fbpx

Subsidiária da Embraer, Eve faz parceria para mobilidade aérea urbana na América Latina com a Flapper

SÃO PAULO – A Embraer (EMBR3) informou nesta quinta-feira (22) que sua subsidiária Eve fez uma parceria com a Flapper, plataforma independente de aviação privada sob demanda, para desenvolver o mercado de Mobilidade Aérea Urbana (UAM) na América Latina.

Segundo comunicado, o acordo servirá como prova de conceito para futuras operações regionais do veículo elétrico de decolagem e pouso vertical (eVTOL) da Eve, também conhecido no mercado como EVA (Electrical Vertical Aircraft ou Aeronave Elétrica Vertical).

A Eve espera fornecer à Flapper até 25 mil horas de voo por ano nas principais cidades da América do Sul como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Santiago (Chile), Bogotá (Colômbia), e Cidade do México (México).

Ainda de acordo com o comunicado, as companhias planejam promover um sistema de reservas sob demanda para UAM, utilizando operações com helicópteros a fim de coletar dados para o futuro desenvolvimento da EVA.

O contrato tem potencial de trazer até 25 veículos elétricos de decolagem e pouso vertical (EVA) da Eve para a plataforma da Flapper, segundo destacou a empresa.

Veja também
Carros voadores: a estratégia que pode reerguer a Embraer após a crise

“Seis das dez maiores frotas de helicópteros urbanos estão na América Latina e a região atualmente possui a infraestrutura mais densa do mundo para este tipo de aeronave. Graças à nossa parceria com a Eve, esperamos expandir nossa rede atual de pagamento por assento (pay-per-seat) e implementar uma transição suave para tipos de serviços mais ágeis e eficientes”, escreveu Paul Malicki, CEO da Flapper, em nota.

Por volta das 12h, os papéis da Embraer (EMBR3) apresentavam queda de 1,3%, negociados a R$ 18,64.

Guilherme Benchimol revela os segredos de gestão das maiores empresas do mundo na série gratuita Jornada Rumo ao Topo. Inscreva-se já.

Fonte: Infomoney

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais