fbpx

Quem é Guilherme Boulos? Conheça o candidato do PSOL à Prefeitura de São Paulo

Guilherme Boulos, professor e coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), é o candidato à Prefeitura de São Paulo pelo PSOL nas eleições 2020. Hoje com 38 anos e também ativista da organização política Frente Povo Sem Medo, Boulos ingressou no movimento estudantil aos 15 anos.

Nas eleições 2018, se candidatou à Presidência da República. Então com 36 anos, foi o mais jovem candidato a tentar chegar ao Palácio do Planalto. Obteve 617 mil votos, ficando em décimo lugar entre 13 candidaturas no total das urnas apuradas no primeiro turno.

Nas eleições municipais deste ano, com a ex-prefeita e deputada federal Luiza Erundina como vice na chapa, terá o apoio do Partido Comunista Brasileiro (PCB) e da recém-criada Unidade Popular (UP). A candidatura apresenta a possibilidade de romper pela primeira vez em mais de três décadas com a hegemonia do PT no campo da esquerda na maior cidade do Brasil.

Boulos recebeu o apoio público de artistas, intelectuais e líderes comunitários historicamente ligados ao PT. Para conter essa onda de apoio, petistas minimizam as manifestações e buscam antecipar entrada do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na campanha de Jilmar Tatto à Prefeitura.

Na primeira pesquisa Ibope após as convenções partidárias, divulgada no último dia 20, Guilherme Boulos apareceu em terceiro lugar nas intenções de voto, com 8% das intenções de voto, empatado tecnicamente com Marcio França (PSB), com 6% – a margem de erro desta pesquisa é de 3 pontos porcentuais. Celso Russomanno (Republicanos) liderou a lista, com 24% das intenções, seguido pelo atual prefeito, Bruno Covas (PSDB), com 18%.

Em entrevista ao Estadão em julho, ainda como pré-candidato, Boulos apontou que a regulamentação municipal do trabalho de entregadores e motoristas de aplicativos é uma de suas propostas. Um teto para o repasse do valor das corridas e criação de um fundo para auxílio-doença e previdência com parte do faturamento das empresas estão entre as ideias.

Atuação política

Boulos entrou para o movimento estudantil aos 15 anos, em 1997, com militância na União da Juventude Comunista (UJC). Em 2002, ingressou no MTST – movimento pelo direito à moradia – no qual hoje é um dos coordenadores nacionais.

Entre 2003 e 2014, ganhou notoriedade na imprensa devido à organização de ocupações. Entrou para um partido político somente em 2018, quando se filiou ao PSOL já como pré-candidato a presidente da República.

Biografia

Filho dos médicos infectologistas Maria Ivete Castro Boulos e Marcos Boulos, Guilherme Boulos nasceu em 1982 na cidade de São Paulo.

Aos 18 anos ingressou na Universidade de São Paulo (USP), onde se formou em Filosofia na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Especializou-se em Psicologia Clínica pela PUC-SP e, em 2016, fez um mestrado em psiquiatria na Faculdade de Medicina da USP.

Foi professor da rede pública de ensino do Estado de São Paulo, da Faculdade de Mauá e da Escola de Educação Permanente do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

Veja também:

Em mensagem, embaixador Arman Akopian lembra 29 anos da independência da Armênia

  • separator

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!