fbpx

saiba como passar mais rápido

 

 

O concurso TCM SP para Auxiliar Técnico de Fiscalização foi autorizado ainda em 2018, mas apenas na primeira quinzena do mês de junho deste ano finalmente foi publicada no Diário Oficial a escolha da comissão responsável pelo projeto e a escolha da banca organizadora.

Concurso TCM SP

 

 

A notícia chegou trazendo mais uma novidade: também foi autorizado o preenchimento de vagas para o cargo de Agente de Fiscalização.

No entanto, ainda não se sabe se serão dois editais separados ou um único para ambas as carreiras.

Quer saber todos os detalhes do concurso TCM SP para turbinar a sua preparação? Neste post você encontra!

A futura seleção (ou as futuras seleções) do Tribunal de Contas do Município de São Paulo deve oferecer 92 vagas para o cargo de Agente de Fiscalização (2 imediatas e 90 para formação de cadastro reserva) e 10 vagas imediata para o cargo de Auxiliar Técnico de Fiscalização.

A carreira de Auxiliar Técnico de Fiscalização exige apenas formação de Nível Médio/Técnico em diversas áreas. A remuneração inicial é de R$ 10.317,32.

Já para concorrer a uma vaga na carreira de Agente de Fiscalização é preciso ter formação de Nível Superior (também em diversas áreas). A remuneração inicial é de R$ 18.829,53.

Para ambas as carreiras, conforme os últimos editais do TCM SP, são aplicadas provas objetiva e discursiva.

Precisa de ajuda para dar aquele gás nos estudos? Aproveite para conferir o post com a análise completa dos principais cursos preparatórios para concursos públicos do país.

Quer saber mais informações? É só seguir por aqui. Em breve deve haver novidades sobre o concurso TCM SP, como a banca escolhida e outros detalhes das vagas.

Vá direto para o assunto de seu interesse:

Quais as carreiras e atribuições?

O concurso TCM SP vai oferecer vagas para os cargos de Auxiliar Técnico de  Fiscalização e Agente de Fiscalização.

De maneira geral, tanto o cargo de Auxiliar Técnico de  Fiscalização quanto o de Agente de Fiscalização exercem atividades de apoio  correlatas a sua área de atuação nas unidades administrativas do Tribunal.

Veja quais as atribuições de cada carreira conforme descrição dos últimos editais do TCM SP:

Agente de Fiscalização – Administração, Ciências Contábeis, Ciências Jurídicas, Economia e Engenharia Civil

Realizar inspeções, auditorias, acompanhamento de despesas e execuções contratuais no âmbito de todos os órgãos municipais e entidades estatais, buscando o atendimento dos princípios de legalidade, legitimidade, eficiência, economicidade, moralidade, impessoalidade e publicidade; Elaborar relatórios de vistorias e diligências; Fornecer informações com vistas a elaborar o Plano Anual de Fiscalização, bem como os Programas de Auditorias e Inspeções; Exercer atividades de sua área de atuação, nas unidades administrativas do tribunal; Exercer quaisquer outras atividades por determinação superior, desde que inerentes a sua área de atuação.

Agente de Fiscalização – Enfermeiro

Planejar, efetuar e/ou supervisionar todos os serviços de enfermagem; Realizar o registro diário dos atendimentos; Relacionar e controlar o estoque de medicamentos e materiais; Administrar medicamentos, realizar tratamentos fisioterapêuticos, curativos, imobilizações e inalações em atendimento às prescrições do médico; Orientar e supervisionar a recepção de pacientes; Auxiliar médico nas consultas; Supervisionar a higienização do local; acompanhar pacientes para atendimento em hospitais e pronto-socorro e executar, no nível de suas competências, ações de assistência básica nas áreas de atenção à criança. No Centro de Educação Infantil, prestar assistência à criança com doenças infecto-contagiosas e os casos de hipertermia, hipotermia, medicando e controlando a temperatura, até a chegada do responsável; Controlar a vacinação das crianças; Realizar as medidas de peso e altura das crianças; Auxiliar o médico no procedimento para controle anual de verminoses das crianças; Exercer outras atividades por determinação superior, desde que inerentes a sua área de atuação.

Clique aqui para saber mais

Acompanhar as sessões do Tribunal Pleno e das Câmaras; Anotar toda a matéria referente ao expediente de comunicações, bem como a ordem do dia, sintetizando os relatórios apresentados e registrando os julgamentos realizados; Redigir as atas das sessões ordinárias, extraordinárias e especiais do Tribunal Pleno, bem como das sessões das Primeiras e Segundas Câmaras; Redigir acórdãos, decisões e certidões; Revisar matérias a serem publicadas em ata ou em apartado; Redigir minutas de ofícios atinentes à rotina do TRIBUNAL, adequando-os às solicitações da Unidade requisitante; Exercer quaisquer outras atividades por determinação superior, desde que inerentes a sua área de atuação.

Agente de Fiscalização – Assistente Educacional

Coordenar o trabalho técnico-pedagógico do Centro de Educação Infantil; Supervisionar, planejar, acompanhar e controlar as atividades pedagógicas e recreativas desenvolvidas pela equipe de trabalho; Promover o treinamento dos técnicos envolvidos nas atividades de ensino; Coordenar reuniões junto aos pais ou responsáveis, bem como à equipe de trabalho; Ativar medidas para identificar e acompanhar dificuldades de aprendizagem e desvios comportamentais. Exercer quaisquer outras atividades por determinação superior, desde que inerentes a sua área de atuação.

Agente de Fiscalização – Tecnologia da Informação

Realizar inspeções, auditorias, acompanhamento de despesas e execuções contratuais no âmbito de todos os órgãos municipais e entidades estatais, buscando o atendimento dos princípios de legalidade, legitimidade, eficiência, economicidade, moralidade, impessoalidade e publicidade; Elaborar relatórios de vistorias e diligências; Fornecer informações com vistas a elaborar o Plano Anual de Fiscalização, bem como os Programas de Auditorias e Inspeções; Exercer atividades de sua área de atuação, nas unidades administrativas do TRIBUNAL; Planejar, conceber, coordenar, gerenciar e participar de ações para a implementação de soluções de Tecnologia de Informação, prover e manter em funcionamento essa estrutura tecnológica composta por sistemas, serviços, equipamentos e programas de informática necessários ao funcionamento do Tribunal de Contas do Município de São Paulo; Definir e propor normas e procedimentos a serem adotados pelo TRIBUNAL; Exercer quaisquer outras atividades por determinação superior, desde que inerentes a sua área de atuação.

Auxiliar Técnico de Fiscalização – Técnico de Enfermagem

Executar serviços de apoio na unidade de saúde, sob supervisão direta do Enfermeiro; Realizar tarefas de auxílio ao Enfermeiro ou Médico; Prestar primeiros socorros; Proceder à desinfecção de materiais; Controlar a validade dos medicamentos e executar, no nível de suas competências, ações de assistência básica nas áreas de atenção à criança; Exercer quaisquer outras atividades por determinação superior, desde que inerentes a sua área de atuação.

Auxiliar Técnico de Fiscalização – Professor de Educação Infantil

Desenvolver e avaliar atividades pedagógicas para viabilizar a alfabetização das crianças; Planejar e desenvolver com as crianças conteúdos de naturezas diversas; Planejar, elaborar e viabilizar atividades especiais para comemorações festivas; Registrar em relatório as ocorrências e o estágio de desenvolvimento da criança; Planejar e viabilizar reuniões periódicas com os pais; Supervisionar o trabalho desenvolvido pelos auxiliares de apoio à fiscalização; Exercer quaisquer outras atividades por determinação superior, desde que inerentes a sua área de atuação.

Auxiliar Técnico de Fiscalização – Suporte Administrativo

Executar variada gama de atividades de suporte administrativo, envolvendo organização de arquivo, operação de microcomputadores, datilografia, atendimento aos servidores, redação de documentos, montagem de processos, solicitação de materiais, leitura e recorte de publicações, registro e conferência de dados, pesquisa de preços e realização e conferência de cálculos; Exercer quaisquer outras atividades por determinação superior, desde que inerentes a sua área de atuação.

Quantas são as vagas?

Foram autorizadas para concurso TCM SP serão ofertadas 2 vagas imediatas + 90 de cadastro reserva para o cargo de Agente de Fiscalização e outras 10 vagas imediatas para o cargo de Auxiliar Técnico de  Fiscalização.

