fbpx

Plano de demissão voluntária da Oi, estreia do Grupo Mateus e de novos papéis da Natura & Co na B3 e mais destaques

Nesta terça-feira, o mercado acompanha a reabertura da Bolsa após o feriado de Nossa Senhora Aparecida na segunda-feira (12). O investidor pode antecipar algumas tendências do mercado a partir do desempenho de ações brasileiras negociadas na Bolsa de Nova York, as chamadas ADRs (American Deposit Receipts), que fecharam em alta.

Na segunda-feira (12), o principal índice das ADRs brasileiras fechou em alta de 0,75%, a 14.253 pontos. Enquanto isso, o ETF EWZ iShares MSCI Brazil Capped, que replica a Ibovespa em dólar, subiu 1,28%, e foi a 29,33 pontos.

Os ADRs da Vale subiram 0,81%; os do Itaú subiram 0,81%; as do Bradesco, 0,40%; ao preferenciais da Petrobras subiram 1,11%, e os ordinários, 0,69%; os da Ambev, 1,62%; os da Azul, 2,39% e os da Gol, 1,86%.  Os únicos resultados negativos ficaram com Telefônica Brasil, que teve queda de 2,33%; Embraer, com queda de 0,52%; e CSN, com queda de 1,86%.

O mercado também deve ser marcado pela reação ao lançamento do plano de demissão voluntária da Oi na sexta-feira (9), e pela estreia do Grupo São Mateus na bolsa após IPO, além do lançamento de novas ações da Natura.

Além disso, na sexta-feira (9) a Oi lançou plano de demissão voluntária para cortar 2.000 postos de trabalho, ou 15% de seu quadro funcional. De acordo com a proposta, os funcionários que aderirem ao plano receberão benefícios como indenização por tempo de serviço e extensão de plano de saúde, plano odontológico e seguro de vida.

A proposta está em linha com o plano de recuperação judicial pedido em 2016, quando a empresa possuía dívida de R$ 65 bilhões. A Oi negocia a venda de ativos, como torres e parte de sua fibra ótica, com o intuito de pagar dívidas e financiar o crescimento de sua banda larga.

Grupo Energisa (ENGI11)

O Grupo Energisa lançou uma série de debêntures por meio de subsidiárias regionais. A Energisa Paraíba aprovou a emissão de R$ 70 milhões em debêntures; a Energisa Sergipe, de R$ 30 milhões; a Sul-Sudeste, de R$ 60 milhões; a Energisa Tocantins, de R$ 60 milhões.

Na sexta-feira, a empresa havia informado que a BlackRock atingira 4,99% de participação acionária na companhia, com 52,896 milhões de ações preferenciais e 2,33 milhões de derivativos.

Grupo Mateus (GMAT3)

O mercado acompanha a estreia das ações do Grupo Mateus após IPO (sigla em inglês para oferta pública inicial de ações). A empresa maranhense, de 34 anos, é um dos maiores grupos atacadistas do Brasil, e o maior das regiões Norte e Nordeste. O conglomerado faturou R$ 5,1 bilhões no primeiro semestre de 2020, alta de 30% na comparação com o mesmo período de 2019. O lucro teve alta de 62%, para R$ 297,2 milhões.

O grupo possui 19.415 pontos de venda, e tem representantes comerciais no segmento de atacado em outros 1.750 pontos. O Grupo Mateus tem lojas físicas em Maranhão, Pará e Piauí, e atende por entrega em Tocantins, Bahia e Ceará.

A agência de classificação de risco S&P anunciou na sexta-feira que alterou a perspectiva dos ratings da Gerdau de negativa para estável e reafirmou o rating BBB-.

Segundo a S&P, a forte demanda doméstica por aços longos, principalmente devido do setor de construção residencial, deve aumentar as vendas, ante expectativa de uma queda significativa no início da pandemia.

“As margens saudáveis das operações da empresa nos Estados Unidos e uma recuperação nas operações na América do Sul (excluindo o Brasil) também contribuem para um Ebitda sólido, embora a recuperação da divisão de aços especiais continue mais fraca”, acrescentou a S&P.

Pague Menos  (PGMN3)

O JP Morgan iniciou a cobertura de Empreendimentos Pague Menos com recomendação overweight (exposição acima da média do mercado). O preço-alvo de R$12,50 implica potencial de alta de 38% em relação ao último fechamento.

Natura & Co (NTCO3)

O mercado acompanha o início das negociações de novos papéis da Natura & Co após oferta de ações.

Omega Geração (OMGE3)

O Itaú BBA elevou a recomendação para outperform (desempenho acima da média do mercado) o preço-alvo da Omega Geração, do setor de energia renovável (eólica, hidrelétrica e solar). O preço foi de R$ 32 em 2020 para R$ 44 em 2021.

A empresa diz enxergar boas perspectivas para o setor de energia renovável, devido ao plano do governo para os próximos dez anos para o setor -51% da expansão de energia elétrica deve vir da energia renovável.

Aura Minerals (AURA32)

A mineradora Aura Minerals anunciou na sexta-feira que sócios farão uma oferta secundária para vender ações que correspondem inicialmente a 4,9% do capital total da empresa, o que poderá movimentar mais de R$ 187 milhões, segundo aviso divulgado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A companhia focada no desenvolvimento e operação de projetos de ouro e metais básicos nas Américas disse que os acionistas Arc Fund e Ruffer buscarão vender 3,5 milhões na operação, uma oferta secundária a ser realizada no Brasil, exclusivamente na forma de recibos de ações (BDRs).

