fbpx

Tecnologias estão transformando a gestão dos negócios

Dentro do ERP está toda a operação de uma empresa

Vivemos em um cenário de negócios onde as decisões são baseadas em dados. Para isso empresas estão centralizando suas atividades dentro de uma tecnologia única e de fácil acesso, como é o caso dos ERP’s (Enterprise Resource Planning).

O ERP funciona como um software de gestão para unificar informações e facilitar o fluxo de trabalho entre as áreas. Levando em consideração que cada departamento necessita de uma ferramenta própria para poder gerar seus relatórios e executar tarefas rotineiras, o ERP passa a ter um papel fundamental, funcionando como um centralizador do fluxo de trabalho em um único sistema, alinhando a comunicação de todas as áreas e facilitando a tomada de decisão.

“Ao invés de cada área possuir um software isolado, o ERP concentra todas as informações em uma única plataforma, dando à empresa autonomia na execução de tarefas rotineiras e tornando a comunicação interligada”, afirma ao Money Lab, o Head de Produto ERP na Senior, Fernando da Silva.

É o que fez a SETA, companhia que atua com rigorosos padrões de responsabilidade social, ambiental e econômico na produção do tanino de acácia, substância extraída da casca da acácia negra, no Brasil cultivada apenas no Rio Grande do Sul. Em 2019 as exportações de celulose e de produtos derivados de madeira renderam US$ 12 bilhões, o que fez deste produto o segundo mais importante na agricultura brasileira, ficando atrás apenas da soja.

“Dentro deste contexto os desafios na área de compliance só cresceram, por isso é preciso contar com um sistema ERP que ofereça não apenas dados isolados, mas que ofereça coesão e consistência de informações de todo o ecossistema da empresa. Ter essa solução da Senior integrada fez diferença para a nossa rotina que tem um processo rodoviário muito forte com recepção de matéria-prima. O ERP hoje é fundamental para métricas dessas matérias-primas, além das visões contábeis, resultados, aumentar produtividade, etc”, fala o Analista de Sistemas da SETA, Maiquel Sergio Brandt.

ERP e BI

E se dentro do ERP está toda a operação de uma empresa acontecendo, processos, títulos, notas pagas, e todas as transações da empresa, somar essas informações em uma ferramenta analítica pode trazer também insights para os negócios. Esse benefício pode ser alcançado, por exemplo, com a união de um ERP com ferramentas de Business intelligence (BI).

“Os ERP’s trabalham com arquitetura de dados transacional, com regras e padrões que podem ser incluídos e editados, conforme a necessidade das equipes.  Já as ferramentas de BI oferecem dados analíticos, facilitando a análise dinâmica de grandes quantidades de dados pelos usuários”, explica Fernando da Silva.

Um aliado para os períodos turbulentos

Em um ano como o de 2020, por exemplo, são essas tecnologias que estão auxiliando companhias a atravessarem o momento turbulento. “É extremamente importante criar ações e tomar decisões assertivas diante de um momento sensível. Quando eu tenho tudo integrado dentro de um ERP, essas informações abastecem o gestor, que irá compreender mais facilmente seus compromissos, principais desafios e assim definir sua atuação e postura diante do cenário”, ressalta Fernando Silva.

O especialista reforça ainda que a Senior Sistemas, especialista em tecnologia para gestão, traz as duas inovações de forma integrada. “Hoje atendemos mais de 12 mil clientes. Nossas soluções de gestão são altamente adaptáveis e flexíveis. O ERP da Senior, inclusive, já traz hoje algumas ferramentas de BI que viabilizam uma organização de dados de forma bastante interessante e relevante. No entanto, oferecemos as duas soluções também de forma individual. Uma integração pode ser realizada na Senior de forma bastante eficaz, oferecendo aos clientes uma gestão completa dos negócios”, afirma.

Com o ERP e o BI funcionando, o gestor ganha, entre outras frentes:

  • Capacidade de personalizar as informações.
  • Visão mais simples e rápida de ver dados da empresa.
  • Agilidade no processo de decisão.
  • Ferramentas avançadas com machining learining.
  • Visão de comportamentos e tendências.
  • Prescrições e analises bem complexas e efetuadas de forma automática com “um apertar de um botão”.

 

Fonte: Infomoney

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!