fbpx

Pan, 31/7, “Meu Personagem do Dia”, claro, é o Chicão da Ginástica – Prisma


Inevitável, inexorável. Nesta quarta-feira, 31 de Julho, se tornou muito além de obrigatório que eu concedesse, pela segunda vez em cinco jornadas, neste Pan de Lima/2019, o simbólico laurel de “Personagem do Dia” à Ginástica Artística. Entre as moças e os rapazes, esse Esporte, com menos de 3.000 praticantes formais em todo o País, pôde somar 11 medalhas, 4 de ouro, 4 de prata e 3 de bronze, numa performance efetivamente antológica. Exatamente o topo da tabela completa do quadro de galardões do certame.



Em todas as 17 edições anteriores do Pan, jamais alguma nação, afora os Estados Unidos e Cuba, havia alcançado a maioria absoluta. Mesmo em casa, no Rio/2007, quando obteve 16 medalhas, 7 de ouro, 2 de prata e 7 de bronze, o Brasil não se consagrou, digamos, o campeão. Então, os EUA acumularam 23 medalhas, 9 de ouro, 10 de prata e 4 de bronze. Agora, em Lima, reuniram as mesmas 11 do Brasil. Porém, 3 de ouro, 6 de prata e 2 de bronze. Com a terceira posição, o Canadá levou 3 de ouro, 2 de prata e 4 de bronze. Num radical desabamento, Cuba se limitou a 2 de prata e 1 de bronze.



De todo modo, vou abusar do meu direito de assinador deste este espaço do R7 e vou personalizar o prêmio. Ao invés da seleção, o “Meu Personagem do Dia” é o Chicão, Francisco Barretto Júnior, paulista de Ribeirão Preto, nascido em 31 de Outubro de 1989, atleta do Esporte Clube Pinheiros, integrante da equipe que venceu a competição geral, ganhador de 2 das 3 medalhas de ouro individuais do Brasil, na Barra Fixa e no Cavalo com Alças. No passado, o Chicão havia ganho, com a equipe, um ouro em Guadalajara/2011 e uma prata em Toronto/2015. Em Lima, ele se mostrou superlativo.



Claro, permanecem fúlgidos todos os outros membros da delegação da Ginástica ao Peru. As meninas da equipe de bronze: Carolyne Pedro, Flávia Saraiva, Lorrane Oliveira e Thaís Fidélis. E Flavinha, bronze no Individual Geral e no Solo. Os rapazes da equipe de ouro: além do Chicão, Arthur Nory, Arthur Zanetti, Caio Souza, Luís Guilherme Porto. E mais Caio, ouro no Individual Geral e prata nas Paralelas. Arthur Nory, de prata no Individual Geral e na Barra Fixa. Arthur Zanetti, também prata nas Argolas. E atenção: espere por mais cintilância na Ginástica Rítmica. A sua turma promete.



Gostou? Clique em “Compartilhar”, em “Twittar”, e deixe a sua opinião em “Comentários”. Muito obrigado. E um grande abraço!

Fonte: R7

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!