fbpx

taxas de títulos públicos operam em queda na tarde desta quinta-feira

(Getty Images)

SÃO PAULO – As taxas dos títulos públicos negociados via Tesouro Direto viraram para queda na tarde desta quinta-feira (30), depois que o presidente americano, Donald Trump, sugeriu o adiamento das eleições presidenciais do país, que acontecem em novembro, em razão da pandemia.

Segundo ele, a votação por correio ameaça provocar fraudes no processo.

Pela manhã, o aumento de aversão ao risco no exterior fez com que os prêmios pagos pelo programa de compra e venda de títulos públicos apresentassem alta.

Contribuíram para uma maior cautela dos investidores nesta quinta-feira, as preocupações com o avanço dos casos de coronavírus no mundo e a forte retração das economias americana e alemã no último trimestre.

Nos Estados Unidos, a economia afundou 32,9% entre os meses de abril e junho, em termos anualizados, de acordo com o Departamento de Comércio do país. A forte baixa, contudo, foi um pouco menor que a mediana projetada pelos economistas consultados pela Bloomberg, de contração de 34,5%.

Esta foi a queda trimestral mais brusca da atividade da maior economia do mundo em pelo menos 70 anos, uma vez que não havia divulgação trimestral do PIB durante a Grande Depressão da década de 1930.

Ontem, o Federal Reserve (o banco central americano) manteve as taxas de juros dos Estados Unidos estáveis entre 0% e 0,25% ao ano e o presidente da instituição, Jerome Powell, disse que a autoridade monetária irá utilizar todas as ferramentas para garantir a recuperação da economia.

Na Alemanha, o PIB recuou 10,1% no segundo trimestre deste ano, resultado pior que o esperado, de queda de 9%.

No Brasil, a temporada de balanços tem mostrado como as empresas foram afetadas pelas medidas de isolamento social adotadas para conter o avanço da pandemia. Vale, Bradesco e Grupo Pão de Açúcar estão em destaque nesta quinta-feira.

Mercado hoje

No Tesouro Direto, o título prefixado com vencimento em 2023 pagava uma taxa de 3,78% ao ano nesta tarde, ante 3,89% a.a. na quarta-feira (29). O juro do mesmo papel com vencimento em 2026, por sua vez, cedia de 6,01% para 5,89% ao ano.

Entre os títulos indexados à inflação, o papel com prazo em 2026 pagava uma taxa anual de 2,11%, frente aos 2,14% a.a. anteriormente, enquanto o prêmio pago pelo Tesouro IPCA+ com juros semestrais e vencimento em 2030 recuava de 2,82% para 2,80% ao ano.

No câmbio, o dólar operava em leve queda de 0,4% ante o real por volta das 16h20, negociado a R$ 5,15

Confira os preços e as taxas dos títulos públicos nesta quinta-feira (30):

Fonte: Tesouro Direto

A carreira que mais forma milionários: conheça o primeiro MBA do Brasil totalmente dedicado ao mercado de ações

Fonte: Infomoney

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!