fbpx

Telegram pretende lançar criptomoeda Gram em até dois meses

Após mais de um ano sob sigilo, o serviço de mensagens instantâneas Telegram está se preparando para lançar sua própria moeda virtual, “Gram”, juntamente com um ambicioso sistema de pagamentos direcionado ao público em geral. O objetivo do Telegram é criar um produto com acesso mais fácil do que as criptomoedas atuais, como o Bitcoin, que são usadas pelos usuários já iniciados.

Para esse fim, o Telegram alcançou a soma recorde de US $ 1,7 bilhão em investidores privados em um massivo levantamento de fundos em criptomoedas (ICO), realizado em duas fases. O sucesso foi tão grande que o serviço cancelou uma terceira rodada arrecadadora de fundos, desta vez pública, impondo aos investidores não selecionados que esperassem o lançamento oficial do “Gram” para adquirir a nova criptomoeda.

Em um documento divulgado no ano passado, a plataforma disse que queria criar mais do que apenas uma moeda. Agora, espera-se que sua rede TON (Telegram Open Network), que depende da tecnologia blockchain, desenvolva um sistema de pagamento rápido e seguro como uma “alternativa à Visa e Mastercard para uma nova economia descentralizada” .

Acordo de confidencialidade

O Telegram nunca falou oficialmente sobre o assunto: as informações estão vazando com conta-gotas através de investidores, localizados principalmente nos Estados Unidos, Ásia e Rússia.

“Eles estão vinculados a um acordo de confidencialidade”, disse uma fonte próxima à mídia financeira de Moscou à AFP, dizendo que ele conhece pessoalmente “pelo menos um dos principais banqueiros e um empresário incluído na lista da Forbes na Rússia” na lista. de investidores. “Você só pode investir com convite, muitas pessoas queriam participar”, acrescentou.

De acordo com o jornal econômico russo Vedomosti, o Telegram começará a testar seu projeto TON a partir de 1º de setembro, colocando parte do código em acesso público e instruções para criar um “nó” e, assim, se tornar atores na rede.

Está previsto que o primeiro Gram seja colocado em circulação em dois meses, segundo o The New York Times, que cita anonimamente os investidores, ou seja, antes da partida de Libra, a criptomoeda que o Facebook espera lançar no primeiro semestre de 2020. De acordo com a imprensa especializada, o Telegram prometeu dar o equivalente em gramas aos investidores antes de 31 de outubro ou devolver seu dinheiro.

“Tanto o Facebook quanto o Telegram veem que há um espaço para ocupar: isso permitirá que as pessoas troquem pequenas quantias sem passar por moeda fiduciária, banco ou aplicativo”, explica Manuel Valente, diretor de análise e estratégia da Coinhourse, que propõe às ferramentas do público em geral para investir em moedas virtuais. “Isso reforçará o medo dos estados nacionais de perderem sua influência”, acrescenta.

E, neste jogo, serviços de mensagens como Telegram ou WhatsApp têm muito a ganhar. De acordo com um relatório da Aton, um dos principais fundos de investimento russos, “as criptomoedas que obtiverem sucesso serão aquelas que farão parte integrante do ecossistema de mensagens de uma rede social existente”.

Riscos para o sistema financeiro internacional

Uma rede importante de usuários, como a de 250 milhões com a qual o Telegram possui, permitiria “aumentar a aceitação da criptomoeda entre o público em geral”, acrescenta Aton, segundo o qual produtos como Gram ou Libra poderiam “introduzir a criptomoeda em cada família literalmente “.

Na cúpula do G7 Finance em julho em Chantilly, perto de Paris, os ministros e chefes de bancos centrais dos países membros haviam alertado sobre os riscos para o sistema financeiro internacional desses ambiciosos projetos de moeda virtual.

A plataforma Telegram, criada em 2013 pelos irmãos russos Nikolai e Pavel Durov, é conhecida principalmente por proteger e tornar as trocas anônimas. Seu uso pelos movimentos jihadistas criou polêmica. O Telegram é baseado em programas de “código aberto”, ou seja, livres de direitos e acessíveis a todos, a fim de melhorar o programa e rejeitar todo tipo de controle sobre seu financiamento ou gerenciamento. /AFP

  • separator

Fonte: PORTAL TERRA – TECNOLOGIA

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!