“Proxy” para placar da Previdência: veja como cada partido votou para encerrar debate da reforma

(Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

SÃO PAULO – A Câmara dos Deputados deu um passo importante entre a noite da última terça-feira para a votação da reforma da Previdência ainda em primeiro turno nesta quarta-feira (10).

A Casa encerrou na madrugada desta quarta-feira (10) a fase de discussão da reforma. Com isso, o texto deverá ser votado pelos parlamentares a partir desta manhã, com as alterações apresentadas pelo relator, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) em comissão especial.

Um requerimento neste sentido, apresentado pela maioria, foi aprovado pelo plenário da Casa por 353 votos a 118. O resultado da votação deste requerimento, embora não se trate de discussão da proposta em si, pode ser considerado uma proxy do apoio que o texto conta em plenário, uma vez que representa maior celeridade para a votação na Câmara. 

16 partidos votaram em massa, com o apoio de 100% dos votantes, pelo encerramento da discussão sendo que, dos partidos com mais de 20 deputados, PSL, PP, PL, PRB, MDB, DEM e PSDB votaram totalmente a favor do requerimento. 

Já o PCdoB, PT, PSOL e Rede (este com 1 deputado) votaram contra o encerramento da discussão na totalidade de suas bancadas.

Confira abaixo como cada partido votou para encerrar a discussão:

Partido Não  Sim Votos Totais Porcentual a favor 
Avante 2 5 7 71
Cidadania 0 8 8 100
DEM 0 27 27 100
MDB 0 30 30 100
Novo 0 8 8 100
Patriota 0 5 5 100
PCdoB 7 0 0 7
PDT 19 7 26 27
PHS 0 1 1 100
PL 0 33 33 100
PMN 0 1 1 100
Podemos 0 8 100 8
PP 0 35 35 100
PRB 0 31 31 100
Pros 2 6 8 75
PSB 21 9 30 30
PSC 1 7 8 88
PSD 1 32 33 97
PSDB 0 25 25 100
PSL 0 50 50 100
Psol 10 0 10 0
PT 52 0 52 0
PTB 0 10 10 100
PV 2 2 4 50
Rede 1 0 1 0
sem partido 0 1 1 100
Solidariedade 0 12 12 100
Total 118 353 25% 75%

Vale ressaltar que por ser um Projeto de Emenda Constitucional, o texto precisa do voto favorável de pelo  menos 3/5 dos membros da casa legislativa (ou seja, 308 votos) em dois turnos de votações.

Passada a tramitação na Câmara dos Deputados, o texto ainda depende de aprovação do Senado Federal – onde também é necessário apoio de ao menos 60% dos membros – para entrar em vigor. 

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos

Fonte: INFOMONEY

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: