fbpx

Título impossível? Resultados do 1º turno dariam taça ao São Paulo – Esportes




A vitória sobre o Grêmio, além de encerrar a incômoda série de oito tropeços seguidos (sete no Brasileirão), deu ânimo aos torcedores do São Paulo. Os mais empolgados, inclusive, acreditam que o título ainda é possível.


Sete pontos atrás do líder Internacional, com um jogo a menos, o Tricolor precisa de uma combinação de resultados bastante improvável para ficar com a taça. A primeira parte da missão é vencer os três confrontos que lhe restam. Deles, dois são bastante complicados. O primeiro é já nesta sexta-feira, em um clássico contra o Palmeiras. Na outra quinta-feira, última rodada, o time tem pela frente o Flamengo, outro candidato ao título.


O outro jogo, apesar de ser o único fora de casa, é o considerado mais fácil, já que é contra o lanterna e já rebaixado Botafogo.





Além disso, o duelo entre Flamengo e Inter, no domingo, considerado por muitos como a “final” do campeonato, tem que empatar. Caso um deles vença, o São Paulo, mesmo vencendo todos os seus jogos, não tem mais chance de levantar uma taça após mais de 8 anos de jejum.


E não é “só isso”. Caso esse jogo termine empatado, o Tricolor tem ainda que torcer para um de seus maiores rivais, o Corinthians, surpreenda o time gaúcho na última rodada, em Porto Alegre. Caso o jogo empate, o São Paulo precisaria tirar um saldo que, neste momento, tem uma diferença de nove gols.





Parece uma missão quase impossível, não é mesmo? Nem tanto, visto que foram exatamente esses os resultados no primeiro turno. Vivendo seu melhor momento na temporada, o então time comandado por Fernando Diniz venceu com autoridade esses três confrontos: 2 a 0 no Palmeiras, quebrando o tabu de nunca ter vencido no Allianz Parque, 4 a 0 no Botafogo, no Morumbi, e o surpreendente 4 a 1 sobre o Flamengo, no Maracanã.


Já o duelo entre Inter e o Rubro-Negro terminou 2 a 2, no Beira-Rio, graças a um gol já nos últimos minutos de Everton Ribeiro. E o Colorado ainda perdeu por 1 a 0 para o Corinthians, na Neo Química Arena.


Isso tudo vai se repetir? Difícil, né? Só não dá para dizer que é impossível…





Não é só o Crespo! Técnicos ‘sub-50’ entram de vez no futebol brasileiro



Fonte: R7

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais