fbpx

Salma Hayek uma das bilionárias do Reino Unido


Salma Hayek é considerada a sexta mulher mais rica do Reino Unido, de acordo com a lista preparada pelo jornal The Sunday Times, com uma fortuna estimada em US$ 8,1 bilhões (R$ 44 bilhões).


A cifra foi o resultado de sua fortuna pessoal com a fortuna de seu marido, o empresário francês François-Henri Pinault.


Salma foi incluída na lista onde a maioria é de mulheres britânicas, porque a maior parte do ano vive em Londres.


O primeiro lugar foi ocupado por Kristen Rausing, neta do empresário sueco Ruben Rausing, fundador da Tetra Pack com US$ 14,8 bilhões de dólares. Em segundo lugar, a empresária Charlene de Carvalho-Heineken, filha de Freddy Heineken, herdeiro do grupo de cervejas Heineken, com US$ 12,6 bilhões. O terceiro lugar ficou com a prima de Kristen, Marit Rausign, com US$ 11,7 bilhões. O quarto lugar para a ex-miss Reino Unido e agora cantora Kristy Bertanelli US$ 11,2 bilhões, e em quinto lugar, Denise Coates, CEO da empresa Bet365, com uma fortuna de US$ 8,8 bilhões.


Salma aparece como a sexta mulher britânica mais rica, embora ela pegou carona na fortuna do marido, um dos proprietários e herdeiros de um conglomerado de marcas de luxo como Gucci, Balenciaga e Yves Saint Laurent, e outras.


Salma Hayek se casou com François-Henri Pinault em 2009, dois anos depois do nascimento de sua filha Valentina Paloma.


Livro racista


Há algumas semanas atrás Salma Hayek foi fortemente criticada por seus fãs nas redes sociais, por recomendar um livro da autora Jeanine cummins, chamado ‘American Dirt’, por seu alto conteúdo racista em relação aos imigrantes.


Na época, depois de receber milhares de críticas, a atriz precisou pedir desculpas e revelou que não tinha lido o livro que lhe foi enviado através do Clube do Livro que organiza a apresentadora Oprah Winfrey.


“Ontem enviei uma mensagem sobre um livro, que já removi do meu Instagram. Quero lhe dizer que, quando Oprah me enviou essa seleção do clube do livro, fiquei empolgada ao ler a descrição de uma mexicana e me apressei em compartilhar minha empolgação com vocês. Confesso que não li o livro e não estava ciente da controvérsia que ele gerou. Quero agradecer a todos vocês que chamaram minha atenção e me repreenderam por não ter investigado bem o que eu estava recomendando. Isso significa que eles me conhecem e me deram o benefício da dúvida. Peço desculpas por falar sobre algo sem ter experimentado ou sem ter me informado melhor”, escreveu a artista.


A controvérsia nasce ao garantir que a autora Jeanine Cummins aproveite as histórias de imigrantes para obter lucro, além de promover estereótipos racistas de mexicanos.


Salma Hayek presta homenagem aos veteranos de guerra

Salma Hayek homenageia seus cães que já morreram

Salma Hayek causa polêmica com fotomontagem

(function(d, s, id) {
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) return;
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src = “https://connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.7”;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Fonte: O Fuxico

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!