fbpx

Russomano e Covas estão empatados na liderança das intenções de voto para a prefeitura de SP, mostra XP/Ipespe

SÃO PAULO – O deputado Celso Russomano (Republicanos) e o atual prefeito Bruno Covas (PSDB) estão tecnicamente empatados na liderança das intenções de voto para a prefeitura de São Paulo, mostrou a pesquisa XP/Ipespe divulgada na noite da quinta-feira (1).

Russomano tem 24% das intenções de voto na pesquisa estimulada (quando o entrevistador diz o nome dos candidatos) contra 21% de Covas. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos.

Em terceiro lugar aparece o candidato do PSol, Guilherme Boulos, com 10% das intenções de votos. Ele está tecnicamente empatado com Márcio França (PSB), que tem 9%.

O petista Jilmar Tatto, o candidato do Patriota, Arthur do Val e o candidato do PSD, Andrea Matarazzo, aparecem atrás com 2%. Já Levi Fidelix (PRTB), Joice Hasselmann (PSL), Orlando Silva (PCdoB), Marina Helou (Rede) e Vera (PSTU) têm 1%.

Antônio Carlos Silva (PCO) e Sabará (Novo) não pontuaram. Brancos e nulos somaram 20% e 7% dos eleitores não souberam dizer em quem votariam ou não responderam.

Na pesquisa espontânea (quando o entrevistador, sem citar nomes, pede para o eleitor dizer em quem vai votar), Bruno Covas aparece matematicamente na frente com 10%, seguido por Celso Russomano (6%) e Guilherme Boulos (6%).

Numericamente, a maior rejeição é de Russomano, com 49% dos respondentes afirmando que não votariam nele de jeito nenhum. Tecnicamente empatados com ele estão os candidatos Covas, que tem 47% de rejeição, e Boulos, que é rejeitado por 45% do eleitorado. Márcio França tem 41% de rejeição.

Em simulações para um provável segundo turno, Covas está tecnicamente empatado com Russomano, liderando dentro da margem de erro por 37% contra 35%. Em uma disputa contra Boulos, Covas vence por ampla margem de 48% a 21%. Covas também está à frente de Márcio França, vencendo por 41% a 27%.

Russomano também lidera por ampla margem contra Boulos, chegando a 47% das intenções de voto quando colocado frente ao psolista.

Enfrentando França, a disputa fica mais apertada e o republicano venceria por 39% a 31%.

Sobre a avaliação da gestão Covas, a maioria dos eleitores considera sua gestão na prefeitura como regular (42%), enquanto 29% a veem como ótima ou boa, e 28% enxergam seu mandato como ruim ou péssimo.

A pesquisa ouviu 800 eleitores paulistanos nos dias 28 e 29 de setembro.

Receba o Barômetro do Poder e tenha acesso exclusivo às expectativas dos principais analistas de risco político do país

Fonte: Infomoney

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!