fbpx

Por que workshops sobre o assunto são importantes para a evolução?

Por André Braga

Você treina escalada?

Treinar significa tornar-se hábil ou capaz por meio da instrução e disciplina. Mas, num país como o Brasil que têm pouca cultura de montanha, buscar instrução de treinamento de escalada pode ser bem complicado. No exterior ainda existe, de certa forma, bastante informação e pesquisa do esporte da escalada.

Entretanto, para que nós brasileiros tenhamos acesso, temos de falar outras línguas e se aventurar a buscar sites suspeitos para baixar artigos científicos… não preciso me prolongar aqui sobre quão desgastante e complicado este processo todo é.

Foto: L Felipe

Foi pensando nisso que, durante a pandemia, surgiu a ideia do Workshop de Escalada. Juntamos a minha experiência como Route Setter e Técnico de Escalada com toda a bagagem de atleta profissional e educadora física da Camila Macedo para criar um produto que universalizasse, no Brasil, informações pertinentes do desenvolvimento técnico, físico, psicológico, cognitivo e estratégico de escalada.

Não é um método novo de treinamento desportivo, mas sim um estímulo à olhar o esporte sob uma nova perspectiva, embasada na física vetorial e na análise biomecânica e cinesiológica das técnicas de escalada. Neste modelo, o workshop ganhou o título de Desenvolvimento do Raciocínio de Escalada, e utiliza de física vetorial em aulas teórico-práticas e somente práticas para ensinar a teoria (física) por trás da aplicação das técnicas de escalada.

Para completar a dinâmica do workshop, incluímos ainda uma aula com a melhor professora de Parkour do Brasil, a educadora física Raíssa Chagas, sendo todo o conteúdo da aula moldado para auxiliar no desenvolvimento do raciocínio para solucionar problemas de escalada. Embora possa parecer complexo e inacessível, desenvolvemos o conteúdo para atender desde os escaladores mais iniciantes até os mais fanáticos, e tivemos ótimos relatos de escaladores nas primeiras edições do curso.

“A experiência em fazer o Workshop de escalada com a Camila, o André e a Raissa foi incrível. Além de ser uma prática que me encanta e gosto de realizar, sou professora de Educação Física, e esses dias de imersão abriram muitas possibilidades e me deu muitas ferramentas, tanto para a melhora da minha prática, como na parte teórica.

Indico o Workshop para todo mundo que tem algum interesse na escalada ou no Parkour, seja para conhecer essas práticas ou para se aperfeiçoar, e entender como elas estão relacionadas e se completam.”

Mari Barreto (@mariamabarreto)

Todos os workshops são presenciais e foram desenvolvidos para serem aplicados em turmas pequenas de no máximo 4 alunos, embora com algumas restrições e precauções quanto ao COVID para garantir a segurança dos alunos nas aulas presenciais.

Por exemplo, envolvemos apenas pessoas do mesmo círculo de convivência em cada turma, não excedendo 4 participantes por turma para podermos garantir o distanciamento social durante as aulas. As dinâmicas são ministradas em Curitiba-PR, com aulas no Centro de Treinamento da Camila Macedo, na Academia UBT (@ubtescalada) e no escritório da Fábrica de Formas (@fabricadeformas).

Todo workshop é organizado previamente para que o cronograma atenda às necessidades e expectativas nossas e dos nossos alunos. Para saber mais, visite a página do Instagram do @workshopdeescalada ou mande uma mensagem diretamente para gente.

!function(f,b,e,v,n,t,s){if(f.fbq)return;n=f.fbq=function(){n.callMethod?
n.callMethod.apply(n,arguments):n.queue.push(arguments)};if(!f._fbq)f._fbq=n;
n.push=n;n.loaded=!0;n.version=’2.0′;n.queue=[];t=b.createElement(e);t.async=!0;
t.src=v;s=b.getElementsByTagName(e)[0];s.parentNode.insertBefore(t,s)}(window,
document,’script’,’https://connect.facebook.net/en_US/fbevents.js’);
(function(d, s, id) {
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) return;
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src = “https://connect.facebook.net/en_US/all.js#xfbml=1”;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Fonte: R7

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais