fbpx

Pan, 27/7, “Meu Personagem do Dia”: glória às medalhas do Triatlo – Prisma


Entre os anos 70 e 80, o estrepitoso Nélson Rodrigues (1912-1080), mistura invejável de teatrólogo, romancista, contista, jornalista e cronista de costumes e do Futebol do Brasil, manteve na Imprensa uma rubrica intitulada “Meu Personagem da Semana”. Longíssimo de mim imitar tal mago, auto-batizado de “O Anjo Pornográfico”. De todo modo, incumbido de cobrir os Jogos Pan-Americanos de Lima para o R7 e, paralelamente, a Rede Record de TV e o canal “PlayPlus”, com a sua tonelada de repórteres e de narradores e de comentaristas e de cinegrafistas etc. e tal, me bateu a idéia de um exercício diferente: a cada jornada do Pan, escolher o “Personagem do Dia”.



Para esta data inaugural, o sábado, 27 de Julho de 2019, não tive a menor dúvida. Mais do que um homem ou de uma mulher, o meu “Personagem do Dia” é um esporte, o Triatlo que, formidavelmente, concedeu ao Brasil três das seis medalhas em disputa. Dentre os rapazes, depois de vencer, em Maio, pela terceira vez consecutiva, o continental Sub-23, na prova profissionalíssima da Praia de Água Doce, na capital do Peru, Manoel Messias levou a prata, 16” atrás do favorito mexicano Crisanto Grajales e 9” à frente do argentino Luciano Taccone. Melhor, na contenda das garotas, houve uma espetacular dobradinha, o ouro para Luísa Baptista, a prata para Vittoria Lopes.



As duas atletas se alternaram na liderança da Natação (em 1.500m), do Ciclismo (40km) e da Corrida a Pé (10km). Até que Luísa abriu o conforto de 33” sobre a colega de bandeira. As duas, aliás, integram o programa de apoio das Forças Armadas, na patente de Sargento, Vittoria pela Aeronáutica e Luísa pelo Exército. Outra coincidência: o chefe de missão do Brasil no Pan é Marco LaPorta, um vice-presidente do Comitê Olímpico e o primeiro mandatário da Condederação do Triatlo no País. E LaPorta protagonizou um espetáculo paralelo: contra as normas da competição, que deu a exclusividade, por exemplo, na TV aberta, à Record, ele acompanhou o percurso, passo-a-passo, pelo Tweeter do Time Brasil. OK, LaPorta, uma boa causa, está perdoado.



Gostou? Clique em “Compartilhar”, em “Tweetar”, ou deixe a sua opinião em “Comentários”. Muito obrigado. E um grande abraço!

Fonte: R7

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!