fbpx

Rueda promete usar a ‘razão’ para controlar emoção em encontro com a Colômbia – Esportes

O técnico colombiano Reinaldo Rueda prometeu usar a racionalidade para controlar a emoção de enfrentar a seleção do seu país natal nas quartas de final da Copa América. Nesta sexta-feira, à frente da seleção chilena, o treinador terá pela frente a Colômbia, em duelo marcado para a Arena Corinthians.

“Sempre devemos atuar com a razão e hoje tenho que competir com o Chile”, disse o treinador, nesta quinta-feira, na entrevista coletiva prévia ao confronto. “Sempre há respeito e admiração. Destes 12 anos que estou fora da Colômbia, sempre nos tratamos com carinho. Há jogadores que conheço de muito jovens”, acrescentou o técnico nascido em Cali.

Hoje com 62 anos, Rueda construiu boa parte da sua trajetória no futebol na Colômbia. O treinador, inclusive, comandou seleções de base do país, até dirigir a equipe principal de 2004 a 2006. Depois, conduziu Honduras e Equador para as Copas do Mundo de 2010 e de 2014, respectivamente, tendo enfrentado a Colômbia, antes de uma passagem de sucesso pelo Atlético Nacional, o que incluiu a conquista da Copa Libertadores de 2016.

Foi só, porém, uma breve volta para casa do técnico “forasteiro”, que trabalhou no Flamengo no segundo semestre de 2017, assumindo o Chile em 2018. Questionado nesta quinta por ter sido visto cantando o Hino Nacional da sua seleção, ele apontou como algo natural. “Por respeito e cultura gosto de me identificar e conhecer as culturas onde trabalho. Eu tento aprender o hino porque é a bandeira que estamos defendendo”, justificou.

Rueda também se declarou impressionado com a dedicação e vontade dos jogadores chilenos em defenderem a equipe. E apontou que não vê essa paixão pela seleção não somente em seus atletas, mas também em outros times, citando nominalmente Philippe Coutinho, James Rodríguez e Alexis Sánchez como jogadores que não brilharam na temporada 2018/2019 do futebol europeu, mas vem se saindo bem na Copa América.

“Ninguém quer deixar a seleção. É por isso que existem jogadores como Coutinho, James ou Alexis, que não tiveram uma ótima temporada, mas nas suas seleções eles estão bem novamente”, avaliou. “Preciso parar os jogadores chilenos, preciso tirá-los do campo porque querem continuar treinando. Esperamos que este trabalho seja recompensado”, acrescentou.

Atual bicampeão da Copa América, o Chile terá nesta sexta-feira a sua primeira partida, de fato, decisiva na defesa desses títulos, pois chegou na rodada final da fase de grupos do torneio no Brasil já garantido nas quartas de final.

Com um elenco experiente, Rueda acredita que sua seleção estará à altura do desafio de superar a Colômbia, único time que venceu todos os jogos que disputou na fase de grupos. “O Chile encara essas partidas com grande intensidade. São jogadores que se conhecem há muitos anos”, comentou.

Rueda também indicou que o capitão Medel está livre do incômodo muscular. Assim, após poupar jogadores na derrota para o Uruguai, o Chile deve entrar em campo nesta sexta-feira com a seguinte formação: Arias; Isla, Medel, Maripán e Beausejour; Pulgar, Aránguiz e Vidal; Fuenzalida, Alexis Sánchez e Vargas.

Fonte: R7

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!