Países começam a evacuar seus cidadãos de Wuhan por causa do coronavírus

Por conta do surto do novo coronavírus na China, um número crescente de países afirmou que retirará seus cidadãos de Wuhan, cidade que fica na província de Hubei, na região central do país, onde foram registrados os primeiros casos da doença que já matou 132 pessoas.

Na Europa, a França ativou o mecanismo de proteção civil da União Europeia (UE) na terça-feira, 28, solicitando ajuda para fornecer apoio consular e repatriamento de cidadãos da comunidade europeia na cidade chinesa de Wuhan.

Para isso, dois aviões serão mobilizados por meio do mecanismo para “repatriar cidadãos da UE na área de Wuhan para a Europa”, disse Janez Lenarcic, comissário europeu para gerenciamento de crises, que acrescentou que “a UE não esquece seus cidadãos que estão em um momento de necessidade, onde quer que estejam no mundo”.

O primeiro avião partirá da França nesta quarta-feira de manhã e o segundo ainda esta semana. Os cidadãos da UE presentes na região que desejam ser repatriados “ainda podem se inscrever, independentemente de sua nacionalidade”, destacou a Comissão Europeia.

Coronavírus: estamos próximos de uma pandemia? Ouça no podcast Estadão Notícias

Segundo dados de Bruxelas, cerca de 250 cidadãos franceses serão transportados no primeiro avião e, mais de 100 cidadãos da comunidade, no segundo. A CE deixou claro que este é “um primeiro pedido de assistência” e que “outros poderão seguir nos próximos dias”. Ele esclareceu que, neste momento, “apenas cidadãos saudáveis ??ou sem sintomas poderão viajar”.

Nesta quarta-feira, 29, o Departamento de Relações Exteriores das Filipinas disse que vai repatriar cidadãos que desejem deixar a província chinesa de Hubei, epicentro do surto do novo coronavírus, onde estima-se que haja 300 filipinos. Desses, cerca de 150 estão na cidade de Wuhan,

Ao chegarem no país, filipinos repatriados devem passar por uma quarentena obrigatória de 14 dias. O repatriamento será coordenado pelo consulado das Filipinas em Xangai. O Departamento de Relações Exteriores das Filipinas permitiu dois vôos fretados prontos para voar para Hubei assim que obtiverem licenças da China, onde já existem quase 6.000 casos infectados por coronavírus.

A Índia também se prepara para evacuar seus cidadãos de Wuhan. A companhia aérea estatal indiana Air India estava de prontidão para evacuar cerca de 250 indianos. “Iniciamos o processo de preparação para a evacuação de cidadãos indianos afetados pela situação”, disse Raveesh Kumar, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Índia, em um tweet.

Aqui no Brasil, o presidente Jair Bolsonaro disse que ainda não há planos para a retirada de famílias brasileiras de regiões onde há pessoas infectadas. “Pelo que parece tem uma família na região onde o vírus está atuando. Não seria oportuno a gente tirar de lá, com todo o respeito. Pelo contrário, agora não vamos colocar em risco nós aqui por uma família apenas”, disse Bolsonaro ao Estado, sem deixar claro se falava de uma família brasileira nas Filipinas que esteve recentemente Wuhan, na China, epicentro do surto da doença. /COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

  • separator

Fonte: PORTAL TERRA – VIDA E ESTILO

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: