fbpx

STF nega liberação dos passaportes de Ronaldinho e irmão

A dupla precisa pagar uma multa de R$ 8,5 milhões antes de recuperar os passaportes

Ronaldinho Gaúcho e o irmão, Roberto Assis, tiveram um pedido de liberação de passaportes negado pelo Supremo Tribunal Federal. Com a decisão da ministra Rosa Weber, os documentos dos irmãos ficam retidos até o pagamento da multa referente a um processo de crime ambiental.

A maior fonte de renda do ex-jogador é gerada por comparecer a apresentações ao redor do mundo (Reprodução Instagram)

A maior fonte de renda do ex-jogador é gerada por comparecer a apresentações ao redor do mundo (Reprodução Instagram)

Foto: LANCE!

A defesa dos irmãos alegou que o ex-atleta fica impedido de se apresentar em eventos ao redor do mundo, ativividade que atualmente é sua maior fonte de renda. Ronaldinho também declarou que seria processado por um empresário da Indonésia que o contratou para um evento fora do Brasil, adiado diversas vezes pela ausência do ex-craque da Seleção.

Ronaldinho e Assis foram condenados em 2015 a pagar R$ 8,5 milhões para reverter os danos causados em uma área de preservação de Porto Alegre. O Supremo Tribunal de Justiça já havia negado, em maio, um pedido de habeas corpus para que os irmãos recuperassem os passaportes.

Veja também:

Assista aos gols do amistoso entre Amigos do Ronaldinho e Amigos do Penta

Lance!

  • separator

Fonte: TERRA

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!