soluções para quem mora fora do Brasil

Segundo dados do Banco Central, as remessas internacionais realizadas no primeiro semestre de 2018 ultrapassaram US$ 1 bilhão, ou seja, mais de R$ 4 bilhões. Foi o maior volume já visto desde o início do serviço, criado em 1995.

O movimento é atribuído ao número de brasileiros que vão ao exterior em busca de oportunidades, empregos ou até mesmo estudo. “Muitos que estão fora do país precisam de ajuda dos familiares até encontrarem estabilidade. É por isso que o número cresce e tende a continuar assim”, diz Marcelo Ávila, diretor comercial da NeoCâmbio, fintech especializada em câmbio e serviços de viagem.

Embora o serviço de remessa internacional seja necessário para enviar dinheiro para o exterior, existem muitas dúvidas em relação às maneiras de envio e pagamento de taxas. “Antes de decidir a maneira que a transação será realizada, é preciso conhecer todas as principais opções”, aconselha Ávila.

Bancos

É possível enviar dinheiro para o exterior utilizando os bancos como intermédio. A transferência bancária por ordem de pagamento pode ser feita por qualquer banco e é só é preciso saber dados comuns, como: nome completo, endereço, telefone, país, código do banco de destino e conta. São cobradas taxa para envio e saque – ou seja, quem envia e quem recebe acabam pagando.

Vale postal eletrônico

Ao optar pelo envio por meio dos Correios, basta ir a uma agência e entender se o país de quem receberá a remessa internacional é conveniado. O serviço possui uma taxa fixa de R$ 35 + 1,5% sobre o valor enviado.

Usando a tecnologia a favor dos clientes

Optar por serviços modernos e disruptivos significa, na grande maioria das vezes, economia e agilidade. A NeoCâmbio oferece esse serviço e tudo é feito de maneira online, por meio da plataforma. “Além de evitar filas e burocracias, contar com uma fintech para realização desse serviço representa também um custo muito menor, pois será cobrado apenas o IOF – Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguros”, aconselha Ávila. O Imposto federal representa 0,38% em cima do valor enviado e é cobrado obrigatoriamente em todas as transações, inclusive nas remessas internacionais.

Com diferentes serviços, a NeoCâmbio também é ótima opção para realização de seguros viagem, aquisição de chip de dados e voz, cartões pré-pago e câmbio de moedas até 15% abaixo do valor do mercado, além de possuir entrega gratuita. Saiba mais: www.neocambio.io/

Website: http://www.neocambio.io

DINO
Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

  • separator

Fonte: PORTAL TERRA – NOTÍCIAS

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: