescendo entre os investidores pessoa física, pode ser que a sua corretora ainda não te permita operar isso sozinho. Caso isso aconteça, fale direto com o canal de atendimento da sua corretora.

Mais informações: a B3 tem uma página no site focada em opções de Copom.

Fonte: Infomoney

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais