fbpx

Stock Car – Comentários de sábado – Goiânia 2020 | Autoracing | F1 | Indy | MotoGP

Cacá Bueno

Ricardo Zonta, P1: Muito feliz com essa pole, estávamos há muito tempo sem correr por conta da pandemia. Conseguir uma pole na Stock Car é muito difícil, então é um momento de comemorar aqui com os mecânicos e com o pessoal da equipe esse resultado. O carro é diferente do ano passado e foi muito bem. A estratégia de hoje foi muito boa, amanhã é outra história e outra estratégia. Mas, essa pole aqui em Goiânia, que é uma pista que eu gosto muito, é muito importante.

Rafael Suzuki, P4: Estamos no início de trabalho com a equipe, então não imaginava que já seria tão bom assim. Mas mostra que estamos bem entrosados. Todos me receberam muito bem, desde o começo. Estou muito feliz e motivado, independentemente da colocação. Já me sinto em casa e isso é importante, porque temos toda a temporada pela frente. Consegui encaixar uma boa volta no Q2, mas o que vale de verdade é amanhã. Então, vamos manter os pés no chão, trabalhar e tentar buscar um bom resultado.

Cacá Bueno, P6: Se considerarmos todas as dificuldades que enfrentamos antes de começar a temporada, que tem um carro novo, e que só conseguimos fechar todo nosso pacote técnico há pouco tempo, estamos na terceira fila junto com os pilotos que disputaram o título nos últimos anos é um começo de ano positivo. Nós conseguimos uma boa evolução durante esse primeiro dia de atividades oficiais da Stock Car. O resultado foi bem positivo no classificatório se compararmos com os dois primeiros treinos livres. Tivemos um pouco de dificuldade com pneus novos, mas estamos trabalhando para superar isso e o carro tem mostrado que em ritmo de corrida é bem consistente. Isso me anima muito para amanhã. Essa é uma prova em que o pit-stop será muito importante e é uma novidade para todas as equipes essa dinâmica. Teremos a obrigatoriedade de troca de apenas um pneu, e o fato de termos descarte agora fará com que a corrida 1 seja ainda mais disputada, pois o campeonato deve premiar os pilotos com mais vitórias e pódios, e nem tanto os regulares com pontuação de top-10, por exemplo.

Rubens Barrichello, P7: É tudo muito novo. Foi uma classificação super atípica. Os primeiros do campeonato do ano passado foram pra pista antes, então, fiquei neste bolo. Eu virei na minha terceira volta do Q1, que é algo ainda mais atípico, porque geralmente o pneu já subiu a temperatura. Mas, para os pequenos problemas que eu tinha no carro, eu acho que a sétima posição foi boa. Fico feliz de ver um Toyota na frente e, mais feliz, por saber que temos um carro competitivo para lutar pelo pódio e pela vitória amanhã.

Matias Rossi, P8: Estou muito feliz. Foi um dia muito bom, deu tudo certo em todos os treinos e na classificação. Gostaria de agradecer mais uma vez à Toyota Argentina, à Toyota Brasil e a Full Time por poder estar competindo aqui. Vamos com bastante confiança amanhã para poder estar entre os 10 nas duas corridas.

Galid Osman, P9: Foi um bom início. Sempre andei bem em Goiânia e já venci aqui. Eu me preparei bem para essa etapa e estava realmente esperançoso por um bom final de semana. Sair de p9 amanhã pode me proporcionar duas boas corridas amanhã, eu e a equipe sentimos que o carro ainda pode melhorar e tirar resultados melhores.

Nelsinho Piquet, P10: Tivemos o primeiro dia de treinos com todas as equipes e os carros novos. Foi um bom dia, ainda podemos evoluir em alguns pontos, mas já deu para ver que a disputa está bem apertada. Poderia ter sido melhor, mas acabamos tendo um desgaste maior do pneu no Q1 e faltou um pouco para o Q2. Vamos trabalhar para amanhã e tentar marcar bons pontos nas duas corridas. Goiânia é uma pista que eu gosto bastante, sempre tive bons resultados, então, espero que amanhã possa ser um bom dia para nós.

Cesar Ramos, P11: Fomos num caminho errado no segundo treino livre, e isso custou um pouco na classificação, quando usamos um acerto mais próximo ao do Thiago e o carro evoluiu bastante. Fica uma pequena frustração de não ter largado mais para a frente porque eu sei que poderíamos ter conseguido virar dois décimos mais rápido, o que me levaria ao top 5, se não tivéssemos praticamente perdido um treino. Por outro lado, foi impressionante o quanto o carro melhorou do treino para a classificação.

Gaetano di Mauro, P12: Foi um quali bem apertado aqui. Ainda estamos conhecendo o carro, há muita coisa a fazer, tentando acertos diferentes a cada saída, até fizemos um bom trabalho. Entre o Q1 e o Q2, ainda demos uma evoluída, melhoramos um pouquinho o carro. Mas era o máximo que dava para chegar. Agora é batalhar para conseguir um bom acerto de corrida e tentar virar isso.

Thiago Camilo, P13: Está sendo um grande aprendizado acertar esse carro novo. Meu carro, de traseiro no último treino livre, com a pista bem quente, ficou muito dianteiro na classificação, com a temperatura mais amena. Fizemos um movimento na direção errada e andamos para trás. Mas temos duas corridas pela frente e nossa equipe já demonstrou várias vezes seu poder de reação. Vamos buscar bons pontos.

Átila Abreu, P16: A classificação não foi boa, andamos sempre entre os últimos nos treinos. Faltou equilíbrio no carro, sofremos um pouquinho com o motor em relação aos outros carros, e a telemetria não estava funcionando. Não conseguimos analisar com perfeição todas as informações. Foi uma pena a classificação, o carro falta grip e balanço. Não conseguia aproximar bem das curvas e frear e, com isso, ter uma frente boa. Quando não se tem uma frente boa, fica muito difícil de frear. Até agora não achamos o equilíbrio ideal do carro e sofremos muito com velocidade final de reta, um dos piores carros do grid. Tem bastante coisa para acertar para amanhã, conhecendo o carro. Mas amanhã já é dia de corrida, valendo pontos para o campeonato. Temos de focar em entender como fazer uma melhor estratégia, numa corrida mais curta, e fazer bons pontos.

Bruno Baptista, P23: Na classificatória de hoje, o meu maior objetivo era o de classificar entre os 10 primeiros do grid, mas infelizmente tive um problema no câmbio que tirou qualquer chance de fazer um bom tempo. A 2ª marcha não entrava e aqui, em Goiânia, tem quatro curvas que são feitas com ela. Utilizando a terceira acabei tendo que arriscar e, justamente, na minha última volta cronometrada, escapei e fiquei com o tempo da penúltima.

Clique AQUI para fazer suas apostas esportivas

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.

!function(f,b,e,v,n,t,s){if(f.fbq)return;n=f.fbq=function(){n.callMethod?
n.callMethod.apply(n,arguments):n.queue.push(arguments)};if(!f._fbq)f._fbq=n;
n.push=n;n.loaded=!0;n.version=’2.0′;n.queue=[];t=b.createElement(e);t.async=!0;
t.src=v;s=b.getElementsByTagName(e)[0];s.parentNode.insertBefore(t,s)}(window,
document,’script’,’https://connect.facebook.net/en_US/fbevents.js’);
fbq(‘init’, ‘1394990003897405’); // Insert your pixel ID here.
fbq(‘track’, ‘PageView’);

Fonte: R7

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!