fbpx

Total de queimadas em 2019 é o maior em 5 anos

O número de focos de queimadas detectados pelo satélite de referência AQUA_M-T, administrado pela NASA, é o maior nos últimos 5 anos considerando o período de 01 de janeiro a 17 de agosto. Neste ano de 2019 houve o registro de 65.711 de focos de queimadas, valor aproximadamente 70% maior que o ano de 2018 e o maior valor dos últimos 5 anos.

Número de focos de queimadas detectados pelo satélite de referência AQUA_M-T no período de 01 de janeiro a 17 de agosto entre 2015 e 2019. FONTE: INPE

Os estados de Mato Grosso do Sul e Rondônia lideram o ranking de estados com o maior aumento de registros comparados com o ano anterior. Em Mato Grosso do Sul foi observado um aumento de mais de 100% , com 3.251 focos registrados em 2019 e 1.047 em 2018 (o município de Corumbá aproximadamente 10 vezes mais focos de queimadas neste ano: em 2019 foram 1.731 focos e em 2018 apenas 158).

Em Rondônia foram registrados 4.838 até 17 de agosto de 2019, enquanto que no mesmo período de 2018 haviam sido registrados 1.796 focos. Desde o dia 15 de agosto o aeroporto de Porto Velho vem registrando restrição de visibilidade devido a presença de fumaça na região.

As queimadas podem surgir espontaneamente por causa do calor e da ausência de chuvas, mas no Brasil ainda é uma prática utilizada para limpeza de terrenos para preparo do plantio da próxima safra. Infelizmente os sensores do satélite não permitem diferenciar qual a fonte dos focos de queimadas.

Imagem de satélite e focos de queimadas detectados pelo sistema MODIS no dia 16 de agosto de 2019 (em vermelho). As áreas esbranquiçadas são a fumaça associada às queimadas.

Profundidade ótica do aerossol (AOD) detectada pelos sensores MODIS no dia 16 de agosto de 2019. As áreas em vermelho e laranja indicam altos valores de AOD indicam a presença de material proveniente de queima de material orgânico.

Climatempo

  • separator

Fonte: PORTAL TERRA – NOTÍCIAS

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!