Qual o nível de formação exigido?

Para concorrer a uma vaga de Agente de Fiscalização é preciso ter formação de Nível Superior em área específica de atuação, com apresentação de:

  • Diploma ou certificado ou certidão de conclusão de curso e registro no órgão competente.
  • Licenciatura plena na área do cargo com especialização.

Ainda não se sabe quais serão as especialidades a serem preenchidas no concurso TCM SP 2019, porém o órgão conta com o cargo nas seguintes áreas:

  • Administrador
  • Assistente Educacional
  • Assistente Social
  • Bibliotecário
  • Contador
  • Direito
  • Economista
  • Enfermeiro
  • Engenheiro
  • Escrivão de Ata
  • Tecnologia da Informação

Já para o cargo de Auxiliar Técnico de  Fiscalização é exigida apenas formação de Nível Médio/Técnico.

Quais as demais exigências?

Além do nível de formação, há alguns pré-requisitos que devem ser observados pelos candidatos no concurso TCM SP.

São eles:

  • Ter nacionalidade brasileira; no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos políticos, nos termos do §1º do art. 12 da Constituição da República Federativa do Brasil, na forma do disposto no art. 13 do Decreto nº 70.436, de 18 de abril de 1972, e da Lei Municipal nº 13.404, de 8 de agosto de 2002;
  • Ter idade mínima de 18 anos completos;
  • Estar em pleno gozo dos direitos políticos;
  • Estar quite com as obrigações eleitorais e, se do sexo masculino, também com as militares;
  • Ser considerado apto física e mentalmente para o exercício do cargo no exame admissional a ser realizado pelo Departamento de Saúde do Servidor da Secretaria Municipal de Gestão – DESS, mediante apresentação dos laudos e exames que forem pelo referido departamento exigidos, não sendo, inclusive, portador de deficiência incompatível com as atribuições do cargo;
  • Estar registrado e com a situação regularizada junto ao órgão de conselho de classe correspondente à sua formação profissional, quando for o caso;
  • Não registrar antecedentes criminais e não ter sido condenado à pena privativa de liberdade transitada em julgado ou a qualquer outra condenação incompatível com a função pública.

Qual o salário?

Conforme dados do próprio TCM, a remuneração inicial para o cargo de Auxiliar Técnico de Fiscalização é de R$10.317,32.

Já o cargo de Agente de Fiscalização tem remuneração inicial de R$ 18.829,53.

Confira os níveis de progressão salarial para o cargo de Auxiliar Técnico de Fiscalização:

  • R$ 10.317,32;
  • R$ 10.822,00;
  • R$ 11.377.16;
  • R$ 12.659,56;
  • R$ 13.398,49;
  • R$ 14.211,25;
  • R$ 15.105,37.

Confira os níveis de progressão salarial para o cargo de Agente de Fiscalização:

  • R$ 18.829,53;
  • R$ 19.911,36;
  • R$ 21.101,41;
  • R$ 22.410,43;
  • R$ 23.850,34;
  • R$ 25.434,28;
  • R$ 27.176,58;
  • R$ 29.093,16.

Quais os benefícios?

Os servidores do TCM SP têm direito aos seguintes benefícios, conforme faixa salarial:

  • Auxílio-transporte (valor diário por dia de efetivo exercício);
  • Auxílio-refeição (valor diário de R$ 36,00);
  • Auxílio-doença (um mês do vencimento, após cada período de 12 meses consecutivos de licença para tratamento de saúde do próprio servidor);
  • Auxílio-alimentação;
  • Auxílio-saúde.

Qual a lotação?

Os aprovados no concurso TCM SP serão lotados nas unidades administrativas do órgão no município de São Paulo (SP), conforme demanda.

Qual a jornada de trabalho?

Os servidores do TCM SP têm jornada de trabalho de 40 horas semanais (8 horas diárias).

Quais as chances de crescimento na carreira?

O plano de carreira dos servidores do TCM SP conta com sete níveis de progressão.

Na progressão funcional o servidor passa de uma categoria para outra imediatamente superior em razão do resultado obtido no processo de avaliação de desempenho, associado ao tempo de permanência na categoria, títulos e atividades.

Como foi a concorrência do último concurso?

O último concurso do TCM SP para o cargo de Auxiliar Técnico de Fiscalização foi realizado em 2006, no qual foram ofertadas 32 vagas.

Desse total, 23 foram para a área de Suporte Administrativo, que exigia apenas Nível Médio. Das nove restantes, três foram para Técnico de enfermagem, com necessidade de Nível Médio Técnico, e seis foram para o cargo de Professor da Educação Infantil, com exigência de Nível Superior com Licenciatura Plena.  A banca organizadora foi o Instituto Cetro.

Neste mesmo concurso, foram oferecidas 87 vagas para o cargo de Agente de Fiscalização.

Na ocasião, houve um total de  27.443 inscritos para ambas as carreiras, e a relação de candidatos por vagas foi de 230,61.

Contudo, o último concurso para o cargo de Agente de Fiscalização data de 2015, tendo sido organizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), com a oferta de 40 vagas distribuídas entre as seguintes áreas:

  • Administração (2 vagas);
  • Biblioteconomia (1 vaga);
  • Ciências Contábeis (8 vagas);
  • Ciências Jurídicas (12 vagas);
  • Economia (2 vagas);
  • Engenharia Civil (12 vagas);
  • Tecnologia da Informação (3 vagas).


Na ocasião, houve um total de  7.142 inscritos, ou seja, uma média de 178,55 candidatos por vaga.

De qualquer maneira, é importante lembrar que o número de inscritos não é o mais importante. Isso porque ele não representa a concorrência real. Afinal, apenas cerca de 10% desse total está realmente preparado para disputar uma vaga e oferecem “perigo”.

O restante, ou seja, a maioria, não estudou de maneira adequada ou simplesmente não vai comparecer no dia da prova  — os índices de abstenção em concursos públicos chegam a espantosos 30%!

Quais as etapas do edital?

O edital do concurso TCM SP deve ser composto de apenas uma etapa, com provas escritas objetiva e discursiva.

Como são as provas?

A última prova do TCM SP para Auxiliar Técnico de Fiscalização data de 2006, ou seja, mais de dez anos. Sendo assim, é provável que, em uma futura seleção, haja mudanças significativas no conteúdo programático ou no modelo de avaliação.

A última prova para Agente de Fiscalização é mais recente, tendo sido aplicada em 2015. Ainda assim, deve passar por alterações.

De qualquer maneira, veja os detalhes das últimas provas aplicadas pelo TCM SP nos concursos para as carreiras de Auxiliar Técnico de Fiscalização e Agente de Fiscalização.

Auxiliar Técnico de Fiscalização

O último concurso TCM SP para o cargo de Auxiliar Técnico de Fiscalização aplicou provas objetiva, com 60 questões de múltipla escolha (cinco alternativas e apenas uma correta), e de redação.

Na prova objetiva, os candidatos foram avaliados nas seguintes disciplinas:

Agente de Fiscalização

O último concurso TCM SP para o cargo de Agente de Fiscalização aplicou provas objetiva, com 100 questões de múltipla escolha (cinco alternativas e apenas uma correta), e prova discursiva.

Na prova objetiva, os candidatos foram avaliados nas seguintes disciplinas:

  • Língua Portuguesa (24 questões);
  • Conhecimentos Específicos (40 questões);
  • Conhecimentos Especializados (36 questões).

Na prova discursiva, os candidatos tiveram que responder a três questões e escrever uma redação em gênero dissertativo-argumentativo, entre 20 e 30 linhas, referentes ao conteúdo de Conhecimentos Especializados.

Provas anteriores Concurso TCM SP

Edital Concurso TCM SP 2006

Edital Concurso TCM SP 2015

Qual o conteúdo programático?

