fbpx

Teste Rápido: JAC E-JS1 é um elétrico popular (só que não)

Embora nada barato, o JAC E-JS1 é o novo carro elétrico mais barato do Brasil. Vendido por R$ 149.990, ou R$ 90 mil a menos que as outras duas novidades no segmento de modelos urbanos a bateria – o Mini Cooper S E e o Fiat 500e (leia aqui a avaliação) –, ele, obviamente, é menos refinado (e, pelo valor destes dois, a JAC tem o E-JS4; leia aqui a avaliação). Fruto direto da joint-venture entre JAC e Volkswagen, que deu vida à marca SOL, o chinês já foi apresentado e pudemos dar uma rápida volta, mas ele so chega às concessionárias brasileiras em definitivo apenas em outubro.

Uma boa notícia é que este JAC E-JS1 tem um bom toque de Volkswagen – a começar pelo visual da dianteira, semelhante à do e-up. Feito sobre a mesma base do antigo J2 e do “irmão” elétrico iEV20 (leia aqui), ele é chamado de SOL E10X na China. O novo compacto eco-friendly tem 3,650 m de comprimento e 2,390 m de entre-eixos – medidas similares às do 500e –, enquanto seu porta-malas tem apenas 121 litros (contra 185 litros no Fiat).

LEIA MAIS SOBRE CARROS ELÉTRICOS E HÍBRIDOS:
+Avaliação: Fiat 500e, primeiro carro elétrico da marca, estreia em grande estilo
+Carro elétrico traz vantagens, mas não é solução mágica
+Avaliação: Hyundai Ioniq 5, um elétrico incrível, é verdadeira revolução coreana
+Teste de consumo: Corolla Cross Hybrid vs. Corolla Cross 2.0
+Audi e-tron vs. Jaguar I-Pace: um comparativo dos SUVs elétricos que adiantam o futuro
+Carros elétricos mais vendidos do Brasil em 2020: confira o ranking e veja todos os elétricos à venda hoje
+Avaliação: Mercedes-Benz EQA, o GLA elétrico que chega ao Brasil em breve
+Avaliação: Volkswagen ID.4 é o Taos do futuro (e já chegou)

Na cabine, falta sofisticação se comparado ao Fiat 500e, mas o clima é descontraído, com elementos em branco/cor da carroceria. Há central multimídia de 10,25”, quadro de instrumentos digital de 6,2”, chave presencial, freio de estacionamento elétrico e carregador sem fio, além de detalhes que remetem aos Volkswagen e Mercedes-Benz, como o seletor de faróis e a alavanca de câmbio na coluna de direção, respectivamente. Só quatro adultos com estatura mediana viajam no E-JS1, e sem muito conforto, com espaço bastante limitado no banco traseiro.

Ao volante do JAC E-JS1, o motor com só 62 cv e 15,3 kgfm de torque, alimentado pela bateria de 30 kWh, até que tem respostas interessantes, graças ao peso reduzido, de apenas 1.180 kg. Com a dirigibilidade livre de ruídos típica dos elétricos, o único barulho que se escuta é o da rolagem dos pneus GitiComfort 220 de medidas 165/65 R14.

JAC E-JS1
A cabine tem acabamento simples, mas o design é bem “moderninho”, combinando branco e a cor da carroceria. A central multimídia tem 10,25” e há detalhes “inspirados” nos Mercedes-Benz

Um ponto forte do JAC E-JS1 está no acerto de suspensões feito pela Volkswagen, com calibração mais firme do que no iEV20, permitindo uma boa dinâmica nas curvas feitas mais rapidamente. O ajuste de direção rápido ao esterço contribui na boa dirigibilidade – e o E-JS1, como quase todos os elétricos, permite guiar utilizando só o pedal do acelerador. O alcance total é de até 300 km (no ciclo NEDC), e, para “encher o tanque”, ele leva cinco horas em um wallbox de 220V (7,4 kWh) ou só 40 minutos nos (raros) carregadores rápidos de 380V.

Este novo JAC é uma boa alternativa para quem quer estrear no mundo dos carros elétricos com um modelo urbano prático de estacionar e bom fôlego para cumprir tarefas cotidianas, mas não está disposto a pagar mais caro pela sofisticação e pela confiabilidade dos novos Mini e Fiat.

Aposta no SUV

Vendido por R$ 249.990, o novo JAC E-JS4 é uma variante elétrica do conhecido SUV T60 Plus. Com 4,410 m de comprimento e 2,620 m de entre-eixos, ele é bem mais espaçoso que os compactos desta edição. Oferece 150 cv e 34,7 kgfm, permitindo ir de 0 a 100 km/h em 7,5 segundos e cravar 160 km/h de máxima. A bateria de 55 kWh garante uma autonomia de até 420 km (NEDC). De série, ele oferece teto solar panorâmico, sistema de câmeras 360º, banco do motorista com ajuste elétrico, quadro de instrumentos totalmente digital e multimídia de 10,25”, entre outros itens. Leia a avaliação completa clicando aqui.

JAC E-JS1

JAC E-JS1

Preço básico R$ 149.990
Carro avaliado R$ 149.990

Motor: elétrico, dianteiro
Combustível: a bateria
Potência: 62 cv
Torque: 15,3 kgfm
Câmbio: automático, caixa redutora com relação fixa
Direção: elétrica
Suspensões: MacPherson (d) e eixo de torção (t)
Freios: disco ventilado (d) e tambor (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 3,650 m (c), 1,670 m (l), 1,495 m (a)
Entre-eixos: 2,390 m
Pneus: 165/65 R14
Porta-malas: 121 litros
Bateria: fosfato de lítio, 30 kWh
Peso: 1.180 kg
0-100 km/h: 13s
Vel. máxima: 110 km/h
Consumo médio: 9,6 kWh/100 km (NEDC)
Emissão de CO2: zero g/km
Consumo nota: A
Autonomia: 300 km
Tempos de recarga: 5h (220V, wallbox de 7,4 kWh) / 40 min (carregador rápido de 380V)
Nota do Inmetro: A (estimada)

ESPECIAL DE ELETRIFICAÇÃO:
+O futuro dos motores a combustão
+Híbrido leve tem uma “ajudinha” da bateria
+Especial de eletrificação: full hybrid é o híbrido “de verdade”
+Híbridos plug-in são os mais elétricos dos híbridos
+Carros elétricos mostram que o futuro virou realidade
+Diesel, híbrido, plug-in ou elétrico; qual é o melhor para você?

!function(f,b,e,v,n,t,s)
{if(f.fbq)return;n=f.fbq=function(){n.callMethod?
n.callMethod.apply(n,arguments):n.queue.push(arguments)};
if(!f._fbq)f._fbq=n;n.push=n;n.loaded=!0;n.version=’2.0′;
n.queue=[];t=b.createElement(e);t.async=!0;
t.src=v;s=b.getElementsByTagName(e)[0];
s.parentNode.insertBefore(t,s)}(window, document,’script’,
‘https://connect.facebook.net/en_US/fbevents.js’);
fbq(‘init’, ‘2641197072803735’);
fbq(‘track’, ‘PageView’);
(function(d, s, id) {
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) return;
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src = “//connect.facebook.net/en_US/sdk.js#xfbml=1&version=v2.9&appId=205286206664408”;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Fonte: Motorshow

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais