fbpx

Rede de franquias Orthopride dribla a pandemia e avança

O mercado de estética do Brasil é hoje o terceiro maior do mundo – só fica atrás de Estados Unidos e China. Com a demanda aquecida, há inúmeras possibilidades de negócios. Beleza está ligada diretamente à saúde. Isso explica o sucesso da rede especializada em ortodontia Orthopride, que tem 174 clínicas franqueadas em todo o País e atrai cada vez mais o interesse de empresários pelo negócio.

Somente no ano passado, quase 50 lojas foram inauguradas, e hoje mais de 100 estão em processo de abertura. Trata-se de uma das maiores empresas de ortodontia do Brasil. “Pelo histórico de segurança e rentabilidade, esse é o negócio perfeito para quem deseja empreender”, diz Alexandre de Azevedo Soares, sócio-fundador da rede. “Realizar esse sonho é o que conquista o sorriso dos nossos parceiros e parceiras”.

O suporte dado aos franqueados facilita a administração e a operação, o que atrai profissionais liberais e também empresários que não têm histórico de operação nos segmentos de beleza/saúde para o negócio. O apoio se dá desde a busca pelo imóvel ideal para receber a clínica até os treinamentos essenciais para o começo das atividades, como da equipe de vendas e gestão de processos do dia a dia.

Tecnologia no centro da estratégia

A inovação é um dos principais pilares do negócio, que considera a tecnologia como uma das partes centrais da estratégia. O último passo nessa jornada foi a implementação de um sistema unificado que permite aos franqueados acompanharem detalhes da operação na palma da mão – literalmente – por meio do aplicativo que reúne todas as informações das lojas. A gestão financeira, por sua vez, é feita por meio de uma plataforma desenhada especialmente para atender às demandas do negócio.

Do outro lado, os pacientes podem acompanhar a agenda de tratamento, remarcar horários, tirar dúvidas, realizar pagamentos e avaliar os profissionais por meio também de uma outra versão do aplicativo. Os avanços refletem o investimento de R$ 5 milhões em Tecnologia da Informação realizado no ano passado.

“O nosso objetivo é facilitar a administração e, claro, otimizar a experiência do usuário”, diz Soares. Os avanços tecnológicos diminuem de maneira relevante o custo de operação. “Em unidades grandes, chegamos a atender 3 mil clientes por mês com dois atendentes”.

O ambiente das clínicas também foi desenhado para elevar o conforto dos pacientes e ser “alto astral”. Bem diferente dos consultórios tradicionais, a sala de espera da Orthopride oferece, por exemplo, videogames.

Retorno do investimento

Os números refletem o modelo de negócio de sucesso. Há três faixas de investimento – a menor delas, de R$ 400 mil, possibilita a montagem de uma clínica de pequeno porte, que rende em média lucro líquido de R$ 50 mil por mês. O tempo estimado para retorno do negócio é de 36 a 48 meses.

Para abrir uma clínica de médio porte, a franquia é de R$ 550 mil, e uma de grande porte custa R$ 700 mil. A margem média de lucro é sempre de 20%. “Esse percentual reflete as vantagens da nossa escala, o que permite fechar bons acordos com os fornecedores”, diz Soares. Hoje a Orthopride tem mais de 200 mil clientes ativos.

Como esforço para baixar ainda mais o custo, a franquia inaugurou no ano passado, no interior de São Paulo, uma fábrica dedicada a produzir alinhadores ortodônticos invisíveis. A demanda pelo produto tem aumentado de maneira significativa nos últimos meses. “Isso diminui o custo do franqueado em 40%, economia que é repassada igualmente no valor do tratamento. O preço competitivo atrai ainda mais pacientes”, afirma Soares.

Negócio estável

A estabilidade da demanda é um dos principais trunfos do negócio. Os tratamentos ortodônticos têm duração de 36 meses, e o pagamento é feito em parcelas mensais. Como a taxa de inadimplência é praticamente nula, e as pessoas geralmente fazem questão de seguir o tratamento até o fim, a previsibilidade de receita é assertiva, o que eleva a resiliência do negócio.

No ano passado, por exemplo, em meio à pandemia, os executivos criaram junto com os ortodontistas um protocolo de segurança para seguir com os atendimentos mesmo na fase mais crítica de isolamento social. A estratégia elevou a demanda por novas franquias, e a rede cresceu 30%.

Não é por acaso que a Orthopride foi reconhecida como ‘Franquias 5 Estrelas’ no evento ‘Melhores Franquias do Brasil 2021’, organizado pela revista Pequenas Empresas Grandes Negócios, no dia 4 de outubro. Na avaliação de Soares, o segmento de odontologia ainda tem muito espaço para crescer. “A demanda só avança, e ainda há muitas regiões do país onde a população não conta com esse modelo acessível desse serviço”, diz Soares.

Com lojas em 16 estados do País, sendo o Rio de Janeiro o local que concentra mais unidades, Soares avalia que há boas oportunidades para a abertura de franquias no interior de São Paulo e nas regiões Norte e Nordeste.

Crescimento acelerado

A satisfação com o retorno e a estabilidade das lojas incentivam os proprietários a elevarem a exposição ao negócio. Hoje, 90% dos franqueados da Orthopride têm mais de uma unidade. Marcelo Silva e a companheira, Maria Regina Perry, são um exemplo. Eles inauguraram a primeira franquia da rede em 2011 e já tem 12 lojas localizadas no Rio de Janeiro, em São Paulo e no Maranhão.

“Comemoramos um rápido crescimento orgânico da primeira loja e convidamos alguns amigos para investir em conjunto em novas unidades”, diz Silva. Ele avalia como impecável o apoio que recebe do master franqueado em todos os aspectos – desde a parte financeira até a operacional.

“O marketing é outra parte essencial da estratégia, que nos traz muito retorno”, afirma Silva. A Orthopride tem o ator Caio Castro como embaixador da marca, e cultiva o apoio ao esporte por meio de patrocínios. “Essa estratégia deve ser replicada também na nova rede da nossa holding, a Body Laser, especializada em depilação a laser, que já tem quase cem lojas abertas”, diz Soares.

Mais informações sobre a Orthopride podem ser acessadas no site.

 

 

Importante: A publicação acima é um conteúdo patrocinado, sendo que a Infostocks Informações e Sistemas Ltda. (“InfoMoney”) não tem qualquer responsabilidade pelo conteúdo e informações disponibilizadas, não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações, não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. O autor ou empresa responsável pelo conteúdo estão indicados na própria publicação.

Fonte: Infomoney

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais