fbpx

Prêmios de títulos do Tesouro Direto têm forte alta nesta quinta-feira

(Rmcarvalho/Getty Images)

SÃO PAULO – As taxas pagas pelos títulos públicos negociados via Tesouro Direto apresentavam forte alta na tarde desta quinta-feira (25), com os investidores de olho na cena política doméstica e nos dados de inflação.

O Tesouro Prefixado com vencimento em 2024 pagava um prêmio anual de 7,22%, ante 7,00% na tarde de ontem. Da mesma forma, o juro pago pelo Tesouro Prefixado 2026 avançava de 7,65% para 7,84% ao ano.

Entre os títulos atrelados à inflação, o papel com vencimento em 2035 pagava uma taxa anual de 3,98% nesta tarde, ante 3,84% anteriormente, enquanto o prêmio pago pelo Tesouro IPCA+ com juros semestrais 2040 subia de 3,95% para 4,09%.

Já os papéis indexados à Selic para 2024 e 2027 ofereciam remuneração acima da taxa básica de juros de 0,17% e 0,34%, respectivamente, em linha com as da sessão passada.

Confira os preços e as taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra no Tesouro Direto nesta quinta-feira (25):

Fonte: Tesouro Direto

Auxílio emergencial, privatizações e IGP-M

Entre os destaques do dia, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), admitiu a possibilidade de fatiar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) emergencial e aprovar apenas a autorização para uma nova rodada do auxílio emergencial em 2021, deixando os dispositivos de contenção de gastos para depois.

A votação da proposta, pautada para esta quinta-feira, deve ser adiada para a próxima terça.

No radar das privatizações, o presidente Jair Bolsonaro foi à Câmara dos Deputados para entregar pessoalmente o projeto de lei que abre caminho para a privatização dos Correios.

Isso vai permitir que a iniciativa privada assuma operações hoje tocadas pela estatal. A proposta estava no Planalto desde outubro do ano passado, quando foi entregue em mãos pelo ministro das Comunicações, Fábio Faria.

No noticiário corporativo, em meio à polêmica sobre a troca de CEO, a Petrobras surpreendeu o mercado ao informar ontem lucro de R$ 59,9 bilhões no quarto trimestre, resultado 634,6% superior ao de igual período de 2019. No trimestre anterior, a companhia teve prejuízo de R$ 1,5 bilhão.

Os investidores também repercutiram os resultados de companhias como Ambev, Ultrapar e AES, enquanto aguardam pelos números da mineradora Vale, que divulgará seu balanço trimestral após o fechamento do pregão.

Já na agenda de indicadores, o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) teve alta de 2,53% em fevereiro, segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Com o resultado, o acumulado em 12 meses chegou a 28,94%. Em 2021, o IGP-M já acumula inflação de 5,17%.

Quadro internacional

No cenário externo, mercados repercutiram novas falas de Jerome Powell, presidente do Federal Reserve.

Na véspera, o presidente do Fed reforçou o tom tranquilizador que já havia adotado no dia anterior ao falar ao Comitê Bancário do Senado americano sobre a política da instituição. Na ocasião, disse que a economia americana ainda está longe das metas para inflação e emprego.

A fala de Powell vem em um momento em que os juros dos títulos do Tesouro americano com vencimento em dez e 30 anos têm subido, e em um cenário de debate entre parlamentares para uma nova rodada de auxílio econômico, no valor de US$ 1,9 trilhão.

Também no radar, a segunda estimativa do Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA divulgada hoje pelo Departamento de Comércio do país mostrou que a maior economia do mundo cresceu 4,1% no quarto trimestre de 2020 na comparação com o terceiro trimestre em termos anualizados. O resultado ficou dentro do esperado pelo mercado.

Outro indicador importante, os pedidos por seguro-desemprego no país totalizaram 730 mil na semana passada, menos do que os 845 mil esperados pelos economistas. Já as encomendas de bens duráveis cresceram 3,4% em janeiro, acima do 1% projetado pelo mercado.

Hoje, investidores aguardam dados sobre desemprego e novos pedidos de seguro-desemprego nos Estados Unidos, além da segunda estimativa do PIB anualizado e principais gastos pessoais no quarto trimestre de 2020 no país.

O InfoMoney premiou os gestores de fundos de ações, renda fixa, multimercados e de fundos imobiliários que conseguiram entregar aos investidores retornos com consistência nos últimos três anos.

Para conferir os vencedores e receber um compilado com as melhores recomendações de investimento debatidas nos painéis, deixe seu e-mail abaixo:

Ranking Melhores Fundos InfoMoney-Ibmec
Descubra quem são e como investem os melhores fundos de investimento do país:

Fonte: Infomoney

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais