fbpx

Procida é nomeada Capital da Cultura da Itália em 2022. Conheça a pequena ilha ofuscada por seus irmãos mais famosos, Ischia e Capri

Procida, na Itália || Créditos: Reprodução

Procida, um pequeno pedaço de terra na baía de Nápoles, na Itália, pode ser mais conhecida como a ilha entre as badaladas Ischia e Capri, mas promete bombar na próxima temporada, já que foi nomeada a Capital da Cultura da Itália em 2022, derrotando outras nove candidatas – uma mistura de cidades e pequenas vilas – e se tornando a primeira ilha a receber o título.

Com menos de três quilômetros quadrados no total, a ilha passa quase despercebida pelo radar turístico (exceto em julho e agosto, quando muitos napolitanos passam as férias de verão), ofuscada por seus irmãos mais conhecidos. Isso tudo apesar de seus momentos no cinema – Procida serviu como cenário de “O talentoso Sr. Ripley” e “Il Postino” – e do fato de ter as mesmas casas em tons pastéis, marinas repletas de cafés e ruas estreitas, sítios históricos, natureza selvagem e praias quase vazias.

O dia do anúncio da Capital da Cultura no final de janeiro foi marcado por sinos de igreja e festas entre os 10.500 habitantes. A vitória rendeu à ilha o prêmio de 1 milhão de euros (R$6,87 milhões), além de 44 projetos que abrangem arte, regeneração urbana, sustentabilidade ambiental e muito mais, envolvendo 240 artistas e 40 obras originais.

O destino

Procida fica a 22,5 km da costa de Nápoles. Há balsas e hidrofólios diários que levam os moradores e visitantes ao destino. Logo na chegada, na Marina Grande, considerada o principal porto turístico de Procida, é possível ver um aglomerado de casas tradicionais ao longo da orla, cada uma pintada em tons vivos de rosa, amarelo, laranja, vermelho e azul – tradicionalmente uma forma de os pescadores identificá-las.

Vale a pena visitar a barroca Igreja da Piedade com seu crucifixo de madeira de 1845. Além da vila de Terra Murata, a Abadia de São Miguel Arcanjo, o Castelo de Avalos e uma antiga prisão. Esta vila de pescadores é ideal para um jantar à base de peixe fresco. Não sendo muito turístico comparado aos gigantes próximos existem muitos hotéis e restaurantes, mas em termos de comida os Procidanos conhecem bem.

Apesar de seu pequeno tamanho, o lugar é cheio de praias, baías e enseadas, a maioria deles tem acesso a pé, enquanto alguns são descobertos somente pelo mar. Tem a praia de Lingua, a praia de Sirulenza, Praia da Canhão, pela presença de um canhão incorporado em uma rocha, e a Marina Chiaiolella uma das praias mais longas e famosas.

(function(d, s, id) {
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) return;
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src=”https://connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.4&appId=1409357522615229″;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Fonte: Glamurama

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais