Quem é o verdadeiro Thiago Santos?

A escalada mais alta se deu, no entanto, quando Thiago decidiu parar com os abusivos cortes de peso de quase 20kgs para competir e foi aos meio-pesados. Três nocautes em três lutas convenceram Dana White de que ele era digno de uma disputa de título, mas o aumento dos holofotes não deslumbraram o brasileiro.

“O Thiago já esteve no céu e no inferno. Ele sabe como é esse negócio da fama. O UFC é um processo: no começo, você está ganhando, você é o máximo; quando perde, vem uma… O Thiago já passou por esses dois momentos”, disse Tatá.

“O que ele mais gosta de fazer, quando está nos Estados Unidos, é voltar e fazer um churrasco lá na comunidade, com aquela galera de infância dele”, continuou, “Acho isso demais, você não perder as origens, saber de onde veio e quem realmente está contigo”.

Ganhando ou perdendo, o garoto que teve origem na Gardênia Azul, se mudou para a Cidade de Deus depois que uma inundação tirou sua família de casa, serviu o exército e conseguiu se tornar um atleta profissional de ponta, chegando ao ponto mais alto de sua modalidade, entra em ação relaxado, sabendo que o resultado do combate não o definirá, nem fará com que todo o processo não tenha valido a pena.

“Se ele só conseguir ser ele dentro da luta com Jon Jones, já vai ser uma grande luta, concluiu Tatá, “Não digo que vai ser uma vitória; estar falando em vitória seria um excesso de confiança. Acho que a gente tem que ter confiança, mas o principal é o Thiago chegar lá e conseguir fazer a luta dele”.

Assine o Combate | Siga o UFC Brasil no Youtube


Fonte: UFC

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: