fbpx

PASSOS DE GIGANTE 228/365

Apagador de incêndio

Decolaaaaaaaaaa Águiaaaaaaaaaaaa e Bora Bora Aos Astros e Além! AD ASTRA E ULTRA!

Plano de Voo: A metáfora de hoje vai provar (ou não) para você que atacar os efeitos dos seus problemas pode não ser a melhor estratégia para alta performance.

Você é um apagador de incêndios ou faz o que deve ser feito?

Cenas da última decolagem: Nos Passos de GIGANTE 227, nós tivemos uma reflexão das galáxias sobre o que aconteceu na Bienal, no último final de semana, no Rio de Janeiro. Um tema polêmico e que muito provavelmente será cobrado na prova de Direito Constitucional e/ou de Redação. Além disso, ainda fizemos uma breve revisão sobre “lentes, a forma como cada enxerga uma determinada situação.

SE LIGA NESSA METÁFORA! Hoje está demais! 🙂

“A importância de compreender o comportamento humano é mais bem demonstrada como uma metáfora. Imagine um homem parado à margem de um rio. Subitamente ele ouve um grito de socorro, vê alguém se afogando e decide mergulhar na água para salvar aquela pessoa. Enquanto recupera o fôlego, ouve mais gritos e pula de novo no rio, dessa vez resgatando duas pessoas. Antes mesmo de ter chance de se recuperar, ouve mais gritos pedindo ajuda.

Ele passa o resto do dia tirando uma pessoa depois da outra das águas revoltas. Se tivesse andado só um pouquinho rio acima, poderia ter descoberto quem estava jogando todas aquelas pessoas na água!

Que esforços você poderia economizar atacando a causa dos problemas , e não o efeito?” (ROBBINS, Anthony, pag. 256. Passos de Gigante: Pequenas mudanças que fazem grande diferença. 2ª ed. Rio de Janeiro: Viva Livros, 2016)

Em 17 de abril de 2015, três anos depois de me tornar auditor fiscal, decidi aceitar o chamado para estar na posição de Coordenador de Cadastro do Estado do Rio de Janeiro. Foi um desafio de GIGANTE, pois além da responsabilidade com material e pessoal, ainda tinha o projeto do SINCAD (Sistema Integrado de Cadastro).

O objetivo desse novo sistema era modernização completa da forma de lidar com os dados do contribuinte do ICMS, desde a abertura até o encerramento das atividades (baixa da empresa).

Aqui vai a primeira dica: ABRA BEM OS OUVIDOS E OUÇA OS MAIS EXPERIENTES.

É claro que eu posso aprender com vocês. Isso é fato. Aqui, a janela do aprendizado está SEMPRE ABERTA! Crescer e Contribuir, lembra?

Agora… eu, salvo melhor juízo, com mais de vinte anos no mundo dos concursos (militares, vestibulares e públicos) tenho muito mais para agregar do que para receber de vocês e ainda assim APRENDO MUITO COM OS ALUNOS! São aplicativos novos, outros formatos possíveis para estudo, testes com técnicas de revisão, entre outras possibilidades.

Chefe faz tudo

Aqui na Secretaria de Fazenda não é diferente. Assim que assumi o cargo de Coordenador, eu não sabia nada vezes nada de Chefia. Fiquei um bom tempo (quase dois anos) jogando como operacional, tático e estratégico.

Uma maluquice total, dificuldade para delegar, falta de experiência em focar nas causas e muita energia nos efeitos.

Minha antiga Chefe não se aposentou e continua no Cadastro. Ela sempre dizia:

“FOCA NA PORRA DA CAUSA SUA ANTAAAAAAAAAAAA!”

Ela é bem delicada com as palavras, tirando o anta, ela nunca me desrespeitou. Depois que assumi o cargo que era ocupado por ela, nunca mais fui chamado de anta por ela.

Recebi um carinho especial dela, foi incrível. Tudo o que eu sei de cadastro, muito eu devo aos ensinamentos dela.

Vou dar um exemplo de como o problema de hoje pode acontecer nos seus estudos e de como acontecia aqui no cadastro da SEFAZ-RJ (já corrigido).

NA SEFAZ-RJ

Problema: o contabilista não consegue se desvincular das empresas para as quais trabalha.

Solução porca (foco nos efeitos): abre um chamado (ordem de serviço) para o setor de informática, informa os dados do contabilista e pede para que eles façam a exclusão.

Solução inteligente (foca na causa): abre um chamado (ordem de serviço) para que a aplicação (sistema) seja atualizada de modo a permitir a exclusão do contabilista.

Eu poderia continuar aqui com uma lista enorme de outros problemas, existentes antes da entrada do novo sistema em produção (SINCAD), porém iria ficar repetitivo demais. A ideia central é que por um tempo eu focava em APAGAR INCÊNDIOS, mas poderia ter focado muito mais no que causou o incêndio e no que causaria os próximos.