Confira o conteúdo solicitado na prova objetiva de Conhecimentos Gerais para os cargos de Auxiliar Técnico de Fiscalização e Agente de Fiscalização no concurso TCM SP:

Auxiliar Técnico de  Fiscalização

Conhecimentos Gerais

Língua Portuguesa

Leitura, compreensão e análise de textos em língua portuguesa; modos de organização do texto: narração, descrição e dissertação; sistema gráfico: ortografia, acentuação e pontuação; flexão nominal; flexão verbal (tempo, modo, aspecto e voz: correlação de tempos e modos); concordância nominal e verbal; regência nominal e verbal; pronomes: emprego, formas de tratamento, colocação; advérbios; crase; estrutura da frase: termos da oração; coordenação e subordinação; reorganização de orações e períodos. Redação de texto dissertativo: fundamentação conceitual e intelectual, consistência argumentativa, progressão temática, coerência, coesão textual, objetividade, clareza e correção gramatical.

Matemática

Operações e suas propriedades com números e intervalos Reais. Proporções. Números e grandezas diretamente e inversamente proporcionais. Regra de três simples e composta. Porcentagem, juros simples e compostos. Resolução de equações de primeiro e segundo graus, exponenciais e logarítmicas. Sequências e Progressões: Aritmética e Geométrica. Funções e suas aplicações. Agrupamentos: Arranjo, Permutação e Combinação. Probabilidade. Unidades padrão, seus múltiplos, submúltiplos (micro e macro) para medidas de comprimento, área, capacidade, volume, massa e tempo. Estatística: leitura, interpretação e análise de dados em tabelas e gráficos. Média, Mediana e Moda. Resolução de problemas por meio dos conceitos elencados nos itens anteriores.

Noções de Informática

Conhecimentos sobre princípios básicos de informática. Microsoft Word: edição e formatação de textos. Microsoft Windows. Microsoft Excel: elaboração de tabelas e gráficos. Internet. Microsoft PowerPoint.

Agente de Fiscalização

Conhecimentos Gerais

Língua Portuguesa

Interpretação de textos argumentativos, com destaque para métodos de raciocínio e tipologia argumentativa; processos de construção textual; a progressão textual; as marcas de textualidade: a coesão, a coerência e a intertextualidade; reescritura de frases em busca da melhor expressão escrita; domínio vocabular e sua importância na construção do sentido do texto; a presença dos estrangeirismos em nosso léxico; os diversos usos das várias classes de palavras; a organização sintática e o emprego dos sinais de pontuação; a variação linguística e sua adequação às diversas situações comunicativas; a linguagem denotativa e a conotativa; a nova ortografia.

Conhecimentos Específicos

Administração Financeira e Orçamentária: Orçamento público: conceitos e princípios. Orçamento público no Brasil. O ciclo orçamentário. Orçamento – programa. Orçamento na Constituição de 1988: lei de diretrizes orçamentárias, lei orçamentária anual, plano plurianual. Conceituação e classificação da receita pública. Classificação orçamentária da receita pública por categoria econômica. Classificação dos gastos públicos segundo a finalidade, natureza e agente (classificação funcional e econômica). Tipos de créditos orçamentários. Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei Complementar nº 101, de 04/05/2000).

Auditoria: Finalidades, objetivo, formas, tipos, conceitos relevantes, obrigatoriedade, legislação aplicável, independência, competência profissional, responsabilidade social, âmbito do trabalho e execução do trabalho. Normas de Auditoria: relativas à execução dos trabalhos, relativas à opinião do auditor, relativas aos relatórios e pareceres. Controle interno. Técnicas e procedimentos de Auditoria: planejamento dos trabalhos, programas de auditoria, papéis de trabalho, testes de auditoria, amostragem estatística em auditoria, eventos e transações subsequentes, revisão analítica, entrevista, conferência de cálculo, confirmação, interpretação das informações, observação. Procedimentos de auditoria em áreas específicas das Demonstrações Contábeis.

Conhecimentos Específicos

Contabilidade Geral: Patrimônio: conceitos, bens, direitos, obrigações, patrimônio líquido, equação patrimonial e variações patrimoniais. Contas do Ativo, do Passivo, do Patrimônio Líquido, de Resultado (receitas e despesas): aspectos relevantes, classificação e evidenciação. Livros Contábeis e o processo de escrituração contábil: método das partidas dobradas, tipos de lançamentos, razão, diário, balancetes e encerramento das contas de resultado. Demonstrações Contábeis exigidas pela Lei 6.404/76 e demais órgãos reguladores (CVM, IBRACON e CFC): Balanço Patrimonial, Demonstração de Resultado do Exercício, Demonstração dos Lucros Acumulados, Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido, Demonstração das Origens e Aplicação de Recursos, Demonstração do Fluxo de Caixa, Balanço Social e Demonstração do Valor Adicionado: aspectos conceituais, objetivo, obrigatoriedade, conteúdo, forma de apresentação, regras de elaboração. Análise de demonstrações contábeis: conceitos relevantes, técnicas de análise, padronização de demonstrações contábeis, análise horizontal e vertical, análise por quocientes (liquidez, endividamento, estrutura de capital, estrutura de capital de giro, rentabilidade, alavancagem).

Contabilidade Pública: Conceito, objeto e regime. Campo de aplicação. Legislação básica (Lei nº 4.320/64). Receita e despesa pública: conceito, classificação e estágios. Receitas e despesas orçamentárias e extra-orçamentárias: interferências e mutações. Balanços financeiro, patrimonial, orçamentário e demonstração das variações patrimoniais, de acordo com a Lei nº 4.320/64.

Conhecimentos Específicos

Controle Externo da Gestão Pública: Normas constitucionais sobre o controle externo. Tribunais de Contas: funções, natureza jurídica e eficácia das decisões. Tribunal de Contas do Município de São Paulo: competência; jurisdição; organização; julgamento e fiscalização (Lei Municipal nº 9.167, de 03/12/1980; Regimento Interno – Resolução nº 03/2002). Direito Constitucional: Municípios – lei orgânica; remuneração dos agentes políticos. Administração pública: princípios constitucionais; servidores públicos. Finanças públicas: normas gerais; orçamentos. Fiscalização contábil, financeira e orçamentária. Educação. Saúde. Previdência: Regime Próprio de Previdência Social – RPPS.

Direito Administrativo: Princípios constitucionais do Direito Administrativo brasileiro. Organização administrativa: administração direta e indireta; autarquias, fundações públicas, empresas públicas; sociedades de economia mista; entidades paraestatais. Atos administrativos: conceito, requisitos, elementos, pressupostos e classificação; vinculação e discricionariedade; revogação e invalidação. Licitação: conceito, finalidades, princípios e objeto; obrigatoriedade, dispensa, inexigibilidade e vedação; modalidades; procedimento, revogação e anulação; sanções; normas gerais de licitação. Contratos administrativos: conceito, peculiaridades e interpretação; formalização; execução; inexecução, revisão e rescisão. 18 Agentes públicos: servidores públicos; organização do serviço público; normas constitucionais concernentes aos servidores públicos; Responsabilidade civil, penal e administrativa do servidor. Serviços públicos: conceito e classificação; regulamentação e controle; requisitos dos serviços e direitos do usuário; competência para prestação do serviço; serviços delegados a particulares; concessões, permissões e autorizações; convênios e consórcios administrativos. Organizações Sociais – OS e Organizações das Sociedades Civis de Interesse Público – OSIP.

Direito Penal: Crimes contra a Administração Pública. Crimes contra as Finanças Públicas. As infrações administrativas da Lei Federal nº 10.028/2001. Legislação: Código Penal, artigos 312 a 337 e 359-A a 359-H; Lei Federal nº 10.028/2001.

Qual a banca?

Um dos passos mais importantes para o candidato durante a preparação é conhecer o perfil da banca examinadora.

Isso porque não são todas iguais e cada uma tem suas particularidades.

Estando por dentro do estilo da banca responsável pela prova do concurso que você vai participar é possível direcionar melhor seus estudos e torná-los mais efetivos.

Os últimos concursos do TCM SP foram organizados pela banca Cetro, em 2006, e pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), em 2015.

Contudo, ainda não se sabe qual será a parceira para as futuras seleções.

Recentemente, foi divulgada no Diário Oficial da União a formação da comissão que ficará a cargo dessa escolha.

Para saber detalhes sobre as principais instituições de todo o país, clique no nome da banca:

Quais as melhores técnicas para estudar?

A preparação para um concurso costuma, de fato, ser exaustiva. Mas para facilitar um pouco a sua vida, há técnicas que potencializam o aprendizado e, assim, podem agilizar a aprovação.

Entre as técnicas conhecidas estão a pomodoro e a de ciclo de estudos. Além disso, você pode estudar com flash cards ou mapas mentais.  No entanto, de todas as técnicas, a mais utilizada pelos concurseiros é, com certeza, a de estudo por questões.

