fbpx

Saiba como organizar os brinquedos da garotada

Quem tem criança em casa bem sabe o quanto é difícil manter um ambiente em ordem, com cada coisa em seu lugar. Ao mesmo tempo, o fato de os pequeninos tirarem as coisas do lugar, deixarem os brinquedos espalhados por aí, faz parte de um processo importante de aprendizagem e que requer muita paciência dos adultos.

No entanto, é possível buscar um ambiente funcional e prático, sem prejudicar o desempenho motor e psicológico dos filhos, que têm apreço pelos seus pertences.

“As crianças conseguem saber exatamente o que têm e curtem todos os brinquedos”, afirma a personal organizer Carol Rosa.

O primordial para organizar o espaço das crianças é deixar tudo à vista e ao alcance delas. “Quanto mais óbvia a organização e mais separados os itens, mais fácil para os pequenos visualizarem e encontrarem tudo”, aconselha.

Antes de desistir do desafio de deixar a sua casa um pouco mais organizada, separamos algumas dicas que a profissional aponta como essenciais no processo.

Categorização como a chave para o ambiente perfeito

Você olha para o cômodo da casa e vê uma montanha de brinquedo na sua frente e outros tantos espalhados por aí, sem nenhum critério de separação. Para Carol Rosa, o primeiro passo é categorizar os brinquedos em carrinhos, bichos de pelúcia, bonecas, jogos, bolas, livros, etc.

“Depois, dependendo da quantidade e do espaço da casa, ainda é possível fazer subdivisões como carrinhos pequenos e grandes. Tudo será organizado dentro de caixas, cestos e baús”, explica.

A personal organizer acrescenta que, na hora de organizar as bonecas, vale separá-las por modelo. Como elas geralmente têm muitos acessórios, a dica é criar uma caixa de itens para a Barbie, outra para a Poly, uma para a Moranguinho e assim por diante.

Já as bonecas em si devem ser posicionadas em pé dentro de cestos. “Assim, fica fácil para a criança pegá-las e devolvê-las no lugar”, afirma Carol Rosa.

Separe caixas organizadoras transparentes

A criança consegue visualizar o que tem dentro de cada uma das caixas transparentes. Além disso, é possível lavá-las.

Para facilitar ainda mais, é bom colocar uma etiqueta especificando os itens guardados. “Caso a criança ainda não saiba ler, cole na frente um desenho do brinquedo que está dentro: um carrinho, uma boneca, um avião”, sugere a profissional.

Os baús maiores ou cestos compridos são úteis para guardar bichos de pelúcia, bolas, espadas.

Para as fantasias, vale inclusive investir numa arara pequena. “É um item fácil de encontrar e barato. Fica super charmoso, prático e muito funcional para as crianças”, afirma Carol Rosa.

Como guardar jogos de tabuleiro, livros e outros

Os jogos de tabuleiro e quebra-cabeças devem ser guardados na própria caixa. Caso não haja espaço suficiente, recorte o desenho a ser montado e o coloque com todas as peças juntas num saquinho transparente. O mesmo vale para os blocos de montar.

Os livros devem estar bem à mostra. Para isso, as prateleiras, mesmo as mais fininhas, funcionam bem. Ao contrário de uma biblioteca – em que as obras são enfileiradas – para as crianças, Carol Rosa indica colocar os livros de frente, deixando a capa bem visível. “Acomode-os em prateleiras que fiquem ao alcance das crianças. É importante que elas possam pegar, brincar, folhear”, afirma a personal organizer.

Outra sugestão é separar uma gaveta ou uma caixa só para os materiais de arte: tinta, canetinha, lápis-de-cor, caderno de pintar, pincéis, etc.

Os brinquedos maiores como casa, bonecas grandes e robôs, devem ser acomodados em nichos ou prateleiras. “Assim, eles não ficam espalhados pelo chão”, afirma.

  • separator

Fonte: PORTAL TERRA – VIDA E ESTILO

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!