fbpx

Sem perder há 17 jogos, Ninjas in Pyjamas atropela FURIA Esports

Foto: Divulgação

Foto: Lance!

A duas semanas do fim do segundo turno, o Brasileirão Rainbow Six Siege 2020 tem um novo líder. A Ninjas in Pyjamas – que sustenta uma série de 17 jogos de invencibilidade na temporada atualmente – superou FaZe Clan, no sábado (3), e FURIA Esports, no domingo (4), para tomar a primeira colocação do torneio, posição antes ocupada pela Team Liquid.

Outra organização que se destacou neste fim de semana foi a Black Dragons. A equipe somou quatro pontos, com duas vitórias por 1 a 0, e, além de se afastar da briga para escapar da última colocação, ficou mais próxima do grupo que disputa um lugar no G-4, zona que garante vaga nos playoffs do Brasileirão e no Major ragional de novembro.

Agora, a NiP está na ponta da tabela, com 27 pontos conquistados, mesma pontuação da Team Liquid, em segundo lugar pelo saldo de mapas inferior ao do rival. Logo atrás, aparece a Team oNe, com 26, e a FaZe Clan, com 19, fecha o top 4. MIBR (18), W7M Gaming (17), Black Dragons (14) e INTZ (13) aparecem logo na sequência. Nas duas últimas colocações estão Santos e-Sports (8) e FURIA Esports (6), atual lanterna da competição.

Confira a classificação atualizada do Brasileirão Rainbow Six Siege 2020:

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Lance!

Os jogos do Brasileirão acontecem sempre às quintas, sábados e domingos, a partir das 13h, com transmissão ao vivo nos canais do Rainbow Six Esports Brasil na Twitch e no YouTube.

O BR6 2020 retorna na próxima quinta-feira (8), às 13h, com mais três duelos:

W7M Gaming x Ninjas in PyjamasFaZe Clan x Santos e-Sports Black Dragons x Team oNe

Retrospectiva

Sábado (03/10)

NiP supera FaZe novamente, MIBR perde outra chance e W7M encosta de vez na briga pelo G-4

O fim de semana já começou com um dos confrontos mais aguardados desse segundo turno. Após partida válida pela final do Six Major LATAM, Ninjas in Pyjamas e FaZe Clan voltaram a se encontrar, agora pelo Brasileirão. No fim, a NiP levou a melhor outra vez. Apesar do placar apertado, o time liderado por Gustavo “Psycho” controlou bem as ações no mapa Clube e venceu por 7 a 5.

Já no mapa Litoral, quem começou melhor foi a FaZe. Destaque para o clutch protagonizado por Leonardo “Astro”, que finalizou quatro adversários e aumentou a vantagem de seu time para 4 a 2 naquele ponto da partida. A equipe chegou a abrir 6 a 3 e ficar a um round de arrancar um empate, mas os Ninjas reagiram na reta final, buscaram o 6 a 6 e encerraram a série com vitória por 1 a 0.

Psycho ressaltou a preparação da NiP como importante fator para o resultado:

– Acredito que a escolha de mapas foi o que mais pesou para a nossa vitória hoje. Sabíamos que a FaZe optaria por Clube, pelo desempenho ruim que tivemos nele em nosso último compromisso, contra o MIBR, mas na realidade é um mapa que somos fortes e treinamos bastante. No Litoral, eles foram muito bem na defesa e o duelo foi acirrado. Aquele clutch do Astro acabou sendo decisivo para não vencermos a partida por 2 a 0.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Lance!

Com a derrota da FaZe Clan, o MIBR teve outra oportunidade de entrar no G-4 e, mais uma vez, não aproveitou. O time enfrentou a Black Dragons no segundo jogo do sábado e, com uma boa sequência a partir do quarto round, chegou ao map point no primeiro mapa, Litoral. Mas a equipe comandada pelo coach José “sseiiya” se recuperou e, forte no aspecto coletivo, alcançou o 6 a 6.

No mapa Parque Temático, escolha do MIBR, quem começou com tudo foi a BD, que, com uma defesa impecável, abriu 5 a 0 e depois soube frear a tentativa de reação da adversária para levar o mapa por 7 a 3, faturar o jogo por 1 a 0 e somar mais dois pontos no campeonato. José analisou:

– Trabalhamos a semana toda para jogar no Litoral, queríamos bastante esse mapa. E Parque Temático, que era uma escolha provável deles, também é um que nosso desempenho geralmente é muito bom. Tivemos alguns problemas na finalização de rounds na primeira metade da partida, começamos ‘lentos’ no ataque, mas no fim conseguimos um resultado positivo.

E quem aproveitou melhor o sábado foi a W7M Gaming. No terceiro duelo do dia, a equipe mediu forças com o Santos e conseguiu um início arrasador no mapa Mansão ao anotar 6 a 1 no placar. Com tranquilidade, saiu na frente e emplacou um 7 a 3. E, mesmo com disputas um pouco mais equilibradas, o resultado não foi tão diferente no segundo mapa, Café Dostoyevsky: 7 a 4 a favor dos Bulls, com autoridade.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Lance!

Para o coach da W7M, Victor “Alpha”, a equipe foi capaz de antecipar de forma eficaz os movimentos da oponente:

– O Santos é um time agressivo que atua bem no mapa Mansão. Sabíamos que iriam escolher jogar nele, então preparamos estratégias que anularam praticamente todas as investidas que tentaram. No Café, uma opção que favorece bastante o teamplay, começamos mais recuados, dando espaço, e aproveitamos alguns pequenos erros de leitura do adversário para levar a melhor novamente e fazer 2 a 0.

Domingo (04/10)

BD embala, Team oNe se recupera e NiP alcança o topo

Black Dragons e W7M Gaming chegaram, no domingo, motivadas pelas vitórias que alcançaram no dia anterior. O confronto começou no mapa Café Dostoyevsky e os Dragões não demoraram a tomar o controle do jogo: emplacaram quatro rounds em sequência e marcaram 5 a 1 no placar. Depois, administraram bem a vantagem para fecharem a primeira metade do duelo em 7 a 3.

No mapa Clube, no entanto, as equipes se revezaram na dianteira, nenhuma conseguiu disparar na frente e o resultado não poderia ser outro além de um 6 a 6. Com mais uma partida vencida por 1 a 0, a BD chega aos 14 pontos, cinco atrás da quarta colocada, FaZe Clan.

O coach José “sseiiya” falou sobre a partida e mostrou confiança para os próximos compromissos da Black Dragons no BR6 2020:

– Fizemos o básico no Café Dostoyevsky e as coisas acabaram acontecendo exatamente como esperávamos. Aproveitamos os momentos em que tivemos vantagem nos rounds para pontuar. No Clube – mapa em que treinamos durante a semana, porém não esperávamos jogar nessa partida – cometemos erros na defesa e quase conseguimos recuperar o prejuízo no ataque, mas acabou no empate. No geral, estamos felizes com mais uma vitória e seguimos sonhando com uma vaga no G-4. Sabemos que será difícil, mas temos outros confrontos nessa reta final contra adversários diretos, então esperamos ganhar esses duelos para buscar um lugar na próxima fase do torneio.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Lance!

Sem conseguir resultados tão expressivos no segundo turno do Brasileirão, a Team oNe chegou para o encontro com o INTZ precisando voltar a vencer para mostrar que continua forte nessa retomada do campeonato. E a equipe correspondeu às expectativas.

Após uma vitória apertada no primeiro mapa, Mansão (7 a 5), os Golden Boys mostraram tranquilidade e entrosamento para virar a partida no mapa Oregon após estarem perdendo por 4 a 2. Destaque para o ace – jogada em que um atleta elimina os cinco adversários – aplicado por Felipe “FelipoX” no oitavo round, que deixou a disputa empatada. No fim, 7 a 4 no mapa e 2 a 0 no jogo a favor da T1, que continua colada em Ninjas in Pyjamas e Team Liquid – duas primeiras colocadas – na corrida pela liderança.

O coach da Team oNe, Matheus “Budega” conta:

– O INTZ é um time que faz um trabalho forte de análises dos adversários. Sabíamos que provavelmente escolheriam algum mapa que jogamos no dia anterior também. Com isso em mente, mudamos as nossas táticas, e deu certo. A sinergia no ataque foi importante para levarmos a melhor na primeira metade do confronto, com a dupla ‘rappz’ e ‘Lukid’ funcionando muito bem. E depois, mesmo quando ficamos em desvantagem no Oregon, nos mantivemos tranquilos, porque confiamos bastante em nossa defesa nesse mapa.

E o último jogo deste fim de semana decidiu também a nova líder do campeonato. De forma avassaladora, a Ninjas in Pyjamas bateu a FURIA Esports, atual lanterna do BR6 2020, por 2 a 0. O jogo começou no mapa Consulado. A NiP venceu, logo de início, os seis primeiros rounds e, após um revés, finalizou em 7 a 1. No mapa Oregon, a história praticamente se repetiu, com os Ninjas ainda mais impiedosos: 7 a 0, em noite com grande atuação de João “Kamikaze”.

Dessa forma, o time igualou a pontuação da Team Liquid na tabela de classificação, mas assumiu a ponta pelo primeiro critério de desempate: saldo de mapas. Vale lembrar que as duas rivais não se enfrentam mais nesta fase do Brasileirão. Então, agora, a NiP depende apenas das próprias forças para terminar na liderança da competição, que ainda terá uma etapa de playoffs para decidir a grande campeã.

Veja também:

Zebras dominando o Campeonato Inglês e a “novela” Cavani são os destaques da Coluna de Vídeo

Lance!

  • separator

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!