fbpx

Torcida organizada contesta decisões de Ceni no comando do Fla – Futebol


O desempenho recente do Flamengo, que começou a temporada de 2021 conquistando a Supercopa do Brasil e é líder da Taça Guanabara, não tem agradado à direção da principal torcida organizada do clube, a Raça Rubro-Negra, que publicou, após o empate em 2 a 2 com a Portuguesa, uma nota direcionada apenas ao treinador Rogério Ceni. As opções do técnico são contestadas, como a “improvisação de Willian Arão na zaga” e a escalação de “Gerson na ponta”. Confira, na íntegra, a publicação divulgada pela organizada.



Rogério Ceni assumiu o Flamengo em novembro e, logo de cara, sofreu eliminações na Copa do Brasil e Libertadores. No Brasileirão, a equipe conseguiu arrancada na reta final e conquistou o Octa. Em 2021, são cinco partidas com Ceni, período no qual o time conquistou a Supercopa do Brasil e está classificada no Carioca. Na terça, estreia na Libertadores contra o Vélez.

A organizada, contudo, questiona o futebol apresentado pelo Flamengo, pedindo “medidas mais conservadoras e óbvias”, demonstrando preocupação com o “futuro do futebol rubro-negro” sob o comando de Rogério Ceni.


Confira, na íntegra, a nota publicada pela Raça Rubro-Negra


“O G.R.M.C Raça Rubro-Negra vem, representado por sua diretoria e seu presidente, através desta nota, manifestar o que se segue.

Esperamos o término da partida para mostrar que, independente do resultado, estamos extremamente insatisfeitos com a forma através da qual é conduzido o futebol rubro-negro.



Rogério Ceni, nosso atual comandante, apesar de toda manifesta desconfiança, contou com o nosso apoio durante o período como treinador. Apesar disso, hoje, meses depois de sua chegada, ainda não convence, mesmo com os títulos conquistados. Alguns pontos nos causam estranheza, como por exemplo:

Por que manter Willian Arão na zaga tendo, no elenco, jogadores de origem disponíveis, inclusive um recém-contratado? Por que escalar Gerson como ponta?

Ironicamente, somos campeões brasileiros e por muito pouco não desperdiçamos o octacampeonato. Sabemos que não teremos outras chances de errar. Não podemos mais nos permitir errar. Insistir no erro é o mesmo que desperdiçar títulos.

Essa e outras atitudes nos fazem ter preocupação com o futuro do futebol rubro-negro, inclusive por não parecer que o comandante está disposto a rever suas decisões, tampouco adotar medidas mais conservadoras e óbvias.

Ressaltamos que a mensagem tem como destinatário nosso atual treinador e, mesmo assim, é dirigida com respeito e humildade, assinada por quem tem como fidelidade, única e exclusivamente, o bem estar do Clube de Regatas do Flamengo.”


No São Caetano, Walter quer se desligar dos problemas com balança


Fonte: R7

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais