fbpx

Presidente do Guarani cobra reação na Série B e ameaça com dispensas – Esportes

Apontado por muitos torcedores e conselheiros como principal responsável pela péssima campanha do Guarani – lanterna com seis pontos – no Campeonato Brasileiro da Série B, o presidente Palmeron Mendes Filho disparou para todos os lados nesta quarta-feira. Parece ter sido uma maneira de aliviar a pressão sobre ele.

Na reapresentação dos jogadores, o mandatário se reuniu com o elenco, a comissão técnica e os responsáveis pelo departamento de futebol – Fumagalli, Marcus Vinícius e Gabriel Remédio – no vestiário do Brinco de Ouro. As cobranças foram fortes, até com ameaça de dispensas.

“Hoje foi uma coletiva não programada por causa do jogo horrível de ontem (derrota para o Cuiabá, por 1 a 0, em Campinas). Reunimos todo o elenco para uma cobrança mais forte. É inconcebível o Guarani na lanterna com o investimento que foi feito e salários em dia. Isso vai mudar a partir de hoje. Os atletas que não tiverem comprometimento vão embora. Vai ficar quem quer reverter a situação do clube”, afirmou o presidente.

Mendes Filho lembrou as mudanças que foram feitas no elenco com o campeonato em andamento e disse que, se preciso for, o Guarani vai disputar o clássico marcado para 10 de agosto, contra a Ponte Preta, no estádio Moisés Lucarelli, com o time Sub-20.

Sobrou até para Roberto Fonseca. Terceiro treinador do Guarani na temporada, ele chegou durante a pausa para a Copa América e ainda não venceu em partidas oficiais: perdeu para CRB e Cuiabá, e empatou sem gols com o Botafogo-SP. Palmeron palpitou no esquema tático e pediu um maior aproveitamento dos jogadores das divisões de base.

“Na minha forma de pensar, não se joga com três atacantes e não se faz gol. O Guarani tem que começar a fortalecer a defesa. Nós tomamos contra-ataque de todo mundo. É muito bonita a filosofia de jogar aberto, mas não chuta uma bola no gol. Para que três atacantes? Roberto está consciente disso, não partiu do presidente. Ele sabe da nossa necessidade”, concluiu Palmeron.

A campanha na Série B realmente é pífia. Sem ganhar há oito jogos e com apenas uma vitória nas primeiras 11 rodadas, amarga a lanterna, com seis pontos, cinco a menos que o Vila Nova (11), primeiro fora da zona de rebaixamento.

Na sexta-feira, o Guarani faz um confronto direto contra o São Bento, às 20h30, no Brinco de Ouro, na abertura da 12.ª rodada. O time de Sorocaba também está na zona de rebaixamento, em 17.º lugar, com nove pontos.

Fonte: R7

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!