fbpx

Palmeiras unido. Não encara como vexame eliminação no Paulista – Prisma


São Paulo, Brasil


O Palmeiras faturou R$ 656 milhões em 2020.


Só atrás do Flamengo, com R$ 950 milhões.


A grande questão, no Palestra Itália, após a derrota de ontem, por 1 a 0, diante da limitada Internacional de Limeira, é a enorme probabilidade de o clube ser eliminado precocemente do Campeonato Paulista.



O Red Bull Bragantino tem 21 pontos no grupo C, nove pontos a mais que o Palmeiras. O Novorizontino, tem 18 pontos, seis a mais que o time de Abel Ferreira. Faltam três rodadas para a fase de classificação acabar.


E o treinador português confirmou ontem que seguirá colocando seus reservas, contra o Santo André, Santos e Ponte Preta.


“Quando acabou a época (temporada 2020), tivemos uma conversa muito séria sobre este campeonato. E só hoje estou a admitir pela primeira vez que é uma competição única e exclusivamente para dar oportunidade aos mais novos. Mas estamos todos representando o Palmeiras. Newton e Papagaio vão ser cobrados como Rony e Luiz Adriano. Queríamos ganhar o jogo (contra a Inter) não conseguimos.


“Estamos pagando uma fatura cara nesta competição pelo desgaste de energia que está a tirar de todos nós.”


Esta é a frase mais importante de Abel Ferreira sobre a situação do Palmeiras.


Ele deixou muito claro que o Campeonato Paulista não leva a nada, a não ser desgastar o time para a competição que realmente interessa, a Libertadores. Além de desgastar o elenco para o restante da temporada, com o Brasileiro e a Copa do Brasil.



Por uma questão de relacionamento com a TV Globo e com a Federação Paulista de Futebol, a cúpula do Palmeiras não pode simplesmente assumir que desistiu do Campeonato Estadual.


Abel conversou várias vezes com Galiotte e já mostrou que o elenco está ainda recuperando forças da desgastante temporada de 2020. Não houve férias formais. Por conta da pandemia, as férias dos atletas foram forçadas, entre maio e abril do ano passado.


O time disputou 77 jogos na temporada passada. Foi ‘punido’ com partidas a mais por ter vencido a Libertadores e a Copa do Brasil, além de  disputar o Mundial de Clubes no Catar.


Abel conseguiu a liberação de Galiotte.


Não está escalando e nem escalará seus titulares nos jogos do Paulista, já que a Libertadores acontece ao mesmo tempo.


Lógico que, como ele mesmo diz, quer ganhar até jogos de tabuleiro com suas filhas. Não escolhe um time para perder. Mas opta por atletas sem experiência ou de menor potencial, reservas, para disputar os jogos do Paulista.


A torcida questiona, cobra.


Jornalistas classificam como vexame o clube campeão da Libertadores não se classificar na fase inicial do Paulista.


Mas a situação é clara.


Galiotte já classificou o Estadual como “Paulistinha”, em 2018.



“Eu digo ao torcedor palmeirense: esqueçam esse campeonato. O Palmeiras é muito maior do que um Paulistinha. O Palmeiras é maior do que tudo isso. Vamos brigar por coisas grandes”, resumiu, empurrado pela raiva, da perda do título para o Corinthians, em pleno Allianz.


Na final, o árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza anulando pênalti que havia marcado de Ralf em Dudu. Galiotte denunciou a interferência de um fiscal da Federação Paulista na arbitragem, quando ainda não era liberado o VAR.


Desde então, a relação entre Palmeiras e FPF foi rompida. Voltou, mas segue distante.


O Palmeiras lidera o grupo A na Libertadores, com duas vitórias em dois jogos.


Terá sua partida mais difícil nesta terça-feira, na Argentina, contra o Defensa y Justicia, clube que o derrotou na final da Recopa Sul-Americana.


Abel Ferreira quer a vitória de qualquer maneira. Não só pela revanche, mas porque no seu planejamento, o desejo é fazer a melhor campanha na fase de classificação, repetir 2020. Para ter o direito de fazer o jogo decisivo, na fase dos mata-matas, no Allianz Parque.



Por isso, vai poupar o time contra o Santo André, no domingo. E contra o Santos, na próxima quinta-feira. E mesmo no jogo final, diante da Ponte Preta, no domingo, dia 9. 


E sua equipe mais fraca tentará sim ganhar os jogos.


Com muito menos chance, se estivesse atuando o fortíssimo time titular, sem hipocrisia.


Weverton; Mayke, Danilo Barbosa e Matias Viña; Gabriel Menino (Luiz Adriano), Gustavo Scarpa (Patrick de Paula), Felipe Melo, Zé Rafael (Raphael Veiga) e Lucas Esteves; Wesley (Giovani) e Willian (Rony) foi a equipe que perdeu ontem.


Weverton; Luan, Gustavo Gómez e Renan; Marcos Rocha, Patrick de Paula (Zé Rafael), Danilo (Felipe Melo), Raphael Veiga (Danilo Barbosa) e Victor Luís; Rony (Wesley) e Luiz Adriano (Willian) venceram por 5 a 0 o Independiente del Valle.


Não há comparação entre os times. Além disso, o fundamental entrosamento.


O técnico tem a autorização de Galiotte. 


https://www.youtube.com/watch?v=ycktYVnF6NY


Os dois sabem que as chances de eliminação precoce no Paulista são enormes.


Não tratam como vexame.


Muito pelo contrário, será alívio.


Sabem o absurdo calendário do Palmeiras nesta temporada.


Com jogos a cada 48 horas.


E o Paulista de 2021 jamais foi prioridade…


Mas ninguém assumirá em público..


Federer vai leiloar itens de acervo pessoal usados em Grand Slams


Fonte: R7

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais