fbpx

Trans brasileira é morta com mais de 50 facadas em Milão

Uma transexual brasileira de 48 anos foi encontrada morta com pelo menos 50 facadas em seu apartamento em Milão, na Itália, na tarde desta segunda-feira (20).

Bandeira símblo do movimento símbolo do movimento LGBT+ 28/06/2020 REUTERS/Jon Nazca

Foto: Reuters

De acordo com as informações preliminares, o corpo estava no segundo andar de um prédio na via Plana, perto da piazza Firenze, onde a brasileira vivia há alguns anos. O cadáver foi localizado pelos bombeiros, que precisaram ser acionados por volta das 15h30 da tarde (horário local) pelos moradores do edifício após sentirem um forte cheiro de gás vindo do apartamento da vítima. A trans foi atingida no peito e nas costas por mais de 50 vezes.

Uma das principais hipóteses é de que ela foi assassinada por um cliente durante uma briga, tendo em vista as inúmeras feridas e violência dos golpes.

As autoridades investigam o caso e já interrogaram alguns vizinhos. Conforme a reconstrução, o autor do crime teria aberto o gás antes de fugir. A arma do crime não foi encontrada. Até o momento, também não há informações sobre o suspeito. A trans brasileira, cuja identidade não foi revelada, trabalhava como acompanhante e usava vários pseudônimos. Ela tinha diversos perfis em sites de relacionamento e às vezes recebia seus clientes em sua casa, segundo a polícia.

Veja também:

O segredo mais doce de Portugal: a história dos pastéis de Belém

Ansa - Brasil
  

  • separator

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais