fbpx

Petrovic elogia seleção de basquete após primeiro treino na China para o Mundial

A seleção brasileira masculina de basquete já está na China para a disputa do Mundial, que acontecerá entre o próximo dia 31 e 15 de setembro. Após desembarcar na segunda-feira à tarde na cidade de Guangzhou e ganhar o resto do dia para descansar, os jogadores voltaram ao batente nesta terça. A três dias do amistoso contra os donos da casa, o técnico croata Aleksandar Petrovic comandou o primeiro treino na moderna Arena Guangzhou, sede do Grupo C da competição, que terá Espanha, Tunísia, Irã e Porto Rico.

Na parte final do treinamento, Petrovic fez um trabalho de cinco contra cinco e ficou muito satisfeito com o desempenho de todos. “Quero parabenizar a todos porque não é fácil fazer um treino bom e com essa intensidade depois de um dia de uma viagem cansativa. Estou muito contente com o desempenho de todos e acredito que de amanhã (quarta-feira) em diante teremos um rendimento ainda melhor”, afirmou.

O dia da seleção, no entanto, começou bem cedo. Na parte da manhã, os jogadores foram divididos em dois grupos e realizaram um trabalho físico na academia comandado pelo preparador Bruno Nicolaci e pelos fisioterapeutas Bruno Secco e Vinícius Castro. “Após um dia de viagem, fizemos um trabalho físico e preventivo pela manhã na academia, com o intuito também de uma adaptação ao fuso horário e chegarmos melhor preparados para esse primeiro treino de quadra realizado na parte da tarde”, explicou Nicolaci.

A delegação brasileira chegou em Guangzhou proveniente de Lyon, na França, onde na última semana disputou três partidas por um torneio amistoso. Nele, o Brasil venceu as seleções da Argentina e de Montenegro e perdeu para a anfitriã. Antes, ainda em solo brasileiro, o time comandado por Petrovic havia derrotado o Uruguai por duas vezes – uma em Anápolis (GO) e a outra em Belém.

O Brasil integra o Grupo F na primeira fase da competição, na qual terá pela frente, na cidade de Nanjing, as seleções da Nova Zelândia (estreia no dia 1.º de setembro), a Grécia e Montenegro. O importante evento em solo chinês vai distribuir sete vagas para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. O continente americano tem direito a dois lugares na Olimpíada e, por isso, para se garantir logo na competição japonesa, o país precisa terminar entre as duas melhores seleções das Américas no Mundial.

  • separator

Fonte: TERRA

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!