O Arc Fund ofertará 2,1 milhões de BDRs, enquanto o Ruffer buscará negociar 1,4 milhão de BDRs.

Até a data de divulgação ao anúncio oficial da oferta, a quantidade de recibos de ações a ser negociada poderá ser ampliada em até 20%, segundo o comunicado.

Se considerado o lote a ser oferecido inicialmente e o valor de fechamento dos BDRs em 7 de outubro, a operação movimentaria R$ 187,25 milhões, apontou a Aura em prospecto preliminar.

A fixação do preço por ação é prevista para 3 de novembro, enquanto o início da negociação dos BDRs na bolsa B3 seria em 5 de novembro, segundo cronograma estimado divulgado pela empresa.

A Aura possui ativos produtores que incluem as minas de ouro de San Andres em Honduras, e Ernesto/Pau-a-Pique, no Brasil, além da mina de cobre, ouro e prata de Aranzazu no México e a mina de ouro de Gold Road, nos Estados Unidos. A empresa tem mais dois projetos de ouro no Brasil, Almas e Matupá, e um projeto de ouro na Colômbia, Tolda Fria.

Minérios e aço

Na terça-feira de manhã, o Credit Suisse divulgou um relatório em que destaca a recuperação do setor latino-americano de materiais básicos, como ferro e cobre, no terceiro trimestre de 2020, seguindo a um segundo trimestre fraco.

O banco de investimentos espera que produtoras brasileiras tenham os melhores – com destaque para a CSN (CSNA3) – impulsionados pela alta do preço do ferro. O Credit Suisse também diz esperar bons resultados de Usiminas (USIM5) e Gerdau (GGBR4) no terceiro trimestre. No campo da mineração, o banco destaca a Vale S.A. (VALE3), beneficiada por alta das vendas e dos preços do ferro e do cobre.

A recuperação no México e na Argentina tem sido relativamente mais lenta em comparação com o Brasil, afirma o Credit Suisse. Por isso, o aumento no EBITDA deve ser menor na Ternium (NYSE: TX). A alta do cobre também deve impulsionar os ganhos da Southern Copper Corp (NYSE: SCCO).

A petroquímica Braskem informou no final da sexta-feira que incluiu mais 2 mil imóveis de Maceió em um plano bilionário de ressarcimento de moradores atingidos por fenômeno de afundamento do solo.

A estimativa substituiu a anterior de inclusão de 800 imóveis adicionais no plano, divulgada em meados de setembro.

“Apesar do aumento dos gastos relacionados ao plano pela inclusão de imóveis adicionais, com base nas informações disponíveis até o momento, a companhia não espera alteração nos custos agregados estimados em R$ 3,3 bilhões”, afirmou a Braskem em comunicado ao mercado.

O Bradesco BBI divulgou na manhã de terça um relatório com dados de tráfego coletados pelas concessionárias de estradas no Brasil. A CCR indicou queda de 2% no tráfego em seu portfólio de estradas na primeira semana de outubro em comparação com a mesma semana do ano anterior.

Rede D’or São Luiz

A Rede D’or São Luiz informou na sexta-feira que fez à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e à B3 pedido de oferta pública primária e secundária de ações ordinárias. A empresa pretende estrear na Bolsa no segmento novo mercado. A companhia não informou quando pretende lançar papéis na Bolsa, ou quanto pretende levantar.

Golar LNG Limited (Nasdaq: GLNG)

No final da segunda-feira à tarde, a Hygo Energy Transition Ltd, joint venture do setor de energia entre a Golar LNG Limited (Nasdaq: GLNG) e a empresa de private equity norte-americana Stonepeak Infrastructure Partners, nomeou Paul Hanrahan como CEO. Ele assume o lugar de Eduardo Antonello, que deixou o cargo depois de ter seu nome citado em investigações da Lava Jato, em setembro.
Duas testemunhas afirmaram que Antonello integrava um esquema de propinas em 2011, quando trabalhava na Seadrill Ltd, o que o executivo negou por meio de advogado. A Golar pretende iniciar a construção, em breve, de um terminal de importação de gás natural em Barbacena, no Norte do país. Mas anunciou na segunda que cancelou um memorando de entendimento, assinado em julho com a Norsk Hydro, para fornecimento de gás natural para a refinaria de alumínio da Alunorte no Brasil.

Airbus (EPA: AIR)

Na tarde de segunda-feira, os principais sindicatos da França assinaram um acordo trabalhista com a Airbus (EPA: AIR), que cobre reduções de empregos e licenças para trabalhadores afetados pela queda na demanda de jatos de passageiros, em decorrência da pandemia de coronavírus. Após três meses de negociações, o acordo abre caminho para o corte de 4.200 vagas na França.

Os sindicatos também assinaram um acordo que implementa esquemas de licenças para até 30% dos funcionários na França. Os acordos entram em vigor em primeiro de janeiro.

(Com Reuters e Bloomberg)

Semana dos Vencedores: aprenda a fazer operações com potencial de ganho de R$ 50 a R$ 500, operando apenas 10 minutos por dia, em um workshop gratuito!

Fonte: Infomoney

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!