fbpx

Sistema Cornell: Veja como criar anotações de estudo impecáveis

O sistema Cornell para fazer anotações foi projetado para economizar tempo, assim como permitir que os alunos maximizem a eficácia em seus resumos.

Idealizado pelo professor Walter Pauk da Cornell University durante os anos 1950, o método se divide em três etapas. Neste sistema, a saber, não há como reescrever, revisar ou redigitar o que se escreveu depois.

O que acha de conhecer como cada uma funciona e colocar em prática para estudar?

1. Divida o papel em duas colunas

Use um caderno grande de folhas soltas para fazer anotações. No entanto, escreva apenas em um lado de cada folha de papel no caderno.

Desenhe uma linha vertical a 2 1/2 polegadas do lado esquerdo do seu papel. Esta é a coluna de recall de suas anotações. Todas as suas anotações de aula serão feitas à direita desta margem. Logo após, escreva palavras-chave ou frases na coluna recall (à esquerda).

2. Faça anotações na coluna de anotações

Registre as notas em forma de parágrafo na coluna de anotações à direita. Capture ideias, assim como conceitos gerais, não ideias ilustrativas. Pule linhas para mostrar a finalidade das ideias ou então dos pensamentos.

Tente evitar frases longas para que a leitura não fique pesada. Usar abreviações, por exemplo, economizará tempo. Além disso, escreva da forma mais legível possível.

Anote as perguntas e palavras-chave relevantes na coluna de recall (à esquerda) para auxiliar em revisões futuras de suas anotações.

Você Pode Gostar Também:

3. Revise suas anotações em 24 horas

Logo após cada hora de estudo, leia suas anotações e torne-as mais legíveis, se necessário. Lembrando que o ideal é que essa revisão ocorra em até um dia depois de estudar.

Agora use a coluna de 2 1/2 polegadas à esquerda de suas anotações. Anote ideias ou palavras-chave que lhe deem a ideia do que estudou. Mas atenção: você terá que refletir sobre o que aprendeu e escrever seu com suas próprias palavras.

Cubra a parte direita de suas anotações e recite as ideias e conceitos gerais da aula / leitura de memória. Sobreponha-as mostrando apenas colunas de recuperação e use isso para sua revisão.

Para entender melhor de como funciona o Cornell, veja um exemplo abaixo:

Foto: BOL / UOL

E então, o que acha de tentar o sistema Cornell para anotar tudo e estudar melhor?

Leia também outro artigo que mostra várias outras técnicas eficientes:

5 métodos eficazes para fazer anotações de estudo

Fonte: Google News

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!