fbpx

Torcedor do Flamengo, você não precisa disso – Esportes



A raiz rubro-negra é baseada na simplicidade e na solidariedade. Foi assim que o Flamengo nasceu, com o departamento de futebol tendo a humildade de se terceirizar, no início, para o Fluminense, até que se tornasse próprio, em 1912.


A partir de então, de entidade elitizada, o Fla foi se popularizando, com os jogadores batendo papo com os frequentadores da antiga Praia do Russel, onde o time treinava. Até se tornar um gigante do futebol.


Atualmente, no entanto, muita coisa se inverteu, vinda lá dos que comandam o clube.



Nem seria tão estranho se, por hipótese, o Flamengo de hoje contratasse o goleiro Bruno, condenado pelo assassinato de sua namorada Eliza Samudio, mas que tem respaldo legal para atuar. Pagando a ele um salário milionário.


Enquanto demora para chegar a um acordo com familiares das vítimas do incêndio no Ninho do Urubu.


O argumento, afinal, ficou na moda para os dirigentes: primeiro, o interesse do clube. Será mesmo interesse do clube?


Nos anos 30, o presidente flamenguista José Bastos Padilha, de origem humilde, buscou algo que a atual diretoria também diz buscar: aumentar os ganhos e sanear a instituição.


Padilha também fez contratações bombásticas, como a de Leônidas da Silva.


Mas o objetivo era ganhar a simpatia e tornar o Fla “O mais querido”, como era denominado o projeto. Em parceria com o Jornal dos Sports, ele realizou um concurso escolar, no qual os alunos tinham de criar uma frase relacionando o Flamengo com o Brasil. Uma delas se tornou até parte do hino: “Flamengo até morrer”.



Tudo isso, acrescentando-se as transmissões da Rádio Nacional, contribuiu para ampliar a torcida também em outros estados.


Muitos dos atuais dirigentes flamenguistas, no entanto, estão tomando um caminho inverso. Dizendo ter o mesmo objetivo de ampliar receitas, mas de forma equivocada.


Distanciando-se de valores como ética, respeito, empatia, humanismo. Olhando apenas para as cifras.


Até realizam uma ou outra ação social, mas pequena em função de uma postura fria na maioria dos temas relativos a questões humanas.


Relutam em entrar em acordo com os familiares das vítimas do incêndio.

Praticamente excluem funcionários do departamento de futebol da proposta de premiação pelo Mundial, contrariando os próprios jogadores.


Tentam demitir funcionários em meio à crise do coronavírus, e, ao mesmo tempo, renovam com o técnico por uma quantia milionária.


Insistem na retomada do futebol em um momento no qual as mortes por causa da pandemia aumentavam no Rio.


E aparentam não se incomodar em jogar no Maracanã, ao lado de leitos onde pacientes agonizam.


Iniciam uma briga jurídica com a TV, com uma explicação plausível, mas que, na prática, só visa aos seus interesses, sem a preocupação de evitar a ainda maior fragmentação do já combalido futebol brasileiro.


Intrometem-se e tentam dividir a transmissão do Fla-Flu, contrariando totalmente o argumento que os fez romper com a TV, baseado em nova Medida Provisoria, que é o do direito exclusivo do mandante de negociar a transmissão. O Flu, neste jogo, era o mandante.



Nos últimos meses, o clube ganhou títulos, é verdade. A torcida compareceu em peso para receber os jogadores campeões sul-americanos. A festa foi grande. Mas isso não irá durar muito tempo, se essa postura persistir.


Não é possível que o torcedor típico do clube, que compõe a maioria dos flamenguistas, o povão, se sujeite a essa ganância desenfreada em troca de vitórias. A essência flamenguista não é essa.


É a do trabalhador que sai do morro, pela manhã, e vai com orgulho em busca do sustento da família.


Torcedor do Flamengo, você sabe que não é vantajoso ver só os interesses do clube se sobreporem a outros valores. 


Não dá para se ater só ao futebol e aos gols de Gabigol para sempre. Você é patrimônio da cultura brasileira. Torcedor do Flamengo, você não precisa disso.


Gênios! Confira melhores camisas 10 do futebol brasileiro no século 21


Fonte: R7

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!