fbpx

Polícia abre 2,7 mil vagas em concurso público para soldado nesta quinta-feira

Começam hoje as inscrições para o concurso público da Polícia Militar de São Paulo. São 2,7 mil chances para o cargo de soldado de 2ª classe. O salário inicial é de R$ 3.164,58.

Para você se sair bem no processo seletivo. A Tribuna traz um guia com os detalhes do exame e como se preparar.

A função exige fazer o policiamento ostensivo e preservar a ordem pública, envolvendo a repressão imediata às infrações penais e administrativas e a aplicação da lei.

Segundo o professor de Direito Constitucional e Direito Administrativo da Escola Alicerce Concursos, Alexandre Goulart, esse concurso oferece muitas vagas, mas é extremamente competitivo. “Temos candidatos que já estão prestando a prova há algum tempo e não passam por pouco e aqueles que começam a estudar agora”.

Os exames da Vunesp, organizadora desse concurso, costumam trazer questões previsíveis, explica Goulart. “O assunto crase está sempre presente. Consulte provas anteriores e veja como os temas costumam ser cobrados”.

Para ele, a melhor maneira de se preparar é fazer provas anteriores. “Essa banca costuma repetir questões e ir na mesma linha”.

A professora e especialista em concursos públicos Mariana Andrade diz que é preciso reservar horários específicos para estudar. “Veja uma janela de horários que seja viável e leve isso a sério”.

Ela chama a atenção para um assunto importante: nesse concurso, é preciso se preparar para a parte teórica e também para a prática. “Uma quantidade menor de horas de estudo, mas com qualidade, vale muito mais. Ao mesmo tempo, lembre-se de correr, se exercitar e estar com o corpo na mesma sintonia. Essa é uma prova que exige isso”.


(Infografia: Monica Sobral/AT)

Candidatos

A atendente Natália Vasconcelos, de 27 anos, tentará pela segunda vez fazer o exame. “Eu quero fazer a inscrição já no primeiro dia. É um sonho antigo que pretendo realizar. Da última vez, faltou pouco”.

Em relação ao último ano, ela agora focou nos pontos fracos durante os estudos. “Em vez de estudar tudo de novo, reforcei o que não achei que estava bom o suficiente. Sei que, por conta da experiência de já conhecer a prova, estou na frente de muitos”.

Mas, apesar de ser a primeira vez que sentará para fazer o exame, a estudante Bianca Lamares, de 25 anos, está otimista.

“Sei que o exame é concorrido, mas tenho me dedicado para a aprovação. São horas de estudo. E eu já estava fazendo isso muito antes da abertura das inscrições, o que me coloca em vantagem”.

window.fbAsyncInit = function() {
FB.init({
appId : ‘312042632854921’,
xfbml : true,
version : ‘v3.2’
});
FB.AppEvents.logPageView();
};

(function(d, s, id){
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) {return;}
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src = “https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js”;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));
(function(d, s, id) {
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) return;
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src = ‘https://connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v3.2&appId=1425679910981543&autoLogAppEvents=1’;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Fonte: Google News

Jornais Virtuais