O estudo por questões ajuda a reter a informações e revisar a matéria, tornando o processo de memorização do conteúdo mais simples e efetivo. Alguns cursos preparatórios oferecem material com questões comentadas pelos professores, o que facilita ainda mais.

Contudo, ressaltamos que o ideal é experimentar cada uma das técnicas e ver com qual você se adapta melhor. Por isso, confira também nosso post com as 16 melhores técnicas e métodos de estudos para concursos públicos.

E se você está em busca de dicas que lhe ajudem a manter a energia em alta no período de preparação, não deixe de acessar nosso post com as 5 melhores técnicas de motivação.

Quais as melhores apostilas?

Há pessoas que obtêm ótimos resultados estudando sozinhas, outras precisam de ajuda e investem em um curso preparatório. Se você optou por um voo solo, saiba que as apostilas serão suas melhores amigas. Por isso, é fundamental saber quais as mais conceituadas disponíveis no mercado. Se forem específicas para o concurso pretendido, tanto melhor!

Uma das apostilas mais completas é do Estratégia Concursos, que é também um dos melhores cursos do país. Há apostilas direcionadas para os principais concursos do país, com todos os conteúdos solicitados em todas as disciplinas.

Já o Gran Cursos Online, além da excelente qualidade das apostilas, tem um custo benefício que chama a atenção. São mais de 7 mil cursos em sua plataforma de ensino!

O Exponencial tem apostilas para todos os bolsos, com material completo e acessível. É um curso voltado para o aprendizado acelerado, que ainda oferece serviço de coaching 100% especializado.

Igualmente, o Grupo Nova Apostilas é uma das melhores e maiores empresas de apostilas impressas, com selo de excelência no E-bit. Além do material físico, há acesso ao digital. Embora as apostilas em papel não possuam a mesma efetividade do curso pago, essa é uma ótima opção para quem, por questões financeiras, pretende estudar sozinho.

Algumas pessoas acreditam que estudar por apostila não é tão efetivo, mas as que indicamos aqui são realmente boas. No entanto, claro, tudo vai depender do quanto você se dedicar aos estudos.

Para saber mais, confira a análise completa que fizemos no post 21 Melhores Apostilas para Concursos Públicos (para Garantir a Aprovação)

Quais os melhores cursos preparatórios?

Se você tem como investir tempo e dinheiro em curso preparatório, é preciso pensar bem antes para escolher um que seja adequado às suas necessidades. Afinal, é sempre um diferencial apostar em um módulo específico para a área ou cargo pretendido.

Desse modo, veja algumas opções realmente boas:

Estratégia ConcursosO Estratégia Concursos tem ótimos índices de aprovação nos principais concursos do país, pois conta com um material de qualidade e professores renomados. Ou seja, se você quer ter a certeza que está estudando pelo melhor material e, além disso, não se importa em pagar pela qualidade, o Estratégia Concursos é, com efeito, sua melhor opção.

Curso Estratégia – Concurso TCM SP

O Gran Cursos Online também está muito bem avaliado. De fato, tem material completo com videoaulas, além de professores de primeira linha. Assim, se você quer um curso com bom histórico de aprovação, e a possibilidade de estudar para mais de um concurso, o Gran Cursos certamente é uma ótima opção.

Curso Gran – Concurso TCM SP

O Exponencial é mais uma excelente alternativa. Igualmente aos demais cursos, é voltado para o aprendizado acelerado, mas oferece ainda o interessante serviço de coaching 100% especializado.

Clique aqui para conhecer o Exponencial Concursos

Checklist do candidato

Agora que você chegou ao fim do post, é hora de retomar alguns pontos e fazer uma checklist para confirmar se o concurso é mesmo para você:

  • Ter formação de Nível Médio e Superior, de acordo com o cargo pretendido.
  • Ter afinidade com a área Fiscal.
  • Ter dedicação e empenho.
  • Desejar estabilidade financeira e profissional.

Para saber sobre o andamento e novidades do concurso TCM SP e outros editais de todo o país, acompanhe também nossas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.

Bons estudos e boa sorte!

Fonte: Google News

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!