HAHAHAA… INEVITAVELMENTE NOVOS INCÊNDIOS IRIAM ACONTECER!

Com o tempo aprendi a lição e comecei a ensinar outros servidores do cadastro. Isso foi muito bacana, pois eu não enxergava apenas o problema. Eu estava muito além dele, pensava na origem, no caso concreto, e, principalmente, na solução definitiva. Chega de colchas de retalhos. E nos estudos? Como isso pode acontecer?

NOS SEUS ESTUDOS

O exemplo clássico: o aluno que não investiga a causa da sua reprovação. No caso em tela, faltou preparação prévia e ele ficará reprovado por toda eternidade em todos os concursos que fizer se não alterar a forma de estudar. CRUELDADE? Nãooooooooooooooooooo… REALIDADE!!!

Triste realidade de muitos reprovados

Cenário: publicação do edital

Problema: aluno fica eufórico com o salário, benefícios, aliviado, pois o edital do concurso dele não é publicado, mas ele vai tentando uns aqui, outros ali, quem sabe.

Efeito: REPROVAÇÕES SUCESSIVAS. Ele vai atacar dezenas de editais e será reprovado em todos (COMO REGRA PADRÃO)! Existem raríssimas exceções.

Causa: Não fechou o conteúdo do edital antes da publicação do mesmo.

PERGUNTINHA DE PROVA PARA OS GIGANTES: Você, leitor dos Passos, já prestou algum concurso completamente preparado? Ou seja, edital fechado, revisões e centenas de exercícios realizados?

Prova Amanhã! Aaaaaaahhhh!

Muito desse comportamento é fruto da repetição do padrão escolar. Aquele “bom” e velho estudar na véspera da prova. Onde viramos a noite, pegamos o caderno de algum colega emprestado, fazemos impressões super ultra reduzidas para tentar colar naquela hora do banheiro… entre tantos outros métodos que combatem aquele incêndio… aquela prova…

Porém… contudo… todavia… o aprendizado que é bom… NADA! Um dia depois da prova, desaparece o conteúdo e quanto mais tempo passa, pior fica para se lembrar de algo.

VOCÊ NÃO APRENDEU NADA! ESSA É A VERDADE!!! ESSA É A REALIDADE!

Até quando (se esse for o seu caso, é claro) você irá ficar se enganando… pulando de edital em edital na vã expectativa de que algum dia será aprovado dessa forma?

NÃO SE ILUDA! Concurso Público é jogo de gente grande, PROFISSIONAL DOS ESTUDOS! Ou você aprende a se tornar um profissional a partir de hoje, ou pode parar de perder seu tempo no mundo dos concursos públicos. Ele não é para você!

ACORDE! DÊ UM CHEGA PRA LÁ NO QUE TE ATRAPALHA!

FOCO NA CAUSA!

Um abraço de GIGANTEEEEEEEEEEE…

DESAFIOS DOS GIGANTES:

1.Leitura de Provérbios – link aqui. Detalhes nos Passos de Gigante 72.

2. Acordar 30 minutos mais cedo. Não tem mistério, mas se quiser maiores detalhes, leia os Passos de Gigante 125.

3.Utilizar o app aprovado diariamente, pois aquilo que não pode ser medido, não pode ser melhorado! 🙂

SEJA RESPONSÁVEL COM A SUA FELICIDADEFAÇA A SUA PARTE!

AÇÃO ÁGUIA! Lute! Dê o seu melhor! O lápis e o papel estão contigo neste momento PRESENTE para você crescer e contribuir. O nosso Brasil precisa de você, de mim, de NÓS!

Fez isso? Parabéns… estamos juntos na jornada rumo à realização dos seus sonhos. Abraço de Giganteeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee…!

QUER CONHECER MINHA HISTÓRIA? CLICA AQUI 🙂

NÃO GOSTA DE ESTUDAR E QUER SER ALGUÉM NA VIDA? CLICA AQUI 

QUER VOAR RUMO AOS SEUS SONHOS, ENTÃO SIGA MEU CONTEÚDO NAS REDES SOCIAIS EM… 

Youtube: RAPHAEL LACERDA – EDUCAÇÃO TOP

Facebook: LACERDAF3

Instagram: LACERDAF3

Twitter: @Lacerda300

Uma segunda das galáxias e uma ótima semana. Bons estudos! Faça os exercícios propostos. Só assim os resultados aparecerão! 🙂 Acredite! É possível… Aos astros e além!

Raphael Lacerda – Master Coach FEBRACIS (Federação Brasileira de Coaching Integral Sistêmico)

Fonte: Google News

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!